quarta-feira, 18 de abril de 2018

Ao revelar investimento, Alcindo sai em defesa da Magia do Natal

Segundo parlamentar, este ano, aumento no aporte de recursos destinados ao evento, será 
de R$ 171 mil reais, e não de 306 mil, como vem alegando seu colega, vereador Tonho de Belo.

Na última quarta-feira (11), o Vereador Tonho de Belo Do Cal, do PSDB, pediu vistas a tramitação que ocorre na Câmara Municipal, do Projeto de Lei nº 05/2018. O PL, que é de autoria do Poder Executivo Municipal, sendo aprovado, habilitará a Associação Casa do Artesão, a ser responsável pela decoração natalina da Magia do Natal em 2018.

Conforme publicamos na terça-feira, o principal motivo que levou Belo do Cal a pedir mais tempo para análise do PL, é que de acordo com ele, para o ano passado, a Prefeitura teria repassado para a Casa do Artesão cerca de R$ 539 mil reais de recursos próprios para o custeio da decoração, que inclui pagamento dos artesãos, gastos com alimentação e compra de material, sendo que este ano, a cifra alcançaria R$ 845 mil; algo, que refletiria um aumento de R$ 306 mil reais para executar o mesmo trabalho feito em 2017, sem a devida identificação em planilha, de onde esses valores estariam sendo acrecidos.

Líder do Governo Izaías na Câmara, o vereador Alcindo Correia PCdoB, contesta a afirmação de Belo do Cal. Segundo ele, já no ano passado, a Prefeitura Municipal de Garanhuns investiu em valores reais no serviço: R$ 674 mil, já que o valor inicial de R$ 539 mil apresentado por Tonho, recebeu acréscimo de 25%, através de Termo Aditivo noº 002/2017. Para este ano, confirmou Correia, a proposta é que o valor bata a marca dos R$ 845 mil, sendo que o aumento no investimento não alcança os R$ 306 mil assegurados por Belo, mas sim, de pouco mais da metade desse valor: R$ 171 mil.
.

O aumento dos valores estimados e apresentados pela Associação Casa do Artesão no Projeto de lei, segundo defende Alcindo, dizem respeito a parte da ornamentação da Magia do Natal do ano de 2018 e ao reajuste do pro labore, isto é, a remuneração dos artesãos que trabalham no evento, além dos custos dos encargos sociais, como horas extras, décimo terceiro salário e outros encargos legais.

Os custos foram feitos em face das novas demandas e aumentos de insumos relativos ao ano de 2017 para o ano de 2018, o que é absolutamente normal. De acordo com a proposta para este ano, o número de dias de evento passará de 50 para 56, novos locais irão receber ornamentação, além dos distritos que já são contemplados. O aumento, obviamente, reflete nos valores finais a serem investidos este ano.

Ao apresentar os números na Câmara, durante a reunião plenária da casa, nesta quarta-feira (18), Alcindo aproveitou para revelar a importância do evento para a cidade. Disse na ocasião, que ao todo, no ano passado, quase R$ 35 milhões de reais foram injetados na economia local, a partir da realização do evento criado pelo Prefeito Izaías; que vale dizer, contemplou 16 pólos de animação, no decorrer dos 50 dias em que ocorreu.
.

Pesquisa realizada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, que revela um aumento no movimento da rede alimentícia de 122% durante os fins de semana de A Magia do Natal de 2017, também foi apresentada por Correia. Mesmo levantamento, demonstrou Alcindo, ainda apontou que nessas mesmas datas, foram ocupados os 2,5 mil leitos disponíveis na rede hoteleira da cidade. Além disso, 89% da rede registrou aumento na ocupação durante os dias considerados úteis: de segunda a quinta-feira, o que na prática, motivou 54% dos hotéis instalados aqui no município e ainda 44% da rede alimentícia a fazer novas contratações durante o período.

Não satisfeito, ainda destacou o vereador, a Magia do Natal apresentou outro dado significativo para a cidade ano passado. É que de acordo com o líder do Governo Izaías, em 2017, o evento proporcionou um aumento no volume nas vendas do comércio de 38%, enquanto que na Casa do Artesão, esse número alcançou 80%.

“O investimento é necessário, pois com ele, poderemos realizar um natal ainda mais grandioso e atrativo. Ao contrário de Gramado, no Rio Grande do Sul, onde se paga cerca de R$ 200 reais para ter acesso ao Natal Luz, aqui em Garanhuns, moradores e turistas tem acesso a tudo gratuitamente. Nosso investimento é pequeno, se considerarmos que lá, são cerca de R$ 50 milhões de reais”, destacou Alcindo ao Blog.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário