quinta-feira, 16 de agosto de 2018

Pesquisa revela: "Paulo e Armando estão tecnicamente empatados"

Embora Câmara apareça com 30 pontos percentuais no recém divulgado levantamento Ipespe, ao tempo que Armando 24, empate aparece, haja vista a margem de erro da pesquisa, que neste caso é de 3,5%.

Pesquisa de intenção de voto, realizada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe), divulgada em parceria com o jornal Folha de Pernambuco nesta quarta-feira (15), revela um empate técnico entre o atual Governador de Pernambuco Paulo Câmara (PSB), que busca reeleição, e o senador Armando Monteiro (PTB), candidato da oposição, que encabeça o grupo “Pernambuco Vai Mudar”.

Embora Paulo apareça com 30 pontos percentuais, ao tempo que Armando 24, o empate aparece, haja vista o limite da margem de erro do levantamento,  que neste caso é de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos. Para dar um exemplo, o cenário aferido pelo Ipespe pode ser, considerando a margem de erro, 26,5% para Paulo, e 27,5% para Armando. Num segundo retrato, esses números poderiam representar, 33,5% para Paulo, ante a 20,5% à Armando, sendo que na segunda perspectiva, Paulo abriria uma margem de vantagem considerável, frente a Monteiro, como os números revelam.

A pesquisa, realizada entre os dias 11 e 13 de agosto, por telefone, ouvindo 800 pessoas, definindo cotas de sexo, idade, localidade, instrução e renda, ainda registrou os números dos demais postulantes ao Governo do Estado. O ex-deputado federal Maurício Rands (PROS), que apresentou sua candidatura no final do prazo das convenções partidárias, aparece na pesquisa estimulada com 4% das intenções de voto. Já a advogada Danielle Portela (PSOL) e o ex-prefeito de Petrolina Júlio Lóssio (Rede) pontuaram 3% cada. Simone Fontana, do PSTU, teve 2% das menções. Brancos, nulos ou “nenhum” representam 27% dos entrevistados. Indecisos ou os que não responderam são 8%.

O intervalo de confiança do levantamento é de 95,45%. A pesquisa, conforme defende a legislação eleitoral em vigor, foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob os números de protocolo BR-06973/2018 e PE-07336/2018. Nas ligações, o IBESPE fez a seguinte pergunta: “Se a eleição para Governador de Pernambuco fosse hoje e os candidatos fossem esses que vou ler, em quem o(a) Sr(a) votaria para Governador?”.

Ouvidos pelo Blog do Gidi Santos, analistas políticos afirmaram que para o caso desses panoramas de empate ou vantagem à Câmara se manterem, considerando ainda 12% de votos dirigidos a outros postulantes , 27% de branco ou nulo e 8% de indecisos, como no caso dos dados aferidos pelo Ipespe, teremos um segundo turno aqui em Pernambuco. Segundo esses analistas, contribui para a realização de um novo round, provavelmente entre Paulo e Armando, os votos dissipados de Marília, que agora oficialmente fora da disputa, alcançam Paulo, Armando e Rands.

Atualizado as 17:14  - Considerando o último levantamento feito em julho deste ano pelo Datamétrica, com estímulo ao voto, indicando os nomes dos pré-candidatos aquela época aos entrevistados, onde Paulo tinha 25%, o Governador subiu 5 pontos. Armando por outro lado, que saiu de 17 em julho para 24 em agosto, subiu 7 pontos. Vale dizer, este cenário foi aferido ainda com a presença de Marília Arraes (PT).

       Vislumbrando um segundo turno, a eleição para Governo do Estado, pode ter como fiel da balança, as quatro outras candidaturas, decidindo a favor de Paulo ou Armando, com destaque maior para Maurício Rands. A campanha eleitoral deste ano, iniciou nesta quinta (16). Até o dia 7 de outubro, data marcada para a votação no primeiro turno, muita coisa pode mudar, mas a julgar pelos números do Ipespe, a corrida eleitoral deste ano está aberta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário