quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Eleições: Oposição acusa campanha de Álvaro Porto de vandalismo

De acordo com denúncia, integrantes da militância de Porto, arrancaram bandeiras da 
Frente Popular de Pernambuco aqui em Garanhuns. Caso será denunciado na Justiça Eleitoral.

Em vídeo que circula nas redes sociais, sobretudo no Whatsapp, a Frente Popular de Pernambuco, vem acusando a campanha do deputado estadual Álvaro Porto (PTB) de vandalismo. No material distribuído na rede e a imprensa local pelos oposicionistas, é possível identificar um veículo executando a música de campanha de Porto, conduzindo bandeiras em seu interior, que representam candidatos da Frente Popular de Pernambuco, dentre eles, o ex-gerente da Casa Civil do Governo do Estado de Pernambuco, Sivaldo Albino que disputa vaga na Assembleia Legislativa, João Campos (que postula a Câmara Federal) e do atual Governador Paulo Câmara, candidato a reeleição. Todos do PSB.

Essas bandeiras, segundo informou a assessoria do grupo do Governador aqui em Garanhuns, foram arrancadas do local onde originalmente estavam instaladas; nas imediações da rodovia PE 177, que liga Garanhuns a cidade de São João. De acordo com o grupo, o veículo que aparece no vídeo conduzindo o material de campanha furtado, pertence a Altamir Pinheiro, que seria coordenador de campanha do deputado Estadual Álvaro Porto.

No vídeo que serve de denúncia, a Frente Popular de Pernambuco, aqui em Garanhuns, associa o veículo a um registro de sua passagem na cidade no último sábado (22). Na ocasião, ele participava de ato público promovido pela Frente “Pernambuco vai Mudar”, onde o Senador Armando Monteiro Neto (PTB), disputa o Governo de Pernambuco. Armando é aliado do Prefeito de Garanhuns Izaías Régis; que por sua vez, apoia a reeleição de Porto. O caso, será denunciado na Justiça Eleitoral aqui de Garanhuns.

O outro lado – Ouvido pelo Blog do Gidi Santos, o deputado estadual Álvaro Porto (PTB), se manifestou sobre o ocorrido. Disse que repudia o episódio, pois ele reflete um atentado a democracia e a liberdade de expressão. Que o veículo não tem vínculo com sua campanha, e que por isso, não poderia responder pelas atitudes de vandalismo. Na nota remetida ao Blog, Porto ainda partiu para o ataque, na tentativa de rebater a acusação da oposição. “Repudio a atitude desesperada de quem tenta vincular o meu nome a esse tipo de atitude”, registrou o deputado.

                       Veja o vídeo distribuído à imprensa pela Frente Popular:

Nenhum comentário:

Postar um comentário