domingo, 18 de fevereiro de 2018

"PT não será tábua de salvação de governo ruim", reage Marília

Fala da vereadora do Recife, ocorreu na última sexta (16), um dia após o governador Paulo Câmara (PSB)
se reunir com o ex-presidente Lula (PT), e especulações apontarem para uma união entre PT e PSB.

Em um áudio divulgado para a militância petista, a vereadora do Recife Marília Arraes, do Partido dos Trabalhadores (PT), pré-candidata ao governo do Estado, reagiu a possível aliança entre PT e PSB. No áudio, a vereadora assegura que a candidatura própria está de pé e diz ainda que o PT não será "tábua de salvação" de um "governo ruim".

A reação de Marília ocorreu na sexta (16), um dia após o governador Paulo Câmara (PSB) se reunir com o ex-presidente Lula (PT) e na mesma semana em que Paulo e o ex-prefeito do Recife João Paulo (PT) almoçaram juntos durante o Carnaval.

"Aqui em Pernambuco, nós estamos firmes. O PT de Pernambuco não vai ser tábua de salvação para governo ruim. A candidatura própria segue firme, respeitando as instâncias partidárias e os momentos adequados. E nós estamos na luta para disputar e para ganhar a eleição", promete Marília, no áudio vazado na capital pernambucana.

A vereadora trata a aproximação entre PT e PSB como uma "especulação", mas não dispara contra Lula, que tem dado aval aos gestos entre os dois partidos. "É muito importante a gente ressaltar que o presidente Lula é um estadista. O presidente Lula está trabalhando para devolver o Brasil ao povo. Para que o povo volte a ser prioridade no governo da República brasileira. E está fazendo seu papel nesse", diz ela.
.

Encontro – Conforme publicamos aqui no Blog do Gidi Santos, o Governador Paulo Câmara se reuniu com o ex-presidente no Instituto Lula, em São Paulo. Também participaram do encontro a ex-primeira dama Renata Campos, o chefe de gabinete do Governo, João Campos, a presidente do PT, Gleisi Hoffman (PT) e o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, que também integra os quadros do Partido dos Trabalhadores.

A informação oficial divulgada pelo Palácio do Campo das Princesas, é que o encontro foi uma retribuição à visita de Lula a casa de Renata em agosto de 2017 e a entrevista concedida pelo petista à Rádio Jornal na semana passada. Apesar disso, boa parte da imprensa pernambucana difundiu que o encontro na verdade, serviu para selar uma suposta volta do PT de Pernambuco aos quadros da Frente Popula, liderada aqui no estado, pelo PSB e que trabalha para reeleição do atual Governador Paulo Câmara.

De acordo com informações vindas da capital pernambucana, o PT, sob a chancela do ex-presidente Lula, estaria disposto a retornar à Frente, afim que o ex Prefeito do Recife, João Paulo postulasse uma vaga ao Senado Federal, ao lado de Jarbas Vasconcelos na chapa de Câmara, ao passo que o senador Humberto Costa e Marília tivessem prioridade na eleição para deputado Federal. Não houve até o momento pronunciamento oficial por parte do ex-Presidente Lula e ainda do próprio Governador Paulo Câmara, o que garante dizer, que tudo, ainda, circula no campo de especulação.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário