terça-feira, 24 de julho de 2018

Aliada de Marília, Mônica Martins pode disputar mandato Federal

Em junho passado, diante de muita cobrança por parte da militância petista da região 
Agreste Meridional, candidatura de ex-vereador foi posta a mesa de discussão com Marília.

Advogada, ativista ligada ao Movimento Sem Terra (MLST), ex-vereadora da cidade Itaíba, no Agreste Meridional, Mônica Martins (PT), pode disputar uma vaga na Câmara Federal nas eleições de outubro deste ano. Acaso ofereça seu nome a disputa, ela contará com o apoio da pré-candidata ao Governo de Pernambuco, Marília Arraes, também do PT.

Em junho passado, diante de muita cobrança por parte da militância petista da região,a candidatura de Mônica foi posta a mesa de discussão com Marília, logo após ambas prestigiarem as festividades juninas da capital do São João, Arcoverde.

Embora ainda sem definição, a postulação da ex-vereadora começa a ganhar corpo, a partir do trabalho de seus articuladores políticos. Animado, um deles revelou ao blog, que busca inserir Martins no vácuo de lideranças femininas na região. A ideia: capitalizar uma fatia considerável do eleitorado feminino, carente de representatividade.

Por empatia, e pelo bom relacionamento construído em cidades adjacentes, caso por exemplo de Águas Belas, Garanhuns e a própria Arcoverde, Mônica tem tudo para trilhar um caminho vitorioso. Contando com a experiência do mandato exercido em Itaíba, ela figura como potencial candidata a eleição. Apesar disso, seu principal articulador, prefere se dedicar ao trabalho, ao invés de se contagiar com discurso de vitória.

“A recepção a pré-candidatura tem sido boa, muito embora a trincheira de uma disputa dessa grandeza, passe por fatores por vezes distintos a nossa vontade. Mônica tem um recall político construído em torno de seu ativismo social, e com isso, contamos para torná-la um fato novo na disputa”, destaca um dos articuladores de Mônica na Região.

Nenhum comentário:

Postar um comentário