segunda-feira, 21 de maio de 2018

Marília: “Há guerra de nervos sobre aliança ou candidatura do PT”

Pré-candidata ao governo do Estado, em evento neste domingo, Arraes afirmou que decisão sobre eleições
em PE será tomada pelo diretório estadual e respeitada pela Executiva Nacional. (Blog do Jamildo).

A vereadora recifense, Marília Arraes, pré-candidata ao governo de Pernambuco pelo PT, defendeu neste domingo (20), após o ato no Recife, que a decisão sobre o partido ter um nome próprio ou fechar aliança com o PSB, tomada no congresso marcado para 10 de junho, será respeitada pela direção nacional. "O que acontece é uma guerra de nervos", afirmou, ao ser questionada sobre as últimas conversas de petistas com os socialistas.

O partido marcou para o próximo dia 10 de junho um congresso para decidir se haverá candidatura própria ou aliança da legenda. Trezentos delegados vão votar. Além de Marília, se colocaram como pré-candidatos o deputado estadual Odacy Amorim e o militante petista José de Oliveira. Marília alega que as notícias sobre sinalizações entre PT e PSB são para tentar desestimular a militância em relação à sua candidatura. Para ela, a busca de apoio à reeleição de Paulo Câmara (PSB) foi "sem retorno".

"Eu já tinha falado: Paulo Câmara é muito fraco politicamente para conduzir o PSB nacional para uma aliança como essa", disse, retomando a declaração dada no programa 20 Minutos, exibido na TV Jornal nesse sábado (19). "A nacional tem reafirmado todos os dias que na verdade essa decisão será tomada aqui em Pernambuco".

Essa semana a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, se reuniu com Carlos Siqueira, o do PSB. Após uma visita a Lula na prisão, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, responsável pelo programa de governo petista, afirmou que o ex-presidente pediu que fossem incluídas iniciativas das gestões estaduais e citou a de Paulo Câmara. Na sexta-feira (18), o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), de quem também dependeria a aliança, esteve no Palácio do Campo das Princesas.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário