sábado, 27 de janeiro de 2018

Garanhuns: As 5 creches que o atual Governo Izaías não edificou

Régis sobre a creche da Cohab 2: “Ela vai ser terminada o mais rápido possível. Eu vou terminar a obra, 
e depois eu resolvo com o Governo Federal, como é que agente vai fazer a prestação de contas”.

Se contar com uma obra paralisada, para um município do porte de Garanhuns, com pouco mais de 140 mil habitantes, significa muito, imagine cinco, que inclusive, estão sendo edificadas com recursos do Ministério da Educação (MEC), via FNDE, que é o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Pois é; esse é o caso da suíça pernambucana, que atualmente registra cinco creches pré-escola tipo B, que seguem o modelo convencional do FNDE; em fase final de acabamentos, que ainda não estão em funcionamento.

Aqui na cidade, essas unidades de ensino estão localizadas, uma, na comunidade da Massaranduba, outra, no bairro Manoel Chéu, uma terceira, no Bairro Dom Hélder Câmara, localidade conhecida como “Cohab III”, outra, no bairro Francisco Figueira, a “Cohab II”, e uma última na região conhecida como “Vale do Mundaú”. A estimativa final de recursos dirigidos para construção dessas creches, ultrapassam os R$ 6,5 milhões de reais.

Em dois casos específicos, no Manoel Chéu e Na Cohab 2, essas obras foram iniciadas ainda em 2012, portanto, no último ano de gestão do ex-Prefeito Luís Carlos de Oliveira. Em outubro de 2015, neste caso, quando já vivenciávamos o terceiro ano do primeiro mandato do Prefeito Izaías Régis (PTB); já que o quadro, naquela ocasião, pouco havia mudado, mesmo passados três anos da nova gestão municipal, elas se tornaram alvo de um inquérito civil; uma investigação por parte do Ministério Público de Pernambuco local (MPPE), que registramos, pouco mudou a realidade.
.

Em todos os casos, nada foi finalizado, e num deles, o da creche da comunidade da Massaranduba, chama atenção, a área definida para comportar a unidade pré-escolar, que segundo identificamos, também se encarregará de receber crianças residentes em áreas adjacentes daquela comunidade, dentre elas, a Cohab 1, e ainda a Vila do Quartel. O lugar, para pais e familiares, em geral, fica bastante afastado de suas moradias, sem contar, que naquela localidade, segundo nosso levantamento, não há oferta de linhas de ônibus.

Recentemente, o Prefeito Izaías se pronunciou sobre as creches. De acordo com ele, as obras seguem paradas, em razão das empresas responsáveis por elas, não terem tido a capacidade financeira para finalizá-las, daí então, elas terem abandonado seus canteiros. Segundo o Prefeito, essas empreiteiras foram notificadas em diversas ocasiões a se manifestarem. Como não houve resposta, o Governo Municipal, através de autorização do FNDE, realizará, em breve, um destrato: uma quebra de contrato com essas construtoras, para promover nova licitação. O curioso na fala do Prefeito, vale o registro, é que ela é a mesma feita ainda no mês de março de 2016. De lá pra cá, muita coisa mudou, menos o argumento utilizado por Régis, para justificar a demora na finalização dessas unidades.
.

ATUAÇÃO DE IZAÍAS – Ao visitar a creche que vem sendo erguida na Cohab 2, durante este mês de janeiro, já que julga necessário realizar algumas vistorias em obras executadas aqui no município, o Prefeito Izaías tomou uma decisão particular como gestor, que foi comemorada por muitos. A construção, conforme mencionamos, que está em fase final de acabamento, precisa de pouco mais de R$ 60 mil reais para ser finalizada.

Ao tomar conhecimento dessa informação, o Prefeito Izaías chamou para si a responsabilidade, e autorizou a conclusão da creche, vale frisar: “através dos trabalhos da Secretaria de Obras, que se utilizará de recursos próprios do município”. “Ela vai ser terminada o mais rápido possível. Eu vou terminar a obra, e depois eu resolvo com o Governo Federal, como é que agente vai fazer a prestação de contas”, assegurou Izaías ao Blog do Gidi Santos, no início deste mês de janeiro.

Na última quinta-feira (25), o Blog visitou as cinco construções. Para o caso da creche da Cohab 2, a qual o Prefeito se referiu, não identificamos ninguém trabalhando. O Prefeito, não se pronunciou sobre as outras quatros creches.
.

. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário