domingo, 8 de abril de 2018

SP: Lula se entrega a Polícia Federal para cumprir pena em Curitiba

PT fez das horas anteriores à prisão do petista, um ato político de desagravo a ele. Manifestação 
terminou com um discurso de Lula, que durou 55 minutos.  (JC Online – Foto: Thiago Bernardes/AFP).

Mais de 48 horas depois da ordem de prisão expedida pelo juiz Sergio Moro - tempo em que se manteve entrincheirado no Sindicato dos Metalúrgicos – o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou a pé o prédio, em São Bernardo do Campo, cercado por apoiadores e se entregou à Polícia Federal. O ex-líder sindical que despontou na ditadura, governou o País duas vezes, atravessou o escândalo do mensalão e foi condenado, este ano, na Operação Lava Jato, tornou-se o primeiro ex-presidente a ser preso por corrupção.

Lula desembarcou no aeroporto Afonso Pena, em Curitiba, às 22h, de onde seguiu para a carceragem da PF para iniciar o cumprimento da pena de 12 anos e um mês. Na carceragem, ele chegou às 22h30. A prisão ocorreu quando ele entrou num veículo que o levaria para o aeroporto de Congonhas, de onde partiria para Curitiba. Lula foi condenado pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá (SP).

O Juiz Federal Sérgio Moro determinou que ele se entregasse até as 17h da última sexta-feira, prazo descumprido pelo petista, que ocupou a sede do sindicato, seu berço político, desde quinta-feira (5). Lula anunciou em um discurso ora emocionado, ora indignado, na tarde deste sábado, que se entregaria. Eram 16h57, quando o ex-presidente Lula saiu por uma escada alternativa na garagem do sindicato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário