sexta-feira, 12 de outubro de 2018

Assassinos do sargento Adeildo são encontrados mortos em AL

Trio, formado por pai e dois filhos, planejava se apresentar 
as autoridades de Garanhuns. (G1 Caruaru e Região).

O Instituto de Medicina Legal (IML) da cidade de Arapiraca identificou nesta quinta-feira (11) os três corpos encontrados com marcas de tiro na zona rural de Igaci, no Agreste do estado de Alagoas. As vítimas são o pai, Sebastião José Severo, 57 anos, e os filhos Alexandro Porfírio Severo, 34, e Fabiano Porfírio Severo, 29.

Os advogados Roberto Gomes Marques e Alan Henrique do Amaral Lima informaram ao G1 que as três vítimas são de Garanhuns, em Pernambuco, e assassinaram o sargento da Polícia Militar de Garanhuns, José Adeildo dos Santos, 53, no mês passado.

Parentes dos três homens estavam negociando com os dois advogados a apresentação dos três às autoridades. Os advogados contaram o pai e os filhos temiam retaliações da família do sargento assassinado. E que parentes deles contaram que estavam sendo ameaçados por familiares do sargento assassinado.

Os advogados Roberto Marques e Alan do Amaral Lima apresentaram ao G1 uma carta escrita por Sebastião José Severo. Nela, ele relatou que se envolveu em uma briga com o sargento de Garanhuns em 2013, que desde aquele tempo vinha sofrendo ameaças e que ele e os filhos mataram o PM em legítima defesa durante mais uma discussão.

Eles também apresentaram ao G1 um requerimento feito a 1ª Vara Criminal da Comarca de Garanhuns em que informaram a juíza sobre a apresentação dos três homens e solicitaram a presença de um promotor de Justiça durante o interrogatório da polícia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário