quarta-feira, 4 de abril de 2018

Garanhuns: 10 instituições são selecionadas para receber recursos

Uma das contempladas, a ONG Desafio Jovem Trindade atua há 24 anos na recuperação de dependentes
químicos. Valores para essas instituições, são oriundos da justiça criminal para financiar projetos sociais.

Um total de dez instituições, integrantes da rede parceria da Central de Penas Alternativas (Ceapas), em Garanhuns, foram selecionadas, através de edital, para receber recursos oriundos das prestações pecuniárias, pagamento determinado pelo juiz como medida por crimes de menor potencial ofensivo. O resultado foi  divulgado na última terça-feira, 3 de abril, pelo Juizado Criminal aqui da cidade. 

A seleção cumpre determinação do  Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que  regulamenta a destinação de valores oriundos de prestação pecuniária aplicada pela justiça criminal para financiar projetos sociais. A apresentação e acompanhamento do edital foram realizados pela  Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), através da Gerência de Penas Alternativas e Integração Social (GEPAIS). Os recursos serão repassados a partir de junho deste ano, para as entidades.

Um total de 15 instituições concorreu aos recursos e foram classificadas: o Desafio Jovem Trindade, a Associação Comunitária Amigos de Nova Heliópolis; Associação dos Deficientes Visuais do Agreste Meridional de Pernambuco (ADVAMPE); Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais de Garanhuns (APAE); Centro Espírita Deus, Amor e Caridade; Creche Bethesda; Creche Santa Terezinha; Fazenda da Esperança Santa Rosa; Lar da Criança Santa Maria e Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

De acordo com Talita Alencar, gestora técnica da Gepais, órgão que também auxilia as instituições na elaboração dos projetos, "a liberação dos recursos vem beneficiar as entidades parceiras que recebem cumpridores de penas alternativas e assim qualificar as ações executadas por essas instituições."  

Uma das contempladas, a Organização Não Governamental (ONG), Desafio Jovem Trindade, localizada na Cohab I, atua há 24 anos na recuperação de dependentes químicos. Atualmente atende 16 pessoas e, de acordo com seu vice- presidente, Pastor Miguel Arambarry, os recursos vêm em boa hora. "Com o dinheiro podemos reformar o prédio e dar um ambiente melhor para os nossos dependentes." afirma o pastor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário