domingo, 14 de janeiro de 2018

De Bezerra Coelho para Izaías: “Nosso gabinete está a disposição”

Em três anos de mandato como senador, (2015 a 2017) Fernando Bezerra não destinou nenhuma
ordem de recursos ào município de Garanhuns. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil).

O Senador pernambucano pelo MDB, Fernando Bezerra Coelho, antes integrante da Frente Popular de Pernambuco, cuja liderança é exercida pelo atual governador Paulo Câmara, cumpriu agenda política aqui em Garanhuns, na última segunda e terça-feira, 8 e 9 de janeiro. Além de reuniões políticas, o congressista veio ao município garanhuense em busca de sugestões que possam colaborar para a construção do projeto das oposições aqui no estado, intitulado de "Pernambuco quer Mudar".

Além de Bezerra Coelho, outros líderes políticos pernambucanos integram esse movimento, que surge com bastante musculatura junto ao municípios, já que por hora, o “Pernambuco quer Mudar”, conta com o apoio de 45 Prefeitos, sendo que novas adesões vem ocorrendo. Integram o coletivo, além de Bezerra, os ministros Fernando Filho (Minas e Energia - sem partido) e Mendonça Filho (Educação - DEM), deputado Federal e ex-ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), o Senador Armando Monteiro, do PTB, os ex-Governadores, Joaquim Francisco e João Lyra Neto, dentre outros.

Para se ter uma ideia de como o movimento surge forte; a largada que culminou na vitória, no caso do primeiro mandato, 2006, conquistado pelo falecido ex-Governador Eduardo Campos, o grupo naquele caso, contava apenas com sete Prefeitos, ou seja, quase sete vezes menos o que se tem hoje no chamado “bloco oposicionista”.
.

Em Garanhuns, FBC reafirmou sua posição: “de estar no lado das oposições” a partir deste ano, para criar uma via alternativa a atual gestão estadual do PSB, que já se prolonga por 12 anos, a contar pelos dois governos exercidos por Eduardo, e agora, um (quatro anos), prestes a ser concluído por Paulo Câmara. Na terça-feira (9), ao falar a imprensa de Garanhuns, o senador colocou seu gabinete no Senado a disposição do Prefeito Izaías para ajudar na viabilização de recursos para o município.

Pela manhã, Bezerra Coelho foi recebido pelo Prefeito no Palácio Celso Galvão, sede do Governo de Garanhuns, e lá, ele aproveitou a oportunidade para se referir ao chefe do executivo municipal como “o maior líder político vivo em atuação, na região Agreste Meridional”. Régis, em contrapartida destacou: “O senador Fernando Bezerra, antes de ser ano eleitoral, ou de qualquer coisa, ele é um parlamentar, que eu tenho um respeito muito grande, sempre tive; e eu com certeza vou precisar dele, como preciso de todos que foram eleitos para servir a Pernambuco”.
.


Alvo de diversas denúncias, uma delas oferecida ao Supremo Tribunal Federal, pelo à época, 2017, Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, que investiga a suposta prática de corrupção passiva e lavagem de dinheiro com base nas delações premiadas de executivos da Construtora Odebrecht, que ligam seu nome, segundo a acusação, ao recebimento de ao menos, R$ 41,5 milhões de reais em propina, de dinheiro desviado da Petrobras através de contratos com as construtoras Queiroz Galvão, OAS e Camargo Corrêa para as obras de construção da refinaria de Abreu e Lima, Bezerra disse ao Blog do Gidi Santos, na última terça, que tal denúncia, ou mesmo as investigações em curso, não atrapalharão sua pré-candidatura ao Governo do Estado. “Eu tenho a consciência tranquila. Tenho 34 anos de vida pública, e nunca tive nenhuma condenação. Ao final de todos os processos de investigação, essas denúncias não prosperarão”, cravou Coelho.

Sobre seus três anos no exercício do mandato de Senador, vale dizer, FBC não destinou nenhum recurso à Garanhuns, ainda que tenha tido aqui em 2014, 45,22% dos votos válidos registrados naquela eleição, o que em números reais, significam 23.542 votos.

Na terça, conversamos com o senador. Abaixo, você confere trecho da entrevista, concedida por FBC ao Blog do Gidi Santos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário