domingo, 16 de setembro de 2018

"Esse governador é mentiroso", ataca Armando em Petrolina

Na ocasião em que promoveu uma grande caminhada ao lado dos Coelhos na cidade, Monteiro 
ainda disparou sobre Paulo: Esse rapaz foi escolhido para ser governado.” (Blog do Jamildo).

O senador Armando Monteiro (PTB), candidato ao governo de Pernambuco, subiu o tom contra o adversário Paulo Câmara (PSB) ao discursar em Petrolina, no Sertão, neste sábado (15). “Esse governador é mentiroso”, afirmou o petebista, ao cobrar o cumprimento de promessas de campanha do socialista em 2014, quando foi derrotado por ele.

“Prometeu dobrar salário de professor e não fez; prometeu bilhete único e não implantou, prometeu quatro hospitais, incluindo o Hospital da Mulher de Petrolina, e não fez; prometeu construir seus UPAs e não fez”, enumerou. “Fez foi ficar devendo ao pessoal da saúde, aos terceirizados. Não paga o pequeno prestador de serviço, não paga o artista”, acusou. “Ele só é bom para cobrar imposto, para arrochar os pequenos”.

A cobrança de promessas também é usada no guia eleitoral de Armando, que foi questionado no Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE). A Justiça Eleitoral decidiu inicialmente suspender a propaganda na televisão, mas o petebista conseguiu reverter a determinação. No Facebook, porém, não pode usar o vídeo.

Armando também citou o ex-governador Eduardo Campos (PSB), padrinho político de Paulo Câmara. Em 2010, o petebista se elegeu senador com o apoio do socialista, mas rompeu em 2012, quando decidiu seguir com os petistas após o racha entre os dois partidos na eleição municipal do Recife. “Virou uma homenagem a Eduardo Campos, uma homenagem justa, eu reconheço”, disse o senador petebista.

Mas acrescentou: “esse rapaz não foi escolhido para governar, foi escolhido para ser governado. E quando ficou só ficou sem rumo. Esse rapaz já teve a oportunidade dele e eu venho pedir humildemente que me deem uma oportunidade”.

Nada de Saúde - Em suas últimas palavras, Armando ainda criticou o atual governador, pelo fato dele não ter cumprido diversas promessas feitas no Sertão. "Ele prometeu construir quatro hospitais, inclusive um aqui em Petrolina, o Hospital da Mulher, e não fez nenhum. Não vamos viver de promessas. Vamos restabelecer o controle da segurança e construir um Pernambuco mais forte", disparou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário