segunda-feira, 30 de julho de 2018

Cantor que insultou Cristo no FIG estará no Criança Esperança

No evento da Unesco, realizado em parceria com a TV Globo, Johnny Hooker irá cantar uma 
canção de sua autoria, onde exalta o relacionamento homoafetivo, "Flutua". (Diário de Pernambuco).

O cantor pernambucano Johnny Hooker, uma das atrações a se apresentar na última sexta-feira (27), no 28ªº Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), e que insultou cristãos, manifestando em seu show que Jeus seria homossexual, participará do especial Criança Esperança, show beneficente que será exibido no dia 20 de agosto, na TV Globo. O artista adiantou que vai subir ao palco para cantar Flutua, canção gravada em parceria com a cantora paulista Liniker, que combate a homofobia, ao exaltar uma relação homoafetiva.

A canção, que até o momento contabiliza quase 3 milhões de visualizações, ganhou clipe protagonizado por Jesuíta Barbosa e Maurício Destri. “Eu já cansei de me esconder, entre olhares e sussurros com você. Somos dois homens e nada mais. Ninguém vai poder, querer nos dizer como amar”, diz trechos distintos da música de Johnny.

A faixa integra repertório do álbum Coração (2017), que foi indicado ao 29º Prêmio da Música Brasileira como Melhor Álbum de Canção Popular. Entre as novidades, Hooker adiantou que vai gravar um episódio da nova temporada do programa Amor & Sexo, apresentado por Fernanda Lima, em homenagem aos 60 anos de Cazuza.

Abaixo, você confere a música que Johny cantará no Criança Esperança, “Flutua”:



Prêmio da Música Brasileira - Marcado para o dia 15 de agosto, no Theatro Municipal, no Rio de Janeiro, a maior premiação do gênero no país contou com a presença de artistas pernambucanos em oito categorias. Um dos destaques é o cantor e compositor Almério, único do estado com duas indicações, concorrendo aos prêmios de revelação e intérprete de pop/rock, pelo álbum Desempena, o segundo da carreira. Na categoria Álbuns Regionais, aparecem Andrezza Formiga (E tome forró, meu bem!) concorrendo como melhor cantora do gênero e Quinteto Violado (Quinteto Violado, 46 anos) disputando na categoria grupo. A lista de indicados do estado inclui ainda: Nação Zumbi (Radiola NZ Volume 1, em grupo de pop/rock), Spok, Dj Dolores e Yuri Queiroga (Frevotron, em álbum eletrônico) e Tibério Azul (Líquido, em cantor de canção popular). 

Como em anos anteriores a solenidade de premiação terá um artista homenageado. O nome escolhido foi o compositor carioca Luiz Melodia (1951-2017). A premiação, patrocinada pela Petrobras, será conduzida pelas atrizes Débora Bloch e Camila Pitanga. A direção é de José Maurício Machline, com roteiro de Zélia Duncan, cenografia de Gringo Cardia e direção musical de João Carlos Coutinho. O evento será transmitido, ao vivo, na íntegra, pelo canal oficial do Prêmio da Música Brasileira e pelo Canal Brasil.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário