sábado, 16 de setembro de 2017

7,61%: Paulo Câmara comemora queda nos homicídios em agosto

Violência é hoje o principal calo do Governador e deve ser a principal
pauta da oposição nas eleições de 2018.  (Jamildo Melo).

O Governador Paulo Câmara (PSB) comemorou nesta sexta-feira (15) a redução de 7,61% no número de homicídios em Pernambuco, registrado entre os meses de julho e agosto, passando de 447 para 413 registros de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs). Com a queda, este foi o segundo mês com menor número de assassinatos, atrás apenas de junho, quando houve 380. Apesar disso, o mês de agosto desse ano, foi o pior, no comparativo comanos anteriores, a começar por 2010.

“Tivemos, no mês de agosto, a prisão e retirada de circulação de 226 homicidas (36 a mais em relação a julho), sendo 1.583 em todo o ano. As polícias estão trabalhando de forma integrada e produzindo intensamente, fazendo a sua parte”, afirmou pela assessoria de imprensa, o atual secretário de Defesa Social de Pernambuco, Antonio de Pádua. “Teremos maior capacidade com a chegada dos 1.500 policiais militares em formação e a ativação do Biesp, em Caruaru, e do Bope, na Capital.”

A violência é hoje o principal calo de Paulo Câmara e deve ser a principal pauta da oposição nas eleições de 2018. A promessa dos socialistas é de reduzir os índices, que são os mais altos desde a consolidação do Pacto Pela Vida, até lá.

André de Paula: “Álvaro não será expulso e nem constrange PSD”

Ainda segundo o deputado, no momento de definição, provavelmente na janela partidária, 
Álvaro deverá se transferir para alguma legenda de oposição. (Marcelo Montanini)

Apesar da posição contrária a do PSD, que está na base do governador Paulo Câmara (PSB), o deputado estadual Álvaro Porto (PSD), hoje na oposição, não será expulso, tampouco constrange o partido, afirmou o presidente estadual do PSD, deputado federal André de Paula. O dirigente pessedista disse, nesta sexta-feira (15), que o correligionário ex-governista – que já se manifestou suas posições opostas a da legenda quanto ao apoio na eleição de 2018 – sairá somente no momento que julgar oportuno.

“Álvaro tem deixado claro que tem posição antagônica ao governo, do qual somos da base. No momento de definição, que ele julgar oportuno, creio que na janela partidária, ele deverá se transferir para alguma legenda de oposição”, disse André de Paula, acrescentando que não há constrangimento em abrigá-lo no partido.

O presidente nacional da sigla, ministro Gilberto Kassab garantiu, nesta sexta-feira, que o PSD estará no palanque de Câmara na campanha à reeleição em 2018. A convenção partidária, que chancela a aliança, deverá ocorrer em agosto de 2018. Dissidente, Porto tenta levar a legenda para a oposição. Nesta sexta, ele foi o único deputado estadual ausente da agenda no Palácio do Campo das Princesas, com o governador. A assessoria do deputado disse que ele teve compromissos no Interior.

Oposição a Paulo passa na cara número de homicídios em PE

“O Governo do Estado não parece disposto a levar adiante um debate franco sobre a política 
estadual de segurança”, defendem os oposicionistas. (Jamildo Melo / Foto: Roberto Soares/Alepe).

A oposição ao governo Paulo Câmara (PSB) voltou a criticar a condução do Pacto pela Vida pelo socialista após o anúncio dos números da violência em Pernambuco em agosto, nessa sexta-feira (15). A bancada na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) cobrou em nota a apresentação de um plano estratégico para a redução da criminalidade.

“O Governo do Estado não parece disposto a levar adiante um debate franco sobre a política estadual de segurança. Muito pelo contrário, optou este ano por eliminar o último dos princípios do programa de combate à criminalidade que ainda estava de pé, a transparência”, afirma o texto da oposição distribuído à imprensa. A bancada, reclamou da divulgação dos números 15 dias após o encerramento do mês.

Em agosto a Secretaria de Defesa Social (SDS) registrou uma redução de 7,61% no número de homicídios em Pernambuco entre julho e agosto, passando de 447 para 413 registros de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs). Com a queda, foi o segundo mês com menor número de assassinatos, atrás apenas de junho, quando houve 380. Apesar disso, foi o pior mês de agosto desde 2010.

“Desde o início do Governo Paulo Câmara, em 2015, já foram assassinados mais de 12 mil pernambucanos. Na atual gestão, o crescimento das mortes intencionais violentas já supera 30% e pode fechar este ano, o penúltimo do governador no comando do Estado, em 45%”, contabiliza a bancada. “O Pacto pela Vida só deu certo enquanto foi encarado como uma ação do povo pernambucano, não de um governo ou de um partido como é encarado agora pelo atual Governo do Estado”, defendem os oposicionistas.

Armando Monteiro defende Lula sobre MP da Indústria Automotiva

Prorrogação dos incentivos fiscais às montadoras, resultou na instalação inúmeras fábricas 
da Ford, na Bahia e Goiás, além da Troller no Ceará e Fiat em PE. (Inaldo Sampaio).

O senador Armando Monteiro (PTB-PE) foi à tribuna da Casa na última quinta-feira (14) para defender o ex-presidente Lula da acusação de ter editado a Medida Provisória de incentivos à indústria automotiva em troca de propina. Segundo ele, há uma tentativa de “criminalização” da MP 471, editada em novembro de 2009, porque a iniciativa representou uma política de desenvolvimento regional de sucesso, beneficiando o Nordeste e o Centro-Oeste com a atração de fábricas de automóveis para Bahia, Pernambuco e Goiás.

Armando lembrou que a MP 471, originária de Medidas Provisórias baixadas no governo do presidente Fernando Henrique Cardoso, contou com amplo apoio do Senado, sendo aprovada unanimemente por todos os partidos, incluindo vários senadores da oposição à época, como Artur Virgílio (PSDB-AM), Tasso Jereissati (PSDB-CE) e José Agripino (DEM-RN). Disse também que a prorrogação dos incentivos fiscais às montadoras, determinada pela MP 471, resultou na instalação de inúmeras fábricas, dentre essas, a Ford na Bahia, a da Mitsubishi e da Hyundai, no Estado de Goiás, da Troller no Ceará, e mais recentemente, da Fiat Chryslera qui no Estado de Pernambuco.

Segundo Armando, no caso específico da Fiat Chrysler, em Goiana, implantada por força da MP 512, do final de 2010, na prática uma prorrogação da MP 471, foram investidos cerca de R$ 8 bilhões. Salientou que a linha de produção, o parque de fornecedores e os serviços gerais geraram cerca de 10 mil empregos, dos quais 78% ocupados por pernambucanos.

Caruaru: "Está difícil defender Raquel" diz líder do governo

Bastante chateado, Leonardo defende que jamais vai estar com uma prancheta debaixo 
dos braços batendo na porta dos secretários para saber o que eles estão fazendo. (Magno Martins).

O vereador Leonardo Chaves (PDT), líder do governo na Câmara Municipal de Caruaru, disse, ontem, durante mais uma sessão ordinária, que está muito difícil defender a gestão da atual Prefeita da cidade, Raquel Lyra, do PSDB.

Chaves fez esta declaração após o vereador Ranilson Enfermeiro, que é do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), ter usado à tribuna do parlamento para reclamar de não ter sido convidado pela prefeita para participar de um evento no Alto do Moura, onde o parlamentar além de residir tem base eleitoral. Em aparte, Chaves disse que nem sabe o porquê de ainda está na liderança, pois, não sabe o que os secretários têm feito e nem sabe se os companheiros de Casa estavam sendo atendidos pelos auxiliares de Raquel.

Bastante chateado, Leonardo afirmou que jamais vai estar com uma prancheta debaixo dos braços batendo na porta dos secretários para saber o que eles estão fazendo. O vereador é um dos mais antigos na Câmara e tem ligação profunda com José Queiroz. O assunto foi tema de muitos comentários na cidade, afinal, se o líder do governo diz que está muito difícil defender a gestão de Raquel, então não resta mais nada a falar.