quinta-feira, 12 de abril de 2018

Sancionada Lei que cria a Universidade do Agreste em Garanhuns

Armando Monteiro: "Com a UFAPE, não só democratizamos o maior acesso à educação universitária, como 
estaremos formando quadros voltados para as demandas específicas da região”. (Foto: Ana Luiza Sousa).


A Universidade Federal do Agreste de Pernambuco (UFAPE), uma reivindicação de pelo menos 16 anos da população da região, tornou-se realidade nesta quarta-feira (11). É que na capital Federal, Brasília, o presidente Michel Temer (MDB) sancionou em solenidade no Palácio do Planalto, a emenda do senador Armando Monteiro (PTB-PE), a projeto de lei que cria a Universidade, com sede aqui na cidade de Garanhuns.  

Durante cerimônia de sanção na sede do Executivo Federal, o Senador petebista lembrou que Pernambuco conta com universidades que atendem a Região Metropolitana do Recife, a Zona da Mata e o Sertão, mas defendo que faltava uma instituição desse porte para o agreste. A nova universidade, cuja implantação está orçada em R$ 121 milhões de reais, “Um velho sonho que se concretiza”, como assinalou Armando em rápido pronunciamento durante a cerimônia de sanção nesta quarta, resultará do desmembramento do campus da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) em Garanhuns.

Para o senador petebista, a UFAPE será “um ativo estratégico no desenvolvimento de Pernambuco”. O prefeito de Garanhuns, Izaías Regis (PTB), viu na iniciativa de Armando a realização de uma antiga aspiração do município, levada por ele em 2002 como deputado estadual ao então presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva, quando visitou a terra natal pela primeira vez após sua eleição. "Com a UFAPE, não só democratizamos o maior acesso à educação universitária, como estaremos formando quadros voltados para as demandas específicas da região”, comemorou o senador nesta quarta, em Brasília.

Nenhum comentário:

Postar um comentário