quinta-feira, 2 de agosto de 2018

PT de PE ignora decisão nacional e confirma candidatura de Marília

Decisão foi formalizada em convenção realizada nesta quinta-feira (2), no Praia Hotel, Zona 
Norte da capital. (JC Online – Foto: Leo Motta/JC Imagem e Ed Machado/Folha de Pernambuco).

O diretório do Partido do Trabalhadores de Pernambuco (PT-PE) decidiu manter a candidatura da vereadora do Recife Marília Arraes (PT) ao governo estadual. A decisão foi formalizada em convenção realizada nesta quinta-feira (2), no Praia Hotel, Zona Norte da capital pernambucana, Recife. Dos 251 delegados presentes na plenária desta quinta, 230 foram a favor, 20 contra e houve apenas uma abstenção. 

"Finalmente, nós tivemos a oportunidade de mostrar o que é que a base de Pernambuco quer. São 300 delegados que representam todos os filiados do PT, mostra que quando se constrói uma ideia, seja ela uma candidatura, seja ela um projeto, da base, a gente tem muito mais consolidação. Mostra efetivamente qual é a melhor tática, a melhor aliança, que é com o povo", disse Marília no discurso.

A decisão também foi aprovada pelo presidente do Partido dos Trabalhares aqui no Estado, Bruno Ribeiro. "Estamos unidos porque acreditamos em Pernambuco, no PT, na defesa de Lula. Ganhou com maioria folgada a tesa da candidatura própria, como vocês sabem, há uma da nacional com outro sentido, vamos mandar a ata, já há um outro recurso, isso será examinado pelo diretório nacional", afirmou ele.
.

Apoio de Lula - No evento, a neta de Miguel Arraes garantiu que o ex-presidente Lula concordou que a sua campanha fosse mantida. "O recado que eu recebi de Lula foi dizendo pra gente tocar a campanha e que se ele estivesse aqui estaria na campanha foi o recado direto que a gente recebeu dele", afirmou a neta de Miguel Arraes.

"Os delegados vão votar de acordo com suas consciências. Eles não são simplesmente pessoas que foram colocadas ali a toa. Eles representam a delegação do seu estado, das suas correntes. Enfim, eles representam pessoas. 300 pessoas vão decidir o futuro de Pernambuco", acrescentou a petista. No sábado (4), haverá um encontro nacional do PT. O partido tem até o domingo (5) para decidir, prazo final para a realização de convenções e data dos encontros do PSB nacionalmente e em Pernambuco.
.

O Senador Humberto Costa, o maior interessado na aliança entre o PT e o PSB, participou da votação nesta quinta. Ao chegar no Praia Hotel, ele foi hostilizado com gritos que se insurgiram da militância petista, dizendo: “Golpista, golpista”. Marília, apaziguou o embaraço, convidando o senador ao palco montado no evento.

        Os mesmos militantes que se opuseram a presença de Humberto na votação desta quinta, também manifestaram seu apoio irrestrito a candidatura de Marília. Além de carregaram placas dizendo: “Eleição sem Marília é golpe”, em um clima contagiante, eles gritavam: “No meu Estado, eu boto fé. Ele vai ser governador por mulher”.

       Veja:



.

Nenhum comentário:

Postar um comentário