quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Delação: “José Serra recebeu R$ 52 milhões de reais em propina”

Outra bolada, no valor de R$ 23,3 milhões, teria sido paga em forma de propina a Serra 
em 2010, segundo ex-presidente da Odebrecht. (O Globo – Foto: Edilson Rodrigues/Agência Estado).

Em depoimento à Polícia Federal, o ex-presidente da Odebrecht e delator na Operação Lava-Jato, Pedro Novis, informou que a empreiteira distribuiu R$ 52,4 milhões em propina ao senador José Serra (PSDB). Os repasses começaram em 2002, durante a campanha presidencial do tucano. O primeiro pagamento foi de R$ 15 milhões.

Uma outra bolada, essa segunda, também bastante robusta, no valor de R$ 23,3 milhões de reais, teria sido paga em forma de propina a Serra em 2010, segundo o delator. O dinheiro seria uma contrapartida à liberação, pelo governo paulista, de R$ 170 milhões em créditos devidos a uma empresa do grupo Odebrecht, no ano anterior. O depoimento foi divulgado pelo jornal "Valor Econômico" e confirmado hoje pelo Globo.

Assim que fecharam delação premiada, um grupo de executivos já havia confirmado à Procuradoria Geral da República (PGR) que José Serra havia recebido os R$ 23,3 milhões "por fora", além de mais cerca de R$ 25 milhões como doação oficial da Odebrecht para a campanha. Sobre o repasse de R$ 15 milhões, Novis informou que não conseguiu recuperar os registros dos repasses realizados pela Odebrecht. Em nota, a assessoria de imprensa do senador negou o recebimento de propina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário