quarta-feira, 25 de abril de 2018

Câmara aprova PL que aumenta investimento na Magia do Natal

Embora tenha obtido 11 votos a favor e apenas 2 contra, projeto de lei 
motivou embates em plenário ainda não protagonizados nesta legislatura.

Polêmica e com debates acalorados. Assim foi a 11º reunião ordinária da Câmara Municipal, ocorrida nesta quarta-feira (25), onde na ocasião, foi aprovado o Projeto de Lei de autoria do Poder Executivo Municipal nº 005/2018, que autoriza o Governo local a firmar convênio com a Associação Casa do Artesão de Garanhuns, afim de que a entidade produza e instale a decoração natalina da Magia do Natal deste ano. Aprovado por maioria, mas com os votos contrários dos vereadores Tonho de Belo do Cal (PSDB) e Betânia da Ação Social (PTB), o PL que estima investimento de R$ 845 mil reais para a festividade deste ano, segue agora para a sanção do Prefeito Izaías.

     Embora tenha obtido 11 votos a favor e apenas 2 contra, o projeto motivou embates em plenário ainda não protagonizados nesta legislatura. Betânia da Ação Social, acusada de ser contra o evento, assegurou em plenário posição diferente, se dizendo a favor da Magia. Durante seu discurso, ela revelou que sua maior queixa está no fato da saúde de Garanhuns não receber a mesma atenção do Executivo, em forma de aumento nos seus investimentos, reservando espaço para colocar em xeque o montante que o Governo solicita esse ano para o evento. “Porque um aumento substancial de 306 mil, quando se sabe que o material usado na decoração natalina é quase todo (70%) reutilizável de um ano para o outro”, criticou a parlamentar, alegando ainda, que esse valor fará falta a saúde.

Saúde essa aliás, “que tem sua origem de recursos definida, não devendo ser confundida com a origem de investimentos destinados a cultura, turismo ou ainda eventos de natureza como a Magia do Natal”, conforme defendeu o líder do Governo Izaías na Câmara, Alcindo Correia (PCdoB); que ao utilizar seu tempo de líder no grande expediente, ainda rebateu Betânia, dizendo que para este ano, o aumento será de R$ 171 mil reais, e não de 306 mil, como alega a parlamentar. Questionou ainda, que esse montante, não resolverá de forma integral as demandas da saúde local, embora investido na Magia do Natal, retorne ao município em forma de tributos, conforme o aquecimento na economia local proporcionado pelo consumo de moradores e turistas.

           Mudando o pólo da discussão, o vereador tucano, Tonho de Belo do Cal cobrou uma relação dos produtos a serem comprados este ano, acompanhado dos seus respectivos valores e acréscimos em relação a 2017, o que não foi apresentado, segundo Belo. De acordo com ele, aditivos que podem ser propostos ao PL, podem fazer o investimento na Magia do Natal deste ano, ultrapassar a cifra de R$ 1 milhão de reais,  “e o agravante”, segundo suas palavras: “sem que se conheça onde o dinheiro será empregado”.

  Alcindo discorda, diz que há um checklist com essas informações produzido pela casa do Artesão e que Belo do Cal se contradisse ao votar contra o projeto, já que ano passado ele solicitou através de requerimento na Câmara, que a Magia do Natal fosse estendida até a comunidade que ele representa na casa, a liberdade; algo, que de acordo com o líder do Governo Izaías, faria com que o aumento nos investimentos fosse necessariamente apresentado.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário