terça-feira, 31 de julho de 2018

Recife: Fernando Rodolfo oficializa candidatura a deputado federal

Jornalista, irá pleitear vaga no parlamento em Brasília, sendo o principal aliado em Caruaru e Região, do Senador candidato ao Governo de Pernambuco, Armando Monteiro Neto (PTB). (Edmar Lyra/Gidi Santos).

O jornalista garanhuense, Fernando Rodolfo teve sua candidatura a deputado federal homologada pelo Partido Humanista da Solidariedade (PHS), no último sábado (28); mesmo dia em que se encerraram as apresentações do polêmico 28º Festival de Inverno de Garanhuns, cuja edição deste ano, ele acompanhou de perto. O evento, ocorreu na capital pernambucana, Recife, e contou com a presença de delegações de todo o Estado.

Durante a convenção da coligação “Avança Pernambuco“, foi anunciado que o bloco de partidos que além do PHS tem o PRTB, PSL e PV, dará apoio ao senador Armando Monteiro (PTB) que disputará o governo de Pernambuco pela segunda vez. “Demos um grande passo hoje confirmando o apoio a Armando. Pernambuco vive um momento importante, um momento de decidir se quer continuar do jeito que está ou se quer avançar”, registrou Fernando, ao falar durante a convenção no Recife.

Com a ida do PHS para o grupo “Pernambuco vai mudar”, Fernando Rodolfo se torna o principal candidato a federal de Armando Monteiro em Caruaru e na região. Até momento, Rodolfo registra apoios importantes a sua candidatura, entre eles os ex-prefeitos, de Caetés, Zé da Luz, de Palmeirina, Eudson Catão, e do empresário, dono da rede Bonanza de Supermercados e ex-senador pelo Estado de Pernambuco, Douglas Cintra.

Nos bastidores, circula a especulação onde Rodolfo será apresentado como candidato oficial da Prefeita de Caruaru Raquel Lyra (PSDB). A informação ainda não foi confirmada oficialmente pelo jornalista ou por sua assessoria.

Secretário se desculpa, após FIG onde cantores ofenderam Cristo

Em nota distribuída a imprensa, Marcelino Granja, que segundo levantamos 
é ateu, tenta minimizar as polêmicas que envolveram o FIG deste ano.

Após contratar cantores para se apresentarem no Festival de Inverno de Garanhuns deste ano, que ofenderam o maior símbolo sagrado cristão, Jesus Cristo, atingindo assim cerca de 180 milhões de Brasileiros que professam essa fé, ser responsável pela contratação do monólogo o Evangelho Segundo Jesus Rainha do Céu, peça teatral que vem sendo considerada como manifestação com vistas a profanar e vilipendiar o Cristianismo, e ser bombardeado junto com o Governador Paulo Câmara (PSB), em razão da edição mais repudiada do Festival de Inverno de Garanhuns, nestes 28 anos em que o evento é realizado, o Secretário de Cultura do Governo do Estado de Pernambuco, Marcelino Granja, junto a Fundarpe e Secult, veio a público na noite desta segunda-feira (30), para tentar se desculpar com a população Garanhuense, bem como com os cristãos, católicos e evangélicos, espalhados por todo o país, através de um simples comunicado.

Marcelino, que segundo levantamos é ateu, distribuiu nota a imprensa de Garanhuns, onde tenta minimizar as polêmicas que envolveram a edição do FIG 2018. Na nota, Granja afirma que as manifestações dos cantores Johnny Hooker e Daniela Mercury foram fatos isolados, destacando que as mais de 500 atrações que se apresentaram no evento, prevaleceram sob o resto. Na mesma nota em que exalta o Festival de Inverno de Garanhuns, Marcelino, Marcelino nada conciliador, buscando incendiar ainda mais os ânimos, parte para o ataque contra o Prefeito de todos os garanhuenses, Izaías Régis (PTB), que segundo sua ótica, espalha uma campanha de ódio, preconceito e de intolerância, pautada no proselitismo político de oposição ao Governo do Estado. Apesar das acusações de Granja, vale registrar, a maioria da população garanhuense apoiou a postura adotada pelo Prefeito Izaías, considerando ela, uma defesa da família cristã.

          Abaixo, você confere a nota emitida por Marcelino Granja, na íntegra:

"Sobre a atitude isolada de alguns artistas no Palco Dominguinhos, na 28° Edição do FIG, a SECULT e FUNDARPE pedem desculpas aos cristãos e a todos que tenham se sentido ofendidos. Não concordamos com tais atitudes.

O que prevaleceu largamente no FIG foram as suas mais de 500 apresentações, que fizeram do Festival um grande espaço de confraternização, transcorrido em paz, tranquilidade e segurança, com as ruas, praças, parques, restaurantes, hotéis, teatros, Catedral, Circo, pavilhões e polos de apresentações artísticas durante os seus 10 dias!!

Também não compactuamos com a irresponsabilidade pública do Prefeito, pautado pelas ideias reacionárias do projeto de Temer em Pernambuco. O Prefeito espalhou uma campanha de ódio, preconceitos e intolerância nas redes sociais, fazendo proselitismo político da oposição ao Governo, como revelou na entrevista que foi ao ar nesta segunda-feira, caindo sua máscara ao falar abertamente de eleição.

Por fim, reafirmamos os valores cristãos e humanistas da compaixão, do amor e do perdão, da solidariedade e da união pela paz e contra a violência.

Marcelino Granja
Secretário de Cultura de Pernambuco"
.

segunda-feira, 30 de julho de 2018

Advogado apresenta notícia crime e pede prisão de Johhny Hooker

Em sua queixa, Jethro Silva afirma que foi ofendido em sua religiosidade com a manifestação do cantor, que
durante apresentação no FIG chamou Jesus de “bicha” e de “travesti”. ( Blog do Ricardo Antunes).

O advogado criminalista Jethro Silva Júnior (foto acima), ingressou nesta segunda-feira (30), com notícia crime contra o cantor pernambucano Johnny Hooker. Em requerimento protocolado na Chefia da Polícia Civil do Estado, na capital Recife, o advogado afirma que foi ofendido em sua religiosidade com a manifestação do cantor, que durante apresentação no FIG no último dia 27, chamou Jesus de “bicha” e de “travesti”.

Segundo Jethro, o cantor, cujo nome verdadeiro é John Donovan Maia infringiu o artigo 20 da Lei nº 7.716/89. Essa Lei, carateriza os crimes resultantes de preconceito de raça ou de cor, atestando que "praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional, acarreta numa reclusão de até três anos."

Segundo apurou o Blog do Gidi Santos, a notícia crime imputa ainda a Johnny, o crime previsto no artigo 280 do Código Penal Brasileiro (CPB), que afirma que “escarnecer de alguém publicamente por motivo de crença ou função religiosa, impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso, vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso”, pode resultar numa pena de detenção que de um mês até três anos ou multa..

Na notícia crime, argumenta o advogado ainda, as pessoas que professam a fé cristã, quase 180 milhões de pessoas no Brasil, têm a figura de Jesus Cristo como sendo do sexo masculino, heterossexual, segundo a bíblia sagrada, que é o livro que contém os ensinamentos cristãos. “Qualquer afirmativa diferente desses dogmas é considerada uma ofensa a fé cristã”, destaca Jethro em sua ação.
.

Pessoalmente, o criminalista se sente ofendido, já que na noite da última sexta-feira, dia 27 de julho aqui em Garanhuns, durante show que realizava no 28ª Festival de Inverno, Hooker afirmou: “Jesus é transexual sim, Jesus é bicha sim, porra!”.

“A circunstância de Johnny Hooker ter-se expressado por ocasião de uma manifestação artística de duvidosíssima qualidade, e que, portanto, nessa circunstância, em tese, estaria albergada pela liberdade estabelecida no inciso IX do art. 5º da constituição federal, não é menos certo que essa mesma liberdade deve amoldar-se à lei. Assim, ainda que arte seja, substancialmente, liberdade, o direito à liberdade artística não pode ser ilimitado e encontra balizas em outros valores constitucionalmente assegurados", defende o advogado criminalista na ação impetrada na manhã desta segunda.

O advogado, arrolou como testemunhas, o Prefeito de Garanhuns, Izaías Régis (PTB), o Arcebispo da Arquidiocese de Olinda e Recife, Antônio Fernando Saburido, o Bispo Diocesano de Garanhuns, Dom Paulo Jackson, o Presidente da Ordem dos Pastores Evangélicos de Garanhuns e Região, além da cantora baiana Daniela Mercury, que também argumentou fala semelhante, lembrando ainda, da possibilidade de representação pela decretação da prisão preventiva do cantor pernambucano a qualquer momento.

Nossa reportagem, não conseguiu contato com o escritório responsável pelos shows do cantor Johnny Hooker. Apesar disso, o Blog segue aberto para que ele possa manifestar sua posição diante dos fatos relatados nesta reportagem.
.

Fernando Rodolfo: "Paulo Câmara deve desculpas ao povo de PE"

Em vídeo que circula nas redes sociais, sobretudo no Whatsapp, jornalista faz uma profunda análise do FIG
2018, que sob sua ótica, foi um evento advogado por Câmara, destinado a profanação da fé cristã.

O jornalista garanhuense Fernando Rodolfo, um dos profissionais mais renomados de comunicação do país, recém demitido da TV Jornal Caruaru, segundo ele, por vontade do atual Governador do Estado de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), devido a sua atuação destemida com vistas a relatar diversos problemas que acometem a população pernambucana; frutos de uma gestão ineficiente, fez valer mais uma vez o jargão que utiliza usualmente para para conclusão dos vídeos independentes que vem produzindo e divulgando pelas redes sociais, sobretudo num exercício de resistência aos desmandos diários da gestão estadual, que agora, potencializado, alcançou o maior e melhor evento multicultural da América Latina, o Festival de Inverno De Garanhuns (FIG). “Coragem e fé sempre”, costuma dizer Rodolfo, ao fim dos seus vídeos.

Pois se utilizando de ambos, no seu novo vídeo, que já circula em diversas redes de relacionamento, mas sobretudo no aplicativo Whatsapp, o jornalista reforça o ataque violento empreendido a fé do povo cristão, não só Garanhuense, mas Pernambucano, Brasileiro, feito sob as palavras do cantor Johnny Hooker em sua apresentação realizada no FIG na última sexta-feira (27), onde ele na praça Mestre Dominguinhos, além de esbravejar: “Jesus é Bicha sim”, ainda fez muita gente cantar uma das frases mais abomináveis pronunciadas num evento de porte internacional como é o FIG: “Ih ih ih, Jesus é travesti”.

Para Rodolfo, que inclusive acompanhou o show de Hooker aqui em Garanhuns, a profanação a fé Cristã foi tamanha, que nem mesmo os homossexuais, maioria dos fãs de Johnny, concordam com a postura adotada pelo cantor. No vídeo de quase quatro minutos, Fernando faz uma análise abordando o que muitos vem considerando como um crime contra fé cristã, num discurso em sintonia com os garanhuenses.
.

Além de Hooker, mereceram destaque ainda no vídeo, as palavras da cantora baiana Daniela Mercury, que no mesmo palco, dias antes, já havia "invocado demônios", assim como declarado que Jesus seria “homossexual”. A postura de repúdio externada por Rodolfo aos dois cantores, ao monólogo o Evangelho Segundo Jesus Rainha do Céu, que protagoniza Cristo como Travesti, e que foi apresentado em duas sessões na cidade de forma independente, mas sobretudo ao Governador Paulo Câmara (PSB), fiel depositário do show de horrores visto aqui na cidade, manifesta a indignação e toda revolta por parte da maioria da população cristã Brasileira e Mundial, que está tendo acesso a esses casos, através de vídeos produzidos com exclusividade pelo Blog do Gidi Santos, que alcançaram a marca das quase 150 mil visualizações.

Profissionais ligados a setores da imprensa de Garanhuns, tem se mostrado solidários a atitude mais uma vez corajosa do jornalista. “Os homossexuais não precisam disso para defender a liberdade e o direito a livre escolha sexual. Vimos uma cena lamentável depois que o Johnny Hooker falou idiotices no palco. Uma divisão social, pessoas se afrontando jogando latas e bebidas umas nas outras, horrível. Dias antes, Daniela Mercury mandou o público liberar os demônios, como se estivesse num culto satânico e não num evento cultural. Johnny e Daniela, deixa eu dizer uma coisa pra vocês: Nós cristãos, perdoamos vocês, porque foi isso que Jesus nos ensinou”, advertiu Rodolfo em trecho do vídeo.
.

Antes de finalizar sua fala, o jornalista garanhuense, pré-candidato a deputado federal, ainda fez outro desabafo, neste caso, se referindo aquilo que ele considerou uma blasfêmia contra os seguidores de Cristo. Rodolfo, se dirigiu ao setor do Governo, responsável pela realização do evento, a Fundarpe, que de acordo com ele, fez vista grossa e aplaudiu tudo aquilo que aconteceu na cidade, que se encarregou de desencadear a grande incitação de ódio ao próximo, de ambos os lados. Cobrou do Governador Paulo Câmara que ele venha a público se desculpar com o povo garanhuense, pernambucano, já que dinheiro público foi usado por sua gestão “para escrachar e ridicularizar a fé através de artistas que recebem altos cachês para se apresentarem em eventos públicos que deveriam enaltecer a arte e a cultura, e não a desonra, a desunião e a intolerância religiosa”, segundo o jornalista.

“Paulo Câmara, você também acha que Jesus Cristo é bicha, é travesti?”, indagou Rodolfo, advertindo ainda que todas essas manifestações desrespeitosas foram financiadas pelo Governo do Estado, e que o Governador está adotando um comportamento “covarde”, por não ter até o momento, vindo a público se manifestar sobre todas essas polêmicas que envolveram o FIG 2018. “É com você Paulo. Tenha coragem. Não se esconda atrás de notinhas para imprensa. Fale nos olhos do povo pernambucano, como eu faço aqui, porque eu não tenho medo de falar a verdade. Eu sou Fernando Rodolfo e comigo não tem melzinho na chupeta", detonou o jornalista em trecho final do seu vídeo.

        Confira:

Hooker receberá R$ 35 mil por show onde blasfemou contra Cristo

Segundo o Governo do Estado, show de Johnny se tratou de “difusão cultural”. Em Garanhuns, artista
insultou a maior figura do Cristianismo, entoando coro: “Ih ih ih, Jesus é travesti”. (Jamildo Melo//Gidi Santos).

Sem alarde, o governo Paulo Câmara (PSB), através da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (FUNDARPE), já empenhou R$ 35 mil reais para pagar o cantor Johnny Hooker, pela apresentação que o cantor fez no Palco Mestre Dominguinhos, no Festival de Inverno de Garanhuns – FIG 2018. No último dia 27, conforme apresentamos, o cantor manifestou um protesto que ecoa por todo o país, demonstrando intolerância e blasfêmia contra a religião Cristã. “Jesus é transsexual sim, Jesus é bicha sim”, cantou e fez muito de seus seguidores cantarem no principal palco do evento, o cantor pernambucano.

O empenho do Governo do Estado que se encarregará de pagar o cantor pelo show hostil, consta no Portal da Transparência do Estado. O artista receberá através da empresa a FANZINE LTDA – ME. Segundo o Governo de Pernambuco, o show de Johnny Hooker se tratou de “difusão cultural”, muito embora, diversas manifestações nas redes sociais considerem que se tratou mais de uma profanação a objeto religioso cristão.

O Festival, conforme apresentamos no decorrer dos dez dias em que ele foi realizado aqui na cidade, foi marcado por inúmeras polêmicas, uma delas, a apresentação do Monólogo O Evangelho Segundo Jesus Rainha do Céu”, onde Cristo é protagonizado como sendo um travesti. Essa mesma peça, considerada cristofóbica, motivou os insultos externados por Hook na Mestre Dominguinhos, já que após uma batalha judicial, ela foi apresentada sob forte pressão e censura da sociedade garanhuense, sobretudo através das figuras do Bispo Dom Jackson e do Prefeito Izaías Régis; assumidamente cristão.

Daniela Mercury por outro lado, receberá nada menos do que R$ 150 mil reais pelo show que fez aqui em Garanhuns, onde também desmoralizou religiosos cristãos, católicos e evangélicos, afirmando que a atriz trans, Renata Carvalho, também seria Jesus, numa alusão a Cristo ser "Transsexual".
.

Cantor que insultou Cristo no FIG estará no Criança Esperança

No evento da Unesco, realizado em parceria com a TV Globo, Johnny Hooker irá cantar uma 
canção de sua autoria, onde exalta o relacionamento homoafetivo, "Flutua". (Diário de Pernambuco).

O cantor pernambucano Johnny Hooker, uma das atrações a se apresentar na última sexta-feira (27), no 28ªº Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), e que insultou cristãos, manifestando em seu show que Jeus seria homossexual, participará do especial Criança Esperança, show beneficente que será exibido no dia 20 de agosto, na TV Globo. O artista adiantou que vai subir ao palco para cantar Flutua, canção gravada em parceria com a cantora paulista Liniker, que combate a homofobia, ao exaltar uma relação homoafetiva.

A canção, que até o momento contabiliza quase 3 milhões de visualizações, ganhou clipe protagonizado por Jesuíta Barbosa e Maurício Destri. “Eu já cansei de me esconder, entre olhares e sussurros com você. Somos dois homens e nada mais. Ninguém vai poder, querer nos dizer como amar”, diz trechos distintos da música de Johnny.

A faixa integra repertório do álbum Coração (2017), que foi indicado ao 29º Prêmio da Música Brasileira como Melhor Álbum de Canção Popular. Entre as novidades, Hooker adiantou que vai gravar um episódio da nova temporada do programa Amor & Sexo, apresentado por Fernanda Lima, em homenagem aos 60 anos de Cazuza.

Abaixo, você confere a música que Johny cantará no Criança Esperança, “Flutua”:



Prêmio da Música Brasileira - Marcado para o dia 15 de agosto, no Theatro Municipal, no Rio de Janeiro, a maior premiação do gênero no país contou com a presença de artistas pernambucanos em oito categorias. Um dos destaques é o cantor e compositor Almério, único do estado com duas indicações, concorrendo aos prêmios de revelação e intérprete de pop/rock, pelo álbum Desempena, o segundo da carreira. Na categoria Álbuns Regionais, aparecem Andrezza Formiga (E tome forró, meu bem!) concorrendo como melhor cantora do gênero e Quinteto Violado (Quinteto Violado, 46 anos) disputando na categoria grupo. A lista de indicados do estado inclui ainda: Nação Zumbi (Radiola NZ Volume 1, em grupo de pop/rock), Spok, Dj Dolores e Yuri Queiroga (Frevotron, em álbum eletrônico) e Tibério Azul (Líquido, em cantor de canção popular). 

Como em anos anteriores a solenidade de premiação terá um artista homenageado. O nome escolhido foi o compositor carioca Luiz Melodia (1951-2017). A premiação, patrocinada pela Petrobras, será conduzida pelas atrizes Débora Bloch e Camila Pitanga. A direção é de José Maurício Machline, com roteiro de Zélia Duncan, cenografia de Gringo Cardia e direção musical de João Carlos Coutinho. O evento será transmitido, ao vivo, na íntegra, pelo canal oficial do Prêmio da Música Brasileira e pelo Canal Brasil.
.

Partidos abandonam Paulo Câmara para apoiar Armando Monteiro

Com a adesão de três novas legendas, Monteiro soma agora 12 partidos em sua coalizão, enquanto 
que Paulo Câmara, dez siglas em sua base de apoio. (Estadão Conteúdo – Foto: Reprodução).

RECIFE – Em convenção conjunta, PSL, PHS e PRTB formalizaram, neste sábado, 28, o apoio à coalizão "Pernambuco Vai Mudar", liderada pelo senador e pré-candidato ao governo do Estado pelo PTB, Armando Monteiro. O evento contou também com a presença de dirigentes do PSDC, que também aderiu à decisão do bloco. Com a decisão, as quatro siglas abandonaram aliança do atual governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), pré-candidato à reeleição, a quem manifestavam apoio anteriormente.

Com a decisão anunciada ontem, o petebista soma agora 12 partidos em sua coalizão enquanto o pessebista tem dez siglas em sua base de apoio. “Não se trata apenas de um grupo numérico, mas qualificado. A gente vai ampliando a frente com trabalho e dialogando com os partidos. Acho que essa frente vai se encorpando com o sentimento de que Pernambuco quer mudar. Pode ficar certo de que até a data da convenção (4 de agosto) nós vamos registrar novos apoios”, declarou Monteiro.

Pela manhã, o petebista participou, na sede do PSDB aqui no Estado de Pernambuco, do anúncio oficial do deputado federal Bruno Araújo, ex-ministro das Cidades do governo Michel Temer (MDB), como candidato a senador, que comporá chapa ao Senado com o Ex-Ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM). A última vaga na majoritária na chapa de Monteiro, a de vice-governador, é disputada entre o deputado estadual do PSC André Ferreira, e o deputado federal pelo PPS Daniel Coelho.
.

Entrevista: Armando defende fortalecimento do Festival de Inverno

"O FIG é mais que um evento de Garanhuns. É de todo o Estado. É algo que fortalece a economia, 
que engrandece Pernambuco", destacou Monteiro em sua fala na Rádio Marano FM, na última sexta (27).

Em visita à maior cidade do Agreste Meridional, na última sexta-feira (27), o pré-candidato ao governo do Estado pela frente "Pernambuco Vai Mudar", Armando Monteiro (PTB), defendeu o fortalecimento do Festival de Inverno de Garanhuns (FIG). Na visão do senador, é necessário mais investimentos no evento, que chegou em 2018 à 28ª edição, por parte dos órgãos estatais ligados à cultura e ao turismo. 

"Pernambuco tem uma pluralidade na sua expressão cultural. O governante têm que entender que a cultura é um diferencial competitivo", afirmou Armando, em entrevista à Rádio Marano FM, ao lado dos deputados federais e pré-candidatos ao Senado Mendonça Filho (DEM) e Bruno Araújo (PSDB). "O FIG é mais que um evento de Garanhuns. É de todo o Estado. É algo que fortalece a economia, que engrandece Pernambuco", complementou o pré-candidato a governador, que lidera a coalizão de oposição "Pernambuco Vai Mudar".

A fala de Armando foi reforçada pelos seus companheiros de chapa. "É preciso mais diálogo com a Prefeitura de Garanhuns. Não se pode chegar com um pacote fechado, discutido no Recife", disse Araújo. Mendonça salientou também a diferença de tratamento entre os artistas locais e os de fora. "Nada contra os que são de fora, muita gente vem vê-los. Mas os artistas pernambucanos demoram meses para receber. Isso acontece também no Carnaval e no São João", enfatizou o democrata.

Na opinião do prefeito Izaias Régis (PTB), o FIG decaiu nos últimos quatro anos. "Fui excluído de várias reuniões para tratar do festival. O evento não oferece condições para que as pessoas que trabalham aqui possam ganhar dinheiro durante o FIG. Ocorreu o mesmo com o São João de Caruaru", disse o prefeito. "Também não recebemos apoio para o Viva Dominguinhos e para a Magia do Natal. Mas isso vai mudar com Armando governador."
.

MAIS PROJETOS - Armando também falou sobre a importância de pleitos antigos de Garanhuns e Agreste. "A duplicação da BR-423 (entre as cidades de São Caetano e Garanhuns) é mais que necessária. Temos um grande desafio, já que este governo não consegue nem mesmo fazer a manutenção das rodovias. Precisamos requalificar a nossa malha viária e ampliá-la", garantiu o pré-candidato, lembrando que, ao longo de seus mandatos como deputado federal e senador, destinou cerca de R$ 17 milhões em emendas parlamentares que se concretizaram em obras para a cidade.

LIDERANÇAS - Armando, Mendonça e Araújo ainda participaram, no auditório do Sesc, do lançamento das pré-candidaturas do ex-deputado federal Carlos Batata (DEM) à Câmara Federal e de Claudiomira Andrade (DEM) à Assembleia Legislativa. "É essencial que a região tenha seus representantes no Legislativo. Batata e Claudiomira têm compromisso com Garanhuns e suas necessidades", afirmou Armando. 

Estiveram presentes lideranças de todo o Agreste Meridional, como vereadores e ex-prefeitos de cidades como Águas Belas, Palmeirina, Paranatama, Canhotinho, Iati, Capoeiras, Caetés e São Lourenço da Mata.
.

3ª Marcha de Todas as Flores marca o último sábado do 28º FIG

Ação já é um marco do evento e mostra crescimento a cada edição, reunindo população 
local, regional, e turistas que estão na cidade. (Secom/PMG – Foto: Hilton Marques).

No sábado (28), último dia do 28º Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), foi realizada a “III Marcha de Todas as Flores: Das Lutas às Conquistas”, que teve concentração na Praça Dom Moura, em frente ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), e seguiu em cortejo até a sede do poder executivo municipal, o Palácio Celso Galvão. A ação já é um marco do evento e mostra crescimento a cada edição, reunindo população local, regional, e turistas que estão na cidade.

A Marcha, uma realização da Secretaria Municipal da Mulher (SecMul), contou com a presença das coordenadorias da Mulher das cidades de Jupi, Jucati, Jurema, Ibirajuba, Brejão, Altinho, Lagoa do Ouro, Recife, São João, Palmeirina, Canhotinho, Angelim, Capoeiras, Quipapá, Terezinha, Calçado e Correntes. As coordenadorias regionais do Estado de Pernambuco, como Agreste Central, Agreste Meridional e Sertão do Moxotó também estavam presentes na ação, que tem o objetivo de sensibilizar e conscientizar a sociedade pernambucana sobre os direitos das mulheres.

O prefeito de Garanhuns, Izaías Régis (PTB), prestigiou o momento e aproveitou para agradecer todo o trabalho que a Secretaria Municipal da Mulher está fazendo pela cidade. “A Secretaria Municipal da Mulher é um exemplo para todo o Brasil, me orgulho bastante. A luta não é só de uma, a luta é de todas as mulheres. Tenham coragem, denunciem e integrem esse trabalho”, enfatizou o prefeito Izaías.
.
.

domingo, 29 de julho de 2018

Izaías: “Festival de Inverno se transformou no Festival do Satanás”

Manifestação do Prefeito, circula através de áudio nas redes
sociais, sobretudo em grupos do aplicativo WhatsApp.

Cercado por diversas polêmicas, que envolvem o respeito ao sagrado e a liberdade de expressão, o 28º Festival de Inverno de Garanhuns chegou ao fim ontem, dia 28, com um show emblemático do Titãs. Com a praça mestre Dominguinhos lotada, o FIG se despediu de seus expectadores bem ao seu estilo, agradando a todos, com toda sua excelência de festival multicultural mais prestigiado da américa latina.

Dados divulgados pela Fundarpe/Secult neste domingo (29), revelam que esse ano, mais de 500 atrações subiram aos palcos do evento. Juntas, elas atraíram cerca de 300 mil pessoas a cidade, número esse, bem menor do que aquele registrado em anos anteriores, onde a marca de um milhão de visitantes foi comemorada.

Embora os Titãs tenham sido a principal atração musical da noite deste sábado (28), no palco principal instalado na praça Mestre Dominguinhos, uma manifestação em especial do Prefeito Izaías Régis (PTB), atraiu mais holofotes do que o show da banda paulista.
.

É que segundo Régis, que está revoltado com o Governador Paulo Câmara (PSB), a gestão estadual transformou o FIG 2018 num “Festival de Inverno do Satanás”. As queixas do Prefeito, se referem as apresentações, cujas falas de alguns cantores, caso de Daniela Mercury e Johny Hooker, por exemplo, insultaram o dogma Cristã e sua massa de seguidores, na ocasião onde ambos, alegaram que Cristo seria “homossexual”.

O Monólogo “ O Evangelho Segundo Jesus Rainha do Céu”, onde a atriz trans Renata Carvalho, protagoniza Cristo nos dias atuais na figura de um travesti, foi o grande epicentro dessas manifestações no principal palco do evento. Após a peça ser excluída da grade oficial do FIG, pelo Governo do Estado, a partir de uma decisão do Prefeito Izaías de não ceder o Centro Cultural para sua exibição, um clima de inquietação tomou conta de alguns contratados da Fundarpe/Secult, que entendiam estar havendo censura a livre manifestação artística, daí o porque das manifestações desrespeitosas de Daniela e de Johnny.


Apesar de uma grande batalha jurídica, que envolveu o Ministério Público local e o TJPE, o monólogo acabou sendo exibido de maneira privada e em duas sessões aqui em Garanhuns. Juntos, esses três episódios revoltaram a maioria dos cidadãos garanhuenses, que nas redes sociais bombardearam críticas ao Governador Paulo Câmara PSB.

Mais do que criticar o chefe do executivo estadual, diversos cidadãos vem defendendo, para o caso do Johnny Hooker, que uma ação judicial seja movida contra suas declarações ofensivas. O objetivo, que o cantor se retrate publicamente com os garanhuenses, sobretudo com os cristãos, já que na praça Mestre Dominguinhos durante seu show, realizado na sexta (27), além de mandar parte dos expectadores que assistiam sua apresentação enfiarem as vaias no..., ele ainda teria profanado o símbolo maior dos religiosos Cristãos, dizendo: Jesus é travsti sim. Jesus é transexual sim. Jesus é bicha sim”, entoando um coro, que manifestava ainda: "Ih ih ih, Jesus é travesti".



Desabafo - Em áudio que circula nas redes sociais, o Prefeito Izaías Régis também se manifestou sobre as polêmicas que envolveram o FIG deste ano. Para ele, assim como para a maioria dos garanhuenses, tudo isso aconteceu por falta de respeito do Governador Paulo Câmara com a cidade. “Essa é a liberdade que não tem limites, que não respeita a maioria da população, que não respeita os cristãos. O que fizeram com Garanhuns, esse tal de Johny, é uma falta de respeito a todos nós. Mas eu vou gravar um vídeo para mostrar ao mundo o repúdio à esse governo irresponsável que não tomou conta do evento e o transformou em evento do satanás. Não é mais o Festival de Inverno de Garanhuns; é o Festival de Inverno do Satanás. Foi isso que ele fez, esse cidadão chamado Paulo Câmara, Governador do Estado de Pernambuco”, detonou o Prefeito.

Até o momento, nenhum aliado do Governador Paulo Câmara (PSB) se manifestou publicamente sobre o assunto. Apesar disso, nos bastidores, eles vem atribuindo toda essa polêmica ao Prefeito Izaías. O Blog está a disposição para que eles, assim como a Fundarpe/Secult, possam expor seu posicionamento.

sábado, 28 de julho de 2018

Monólogo com Jesus trans não será exibido neste último dia de FIG

Informação, foi confirmada através de comunicado oficial emitido
no início da noite deste sábado (28), pela Secult/Fundarpe. (Vec Garanhuns).

Do Portal VeC Garanhuns:

       A Secult e Fundarpe informaram neste sábado (28) que o Mandado de Segurança deferido pelo Desembargador Roberto da Silva Maia, impetrado pela Ordem dos Pastores Evangélicos de Garanhuns e Região, continua impedindo o Governo do Estado de realizar o espetáculo "O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu" dentro da programação oficial de artes cênicas do FIG 2018, que termina neste sábado 

Quanto às apresentações independentes do monólogo "O Evangelho segundo Jesus, Rainha do Céu", ocorridas na sexta-feira (27), a Fundarpe ressaltou que as mesmas transcorreram em segurança, sob proteção do Estado, mesmo tendo ocorrido um momento de tensão quando da ação da Justiça ao informar o Mandado de Segurança proibindo o espetáculo de se apresentar oficialmente pelo FIG."

Em entrevista ao JC, Severino Pessoa, Chefe de Gabinete da Secult, disse que, como o festival está no final e a produção do espetáculo não está mais em Garanhuns, seria impossível reintegrar a peça à grade do FIG, como determinou o presidente em exercício do TJPE, Cândido Saraiva, ao manter a decisão do desembargador Silvio Neves Batista Filho, que reincluiu o Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu, no evento multicultural, atendendo a um pedido de Agravo de Instrumento impetrado pelo Promotor Domingos Sávio Pereira Agra, titular da 2ª Promotoria de de Justiça de Defesa da Cidadania de Garanhuns.
.

Izaías manifesta repúdio aos insultos de Johnny Hooker a Cristo

Em nota dirigida a imprensa, Prefeito se disse perplexo com palavrões e provocações 
contra a figura de Jesus proferidas pelo cantor na 9ª noite do FIG 2018. Confira:

"Vimos a público manifestar nosso repúdio às apresentações ofensivas e desrespeitosas que aconteceram nesta cidade durante a realização do 28º Festival de Inverno de Garanhuns. Aceitar esse tipo de apresentação é compactuar com o desrespeito.

Todos os anos assistimos apresentações belíssimas durante o Festival de Inverno, verdadeiras manifestações culturais, e que atraem turistas do Brasil inteiro.

No entanto, determinados acontecimentos vivenciados durante o 28º Festival de Inverno de Garanhuns têm diminuído a grandeza do evento. Artistas sem postura, desrespeitando seus próprios fãs e os cidadãos de Garanhuns, proferindo todo tipo de palavrões e hostilidade.

Manifestações e importantes debates no que diz respeito aos direitos de liberdade de expressão e liberdade de crença foram enaltecidos em Garanhuns nos últimos dias. Para nossa tristeza, alguns artistas se utilizaram desses mesmos direitos para fazer apologia à violência e à segregação.

Ontem, testemunhamos, perplexos, manifestações nocivas do cantor Johnny Hooker que proferiu palavrões, insultos e provocações contra símbolos religiosos. Reconhecemos que não se trata de um acontecimento isolado, infelizmente, durante a mesma semana, tivemos Daniela Mercury com o mesmo discurso de senso comum, simplista e arrogante.

Cantores - pagos com dinheiro público - que se preocupam mais em ofender pessoas e a religião alheia do que com sua música (que é o que realmente importa), não merecem respeito e tão pouco admiração, mas desprezo. Não podemos compactuar com práticas discriminatórias, nem com ofensas, seja em relação a gênero, orientação sexual, etnia, religião, ou qualquer outro tipo. Tentar impor uma perspectiva como sendo absoluta é epistemologicamente impossível.

Atentos a tal constatação, manifestamo-nos em completo repúdio a todo tipo de violência, seja direta, indireta, física, verbal, psicológica ou simbólica presenciadas durante o 28º Festival de Inverno de Garanhuns. Esperamos que esses episódios lamentáveis não caiam no esquecimento, mas que sirvam para lembrar que nós garanhuenses estamos aqui, merecemos respeito e um festival de qualidade."

Izaías Régis
Prefeito de Garanhuns

Abaixo, você confere vídeos, onde registramos as colocações do cantor Johnny Hooker, a que o Prefeito se refere em sua nota.

Veja:

Johnny Hooker entoa coro: “Ih ih ih, Jesus é travesti”.  É vaiado durante sua apresentação nesta sexta (27) no FIG e manda os autores das vaias enfiarem elas no "c..”

Cantor se dirigiu aos expectadores que assistiam a sua apresentação nos camarotes. Contra eles, Johnny ainda disparou: “Eu tenho certeza, que Whisky pago pelo dinheiro público não falta aí”. Polêmico, o artista ainda beijou o guitarrista de sua banda na boca.



Última atração a se apresentar na praça Mestre Dominguinhos na noite desta sexta-feira (27), no 28º Festival de Inverno de Garanhuns, o cantor pernambucano Johnny Hooker, usou palavras fortes para manifestar sua posição favorável a apresentação do monólogo O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu, aqui em Garanhuns.

Se o depoimento de Daniela Mercury no FIG contra a censura e em defesa da atriz trans Renata Carvalho, que protagoniza Cristo como travesti na peça, já havia sido duro e bastante inflamado, o que dizer então de ontem, quando Johnny Hooker esbravejou: “Jesus é transexual sim. Jesus é bicha sim, po... E como já disse brilhantemente Daniela Mercury aqui nesse palco: a Arte é pra livrar a cabeça da gente de mer..."

Peça com Jesus travesti é apresentada em Garanhuns sob tensão

Logo após a primeira apresentação, organizadores da peça receberam cópia de um novo 
mandado determinando a suspensão do espetáculo da grade do FIG. (JC Online – Foto: Bruno Albertim).

Depois de convidado, cancelado e reintegrado de última hora à programação oficial do 28º Festival de Inverno de Garanhuns, o espetáculo “Jesus, Rainha do Céu”, finalmente foi apresentado na cidade. Mas sob tensão, ameaças e impedimentos. Logo depois de uma primeira apresentação para um público de cerca de 300 pessoas, os organizadores do espetáculo receberam a cópia de um novo mandado de segurança assinado pelo desembargador Roberto da Silva Maia, determinando a suspensão do espetáculo da grade oficial. A segunda sessão transcorreu sob forte tensão.

Atendendo ao pedido da Ordem dos Pastores Evangélicos de Garanhuns, o desembargador concluiu, no mandado de segurança, que a “peça viola o direito líquido e certo ao sentimento religioso, ao retratar Jesus Cristo indevidamente”. No começo da noite da sexta, Márcia Souto, presidente da Fundarpe, recebeu a notificação. “Lamentamos a mudança da Justiça em tão pouco tempo, mas não temos como não acatá-la ou incorreríamos em crime de desobediência”, justificou. Com a decisão, foi revogada a decisão anterior do desembargador Silvio Neves Batista, determinando a imediata reintegração do espetáculo à grade oficial do festival.

Apesar da retirada do apoio oficial do FIG, o espetáculo teve uma segunda sessão realizada de forma independente pelos produtores e organizadores. “Vai ter peça sim. A liminar cancela da programação oficial, mas vamos fazer outra sessão de maneira independente. Venham com amor”, disse, minutos antes da sessão, o artista e ativista Chico Ludemir, um dos responsáveis pela campanha de arrecadação de dinheiro para viabilizar a peça na cidade desde a primeira proibição. A tranquilidade, contudo, durou pouco.
.

Enquanto a segunda sessão acontecia, iniciada às 21 horas, cerca de quarenta policiais em sete viaturas de polícia foram ao local do espetáculo acompanhados de um oficial informar da nova proibição. Houve exaltação de ânimos e discursos inflamados entre os presentes. A atriz Renata Carvalho interrompeu o espetáculo que acontecia debaixo de uma grande tenda montada pela Fundarpe numa casa da cidade e deu continuidade ao monólogo numa área aberta, sob chuva. “Assim, há o entendimento de que o espetáculo não aconteceu sob o apoio oferecido pela Fundarpe”, disse Severino Pessoa, chefe de gabinete da Secretaria de Cultura de Pernambuco.

Mas enquanto os assentos eram retirados, a atriz Renata de Carvalho foi até o local onde elas estavam e alguns presentes, exaltados, chegaram a derrubar as cadeiras. Parte da plateia começou a gritar palavras de ordem e xingamentos como “Fundarpe fascista!”. Severino Pessoa precisou sair escoltado. Após a nova interrupção, a peça foi retomada de novo na área ao ar livre.
.

A SESSÃO - Numa mansão cujo endereço só foi revelado por mensagem de celular ao público cerca de uma hora antes, a peça teve sua primeira sessão, de forma tranquila, iniciada às 17h30 da sexta, sob um esquema de segurança com mais de uma dezena de agentes de proteção, quatro viaturas da Polícia Militar e revista minuciosa do público, com detecção de metal para evitar armas. Os organizadores temiam algum atentado contra a atriz trans Renata Carvalho. No intervalo das duas sessões, uma bomba-rojão foi estourada por trás do imóvel em que acontecia o espetáculo.

Um dia antes, a Fundação do Patrimônio Histórico de Pernambuco resolvera acatar a recomendação do Ministério Público e do Tribunal de Justiça de Pernambuco de reintegrar a peça à grade oficial do FIG. Antes do festival, o secretário de Cultura de Pernambuco, Marcelino Granja, foi obrigado a cancelar o convite ao espetáculo em função da pressão liderada pelo prefeito de Garanhuns. Izaías Regis alegou que o espetáculo atacava “a família cristã” e ameaçou vetar o uso de quaisquer espaços municipais para o festival caso a peça não fosse cancelada. No espetáculo, a atriz transexual Renata Carvalho (foto, abaixo) interpreta Jesus, numa reflexão sobre como seria a volta de Cristo à terra no mundo atual encarnado num corpo diferente. Em um corpo de travesti.
.