terça-feira, 12 de setembro de 2017

“Probabilidade de Lula ser candidato em 2018 é próxima de zero”

De acordo com Antônio Lavareda, sem o ex-presidente no páreo, a esquerda se dividirá entre 
vários candidatos, como Fernando Haddad (PT) e Ciro Gomes (PDT). (Inaldo Sampaio).

Em entrevista a revista “Isto É” desta semana, o sociólogo pernambucano Antonio Lavareda fez uma afirmação bombástica: que a probabilidade de o ex-presidente Lula ser candidato em 2018 “é próxima de zero”. Sem o ex-presidente no páreo, diz ele, a esquerda se dividirá entre vários candidatos, como o ex-prefeito Fernando Haddad (PT) e o ex-ministro Ciro Gomes (PDT). Disse também que a ex-ministra Marina Silva (REDE) poderá crescer, enquanto o deputado Jair Bolsonaro “vai desidratar”.

“Resta então saber se os partidos de centro, como PSDB, PMDB e DEM, vão se unir ou se seguirão divididos. Unidos, podem chegar ao segundo turno e ganhar. O problema é que o prefeito João Dória (SP) e o governador Geraldo Alckmin travam uma luta fratricida pela vaga do PSDB”, diz a revista na abertura da matéria.

A pergunta da revista: “O es-Presidente Lula, é hoje o político com o maior número de intenções de votos, todavia, com uma rejeição considerada muito grande. O senhor acha que ele acabará nem sendo candidato?”

A resposta de Lavareda: “Ao refletirmos sobre eleições, devemos trabalhar com cenários plausíveis. Sem fazer nenhuma avaliação sobre a pertinência das decisões judiciais, acredito que a probabilidade de Lula vir a ser candidato é próxima de zero. Terá com certeza a sentença condenatória do tríplex confirmada na segunda instância antes do prazo de inscrição das chapas e, talvez, já uma próxima condenação em primeira instância no processo relativo ao sítio”.

Jarbas na Câmara: “O ato de Fernando Bezerra tem nome: traição”

Para o Deputado, FBC buscou o PMDB em uma ação oportunista para ter em 2018 palanque para 
ele e os filhos, Fernando Filho, e o prefeito de Petrolina (PE), Miguel Coelho. (Blog do Jamildo).

Em discurso na Câmara dos Deputados nesta terça-feira (12), Jarbas Vasconcelos fez duras críticas ao senador Fernando Bezerra Coelho, filiado ao PMDB há uma semana. O parlamentar, que é um dos fundadores do partido, chegou a chamar de traição e desrespeito a atitude do também pernambucano, de articular com o presidente nacional da legenda, Romero Jucá, a tomada do comando da sigla, que é tradicionalmente do grupo de Jarbas e hoje é do vice-governador Raul Henry.

Para Jarbas, o Senador Fernando Bezerra Coelho, buscou o PMDB em uma ação oportunista para ter em 2018 palanque para ele e os filhos, o ministro de Minas e Energia, Fernando Filho, e o prefeito de Petrolina (PE), Miguel Coelho. “Fernando Bezerra Coelho tem uma história marcada por adesismos de ocasião”, acusou, citando que FBC passou pelo PDS, pelo PMDB, pelo PPS e, por último, pelo PSB.

“Foi para o PSB com Eduardo Campos e virou ministro de Dilma. Agora, seu filho é ministro de Temer”, lembrou. “Durante todo o período dos governos do PT, estive na oposição. E a bem da verdade é que a maioria dos que hoje pretendem me expulsar do PMDB apoiou os governos que hoje criticam. Foram cúmplices nos malfeitos. Eu mantive a minha coerência. Não titubeei. Não tergiversei. Paguei um preço político por isso mas não me arrependo um segundo sequer. O ato dele (Fernando Bezerra) tem nome e sobrenome: traição, traição”, afirmou Jarbas na Câmara.

Paulo reassume Governo de PE após missão oficial na Espanha

No país Europeu, Governador comandou reuniões que resultaram na nova conexão entre as cidades 
de Recife-Madri, através da companhia Air Europa  – que iniciará, em 20 de dezembro. 

O governador Paulo Câmara reassumiu, nesta terça-feira (12.09), o Governo de Pernambuco após voltar de missão oficial da Espanha. No período em que o chefe do Executivo estadual esteve fora do País, o presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), desembargador Leopoldo Raposo, exerceu o comando da administração pernambucana. A transmissão do cargo ocorreu durante solenidade no Palácio do Campo das Princesas, área Central do Recife.

Na Espanha, o Governador Paulo Câmara comandou reuniões que resultaram na nova conexão, entre Recife-Madri, através da companhia Air Europa  – que iniciará, em 20 de dezembro deste ano. O voo, que ligará as duas cidades  –, promoverá parcerias estratégicas com o grupo espanhol Globalia, visando levar estudantes da Rede Pública Estadual à Espanha, por meio do Programa Ganhe o Mundo, e a criação de cursos na área de turismo em Escolas Técnicas Estaduais (ETEs).
.

Danilo Cabral: “Diga não à privatização do Rio São Francisco”

De acordo com Deputado, a Aneel já sinalizou que a venda da Eletrobrás, junto a Chesf, 
terá como consequência um aumento de 16% nas contas de energia elétrica.

Será lançada amanhã (13), na Câmara dos Deputados, em Brasília, a Frente Parlamentar em Defesa da Chesf (Companhia Hidro Elétrica do São Francisco). Durante o evento, com o objetivo de mobilizar a sociedade para participar do debate sobre a privatização da Eletrobras, o colegiado apresentará a campanha “Diga não à privatização do Rio São Francisco”. “Esse será um ato político, pois instalamos a comissão no último dia 29,  e dá início a uma série de ações voltadas para a mobilização da sociedade”, afirma o presidente da Frente, deputado Danilo Cabral (PSB).

Segundo o parlamentar, a Frente deve funcionar como um canal de diálogo entre o governo federal, o Congresso Nacional e a população brasileira. “Esperamos que o ministro Fernando Filho (Minas e Energia) tenha a sensibilidade de abrir esse debate com o Congresso, com quem opera o setor energético e sobretudo com a sociedade”, diz Danilo Cabral. Ele destaca que a mobilização popular é capaz de interromper a privatização do setor energético do País.

“Foi isso que fez o ministro recuar da abertura da exploração mineral da Renca, na Amazônia, abrindo um prazo de 120 dias para que a sociedade participe do debate. Nós queremos que o ministro dê a Pernambuco, aos nordestinos, aos irmãos dele de Petrolina, que devem tanto ao Rio São Francisco, a mesma oportunidade de fazer esse debate de privatização da Eletrobras”, ressalta o deputado. A Aneel já sinalizou que a venda do sistema terá como consequência um aumento de 16% nas contas de energia elétrica.
.

Força no Foco combate homicídios e tráfico de drogas na cidade

Ações, contam com as Polícias Civil e Militar, além do Corpo de Bombeiro, que colocará em prática 
Operação Bar Seguro, que acaso necessário irá interditar estabelecimentos. (Fonte: SDS).

Desde o início da manhã desta terça-feira (12/09), policiais militares, policiais civis e o Corpo de Bombeiros estão nas ruas de Garanhuns, no Agreste do Estado, reforçando o trabalho de combate aos homicídios e tráfico de drogas, além de outros crimes relacionados. Participam também da investida, num esforço concentrado, a PRF, Secretaria da Fazenda, AMSTT de Garanhuns, Vigilância Sanitária e Conselho Tutelar. As ações, que ocorrem de forma integrada, fazem parte da Operação Força no Foco.

Em Garanhuns, a Polícia Civil atuará com equipes táticas empenhadas na instrução de inquéritos policiais de homicídios que ainda estão em aberto, buscando a elucidação da autoria e adoção das demais providências necessárias para sua conclusão. Além disso, com o apoio da Polícia Militar, será reforçado o cumprimento de mandados de prisão e busca e apreensão, assim como a realização de oitivas na cidade. 

Nas ruas, além de apoiar as ações de cumprimento de mandados junto com a Polícia Civil, os militares intensificarão as rondas e abordagens, assim como bloqueios em pontos quentes, ou seja, locais conhecidos pelo maior número de ocorrências criminosas. O objetivo é ampliar as abordagens a transeuntes, automóveis e motos nessas áreas, assim como os veículos utilizados para transporte de passageiros.

Também com o apoio dos policiais militares, o Corpo de Bombeiros colocará em prática a Operação Bar Seguro, que busca fiscalizar e, caso necessário, interditar estabelecimentos que estejam funcionando de forma irregular.
.