terça-feira, 17 de julho de 2018

Garanhuns: Visita de Betânia a Posto de Saúde acaba na Delegacia

Apesar disso, ida de parlamentar a UBS da Braham, revelou que diversos remédios estão em falta. Em 
seu segundo ano de mandato, Betânia tem ganhado notoriedade com suas fiscalizações e denúncias

Essa, é destaque no Blog do Carlos Eugênio:

Uma nova polêmica toma conta das rodas políticas da cidade. É que uma visita da vereadora Betânia Monteiro (PTB), a popular Betânia da Ação Social, a um posto de saúde, ação que deveria ser normal, haja vista a função constitucional de fiscalização ao qual o cargo que exerce prevê, virou caso de Polícia. O fato aconteceu na última quarta-feira, dia 11, na Unidade Básica de Saúde do bairro José Maria Dourado, a Brahma.

A Parlamentar esteve acompanhada de assessores e do Blogueiro Kleber Cisneiros. O momento foi registrado através de gravações em áudio e vídeo, posteriormente divulgados nas mídias sociais. No Posto de Saúde, Betânia entrevistou duas cidadãs, identificadas como Cícera (imagem acima) e Valdete da Silva, e constatou que a Médica do Posto estava de férias, assim como registrou a falta de alguns medicamentos e a demora na marcação de exames, bem como de algumas consultas

Depois da visita, a enfermeira responsável pelo Posto de Saúde da Brahma, Darliane Mendes Rodrigues, compareceu a 18ª Delegacia Seccional de Garanhuns, para registrar um Boletim de Ocorrência (BO), prestando queixa contra a vereadora Betânia Monteiro, seus assessores e o blogueiro Kleber Cisneiros. Segundo a profissional de saúde, a visita causou constrangimento aos funcionários e prejudicou o atendimento no local.
.

Após a repercussão do fato, o Blogueiro e a Vereadora se pronunciaram através de notas. “Ficamos surpresos ao ver tal atitude desta Enfermeira, uma vez que tudo aconteceu da forma mais civilizada e cordial”, registrou Kleber Cisneiros, em seu Blog. “Posso garantir que tanto eu, quanto as duas pessoas que me acompanharam, em nenhum momento foram invasivas ou mal-educadas, trataram bem a funcionária e por esta também fomos bem recebidos”, pontuou a Vereadora Betânia, que garantiu que pretende acionar a Polícia Judiciária para que apure a suposta “comunicação falsa de crime”, uma vez que de acordo com a Parlamentar, a queixa prestada na Delegacia “não corresponde à verdade”.

Para a Prefeitura de Garanhuns, que divulgou nota sobre o assunto, a visita da Vereadora e do Blogueiro, bem como os atos de registrar e divulgar em áudio e vídeo o momento, têm objetivos sensacionalistas e políticos. A vereadora Betânia Monteiro integra a Bancada de Oposição na Câmara Municipal.

UNIDADE DE SAÚDE DA BRAHMA – De com a Secretaria Municipal de Saúde, a Unidade Básica de Saúda da Brahma conta com 12 servidores, entre eles: uma médica que realiza 25 atendimentos diários às segundas, quartas e sextas-feiras. Além das visitas domiciliares ao longo da semana. 

A Pasta reconheceu que a Médica da Unidade está em gozo de férias, mas esclareceu que, durante o período, Médicos de outras unidades estavam recebendo demandas específicas da UBS José Maria Dourado, no intuito de não deixar a população desassistida. A Secretaria informou ainda, que também está realizando a contratação de médicos feristas, no intuito de substituir os profissionais em períodos de férias ou de licenças. A nota distribuída pela Prefeitura não fez menção a falta de medicamentos e a demora na marcação de exames registrada pela Vereadora.
.

Conforme adiantado, apesar da versão apresentada pela Prefeitura de Garanhuns, a vereadora Betânia da Ação Social, divulgou nota à imprensa, onde se opõe a posição do executivo local. A petebista, que tem ganhado notoriedade, a partir de seu trabalho de fiscalização e denúncias, apresentou também áudio produzido por sua assessoria, gravado no posto de saúde da Brahma, onde fica claro, que o constrangimento não aconteceu.

Confira nota e áudio divulgados por Betânia, abaixo:

“Fiquei surpresa com a atitude da enfermeira Darliane Mendes Rodrigues, do PSF da Brahma, em registrar uma queixa contra minha pessoa, meu chefe de gabinete Luizinho Roldão e o blogueiro Kleber Cisneiros, depois da nossa visita à unidade de saúde do bairro José Maria Dourado. Informo que a visita foi feita para fiscalizar o funcionamento do posto, de modo a cumprir meu papel de parlamentar.

Posso garantir que tanto eu Betânia da Ação Social quanto as duas pessoas que me acompanharam em nenhum momento foram invasivas ou mal-educadas, trataram bem a funcionária e por esta também fomos bem recebidos. A conversa, inclusive, foi registrada em áudio (anexo para todos que quiserem ouvir), o que desmente tanto a versão da enfermeira no Boletim de Ocorrência quanto uma nota oficial da Prefeitura do Município, distorcendo os fatos com objetivos políticos.

A impressão que se tem, é que o prefeito pressionou a funcionária e sua equipe de comunicação a prestar queixa e divulgar essa versão mentirosa, para me atingir, como também meu chefe de gabinete Luizinho Roldão e o blogueiro Kleber Cisneiros que nos acompanhava. A verdade é que fizemos uma visita de trabalho, tratamos bem a enfermeira e todos que estavam na unidade de saúde, constatando, na ocasião, a falta de médico e de medicamentos, num descaso lamentável com a população de Garanhuns.

Mais uma vez é lamentável que o Governo Municipal, no lugar de reconhecer as falhas, contratar médico para atendimento da população e suprir a farmácia do posto dos remédios necessários, transforme um problema de saúde pública num caso policial e ainda use a estrutura de comunicação da prefeitura para reforçar uma mentira.

O prefeito, que continua devendo ao povo de Garanhuns, em mais de um ano e meio do segundo mandato, continua com o comportamento estranho de fazer política de CORONEL DO ASFALTO, de uma forma rasteira, colocando sempre seu ego, acima dos interesses de Garanhuns e do seu povo.

Com tudo isso pretendo acionar primeiramente a polícia judiciária para que todos os envolvidos na “armação” paguem pelo crime de comunicação falsa de crime, uma vez que a queixa prestada na delegacia não corresponde à verdade.

No áudio feito quando da visita à unidade de saúde, há um trecho em que a enfermeira Darliane Rodrigues revela que, por falta de médicos no posto, ela mesmo prescreve a medicação e leva a receita para os médicos carimbarem e assinarem, sem que estes ao menos tenham visto os pacientes. Isso é crime e grave, porque coloca em risco a vida das pessoas. Espero que o prefeito tome providências contra esta situação.”

       Vereadora Betânia da Ação Social

Nenhum comentário:

Postar um comentário