sábado, 5 de agosto de 2017

Internet de alta velocidade chega a Garanhuns com o Vivo fibra

Agora, além da telefonia móvel, o município terá serviços de banda larga de até 
300 Mega e telefonia fixa com planos ilimitados. (Com informações da Assessoria Vivo).

Na última terça-feira, 1 de agosto, a Vivo inaugurou, em Garanhuns, uma rede de fibra de última geração. Foram investidos, aproximadamente, R$ 10 milhões para oferecer banda larga de alta velocidade e telefonia fixa para a população da cidade. A operação da empresa em Garanhuns atenderá nove bairros com, aproximadamente, 22 mil domicílios.

Garanhuns é uma das cidades selecionadas pela Vivo para receber rede de fibra óptica neste ano. “A cidade entrará para o crescente grupo de municípios que podem contar com o que há de mais moderno em termos de banda larga de ultra velocidade no País. A tecnologia que a Vivo trará para Garanhuns é utilizada em soluções voltadas para o atendimento tanto de residências quanto de mercados corporativos, ou seja, todos poderão navegar na internet com muito mais velocidade”, afirma Renato Pontual (foto acima), diretor Regional da Vivo para o Nordeste Brasileiro.

A rede que leva a fibra até a residência do cliente permite grande volume de transmissão e recebimento de dados. Com isso, a Vivo Fibra proporciona uma excelente experiência ao usuário para navegar em alta velocidade, jogar online, ver vídeos em alta resolução, usar aplicativos que exigem muita banda e mais estabilidade para conectar vários dispositivos ao mesmo tempo.
.

Aqui em Garanhuns, a Vivo vai oferecer aos clientes residenciais planos de banda larga com velocidades de até 300 Mega. Para quem optar pela velocidade de 50 Mega na banda larga e assinatura de Vivo Fixo com ligações ilimitadas para qualquer telefone fixo local pagará R$139,98/mês pelos dois produtos.  A Vivo também oferece opções para quem deseja adquirir apenas a banda larga de ultra velocidade.

Como oferta de lançamento, ao adquirir Vivo Fibra, os atuais ou novos clientes de celular Vivo nos planos Pós-pago ou Controle poderão degustar o dobro da velocidade de banda larga para casa. Além disso, receberão bônus adicional de internet móvel que pode chegar até 10 Giga, todo mês em seu celular. Nesse caso, os clientes podem visitar as lojas ou revendas da marca existentes na cidade para conhecer os planos elegíveis.

Para os clientes corporativos, o portfólio - que atende empresas de todos os portes - inclui, entre outros serviços, voz, banda larga de até 300 Mega, acesso dedicado à internet, além de soluções de TI como informática, segurança gerenciada e cloud computing. Os bairros que serão contemplados com a rede da Vivo são: Boa Vista, Santo Antônio, São José, Francisco Simão dos Santo Figueira, Aloisio Santo Pinto, Magano, Severiano Moraes Filho, Heliópolis e Dom Thiago Posima.

Para adquirir os produtos da Vivo, o cliente deve acessar o site www.vivo.com.br ou entrar em contato com a Central de Atendimento no 10315.  É possível comprar também nas lojas e revendas Vivo, uma delas localizadas aqui na cidade, na avenida Santo Antônio, nº 214, Centro; ou ainda através de agentes autorizados.
.

G20 planeja ações em Garanhuns com organismos internacionais e já trabalha projeto de Lei, construído através de iniciativa popular

Em atuação há cerca de um ano, coletivo garanhuense é formado por profissionais de
diversas áreas, dentre eles, comerciantes, advogados, professores e profissionais de saúde.

“Promover o bem estar social, buscando dá qualidade de vida a população, principalmente para aquela parcela, que se encontra em estado de vulnerabilidade - viabilizando serviços, dentre muitos, o de saúde, em parceria com organismos nacionais e internacionais, além de entidades públicas e privadas”. Esses, são os principais parâmetros orientadores da atuação do grupo da sociedade civil G20.

Em atuação há cerca de um ano, o coletivo garanhuense é formado por profissionais de diversas áreas, dentre eles, comerciantes, advogados, professores e profissionais de saúde. Cada um com sua formação, conhecimento e experiência de trabalho, dá sua parcela de contribuição, na formação de novos projetos, cujo um dos objetivos é garantir que entidades públicas e privadas possam promover parcerias, no intuito de massificarem a geração de emprego e renda, aqui no município.

Além de trabalhar parcerias públicas privadas, as chamadas PPP, o G20 ainda aposta na criação de novas associações de bairros. De acordo com o grupo, essas associações são parte importante para o desenvolvimento comum de comunidades periféricas locais. Sob a ótica dos fundamentos do associativismo, o G20 reúne esforços para reivindicar melhorias para essas comunidades, que com um mínimo de estímulo, podem produzir e comercializar de forma cooperada; aspecto que ajuda na distribuição de renda de forma mais igualitária no município garanhuense.

No campo da política, o G20, vem trabalhando sugestões, que serão em breve, dirigidas aos poderes executivo e legislativo. Como forma de atuação pioneira, o grupo vem trabalhando um projeto de lei de iniciativa popular, que reunirá assinaturas suficientes para que ele seja aprovado na Câmara Municipal. Além de projetos populares, a ideia é que a população possa participar mais efetivamente dos conselhos Municipais – o que representa a participação popular na gestão pública.
.

3ª edição do "Jogo das Estrelas" acontecerá em Garanhuns

Atletas como Élber (Cruzeiro), Nilson Jr. (Bucheon) e Gilberto (São Paulo) já confirmaram 
presença no duelo beneficente que será no Gigante do Agreste. (Fonte: GE Caruaru e Região).

A terceira edição do "Jogo das Estrelas" será no dia 17 de dezembro em Garanhuns. Realizada por dois anos no "Campo da Milharal", em Angelim, a partida beneficente deste ano vai acontecer no estádio Gigante do Agreste. O objetivo do evento é ajudar o Sete de Setembro a reerguer as categorias de base e contribuir com o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) da cidade.

Jogadores como Araújo (ex-Galo, Flu e Seleção), Pedrinho (Corinthians), Élber (Cruzeiro), Nilson Jr. (Bucheon) e Gilberto (São Paulo), Juninho Silva (Juventude), Eduardo Lateral (Bahia), Lucas Fernandes (Atlético-PR), Reynaldo (Adanaspor), Cal Rodrigues (Náutico), Fabrício (Sport), além do ator Renato Góes, já confirmaram presença no duelo. Outros atletas ainda serão confirmados no evento.

3 Secretarias municipais funcionarão em novo endereço

Mudança se deve à realização de uma manutenção em um dos prédios que fazem parte 
do Centro Administrativo 1, localizado na Rua Joaquim Távora. (Fonte: Secom/PMG).

A partir da próxima segunda-feira, dia 7 de agosto, três Secretarias do Governo Municipal de Garanhuns estarão funcionando em novos endereços.  Os atendimentos da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, a exemplo de benefícios como Bolsa Família e BPC, estão sendo realizados nos CRAS de cada bairro ou comunidade. Já serviços como Passe Livre para Deficientes e Idosos, bem como o funcionamento administrativo, serão transferidos temporariamente para um prédio, localizado na Avenida Rui Barbosa, 807, situado no bairro Heliópolis.

A avenida também será o endereço da Secretaria de Administração, no número 1440.  Já a Secretaria de Turismo e Cultura passará a funcionar no prédio do Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcanti, na Praça Dom Moura.  O horário de atendimento ao público será mantido das 8h às 14h,  bem como os serviços prestados pelas pastas à população.  A mudança se deve à realização de uma manutenção em um dos prédios que fazem parte do Centro Administrativo 1, localizado na Rua Joaquim Távora. De acordo com informações do Governo Municipal de Garanhuns, não há data prevista para o fim das obras. 

Novos semáforos são instalados no bairro Francisco Figueira

De acordo com a AMSTT até o dia 15 de agosto, mais três semáforos serão instalados 
em Garanhuns, totalizando 41 semáforos em toda a cidade. (Daniela Batista / Secom/PMG).

Atendendo a pedidos da população local, a Autarquia Municipal de Segurança, Trânsito e Transportes (AMSTT) realizou a instalação de semáforos nas ruas Deputado Ulisses Guimarães e Cassiano Gabus Mendes, localizadas no bairro Francisco Figueira (Cohab II). A AMSTT ressalta que até o dia 15 de agosto, mais três semáforos serão instalados em Garanhuns, totalizando 41 semáforos em toda a cidade.

O estudante William Richad, 20 anos de idade, comenta que o número de acidentes automobilísticos era recorrente e agora, com a nova sinalização, a quantidade deve diminuir. “Esse foi um pedido de todos os moradores das ruas. Aconteciam muitos acidentes, mesmo com placas de sinalização, mas agora eu acho que vai melhorar muito”, explicou.

         NOTA INFORMATIVA – MUDANÇA
NO ITINERÁRIO DO ÔNIBUS DA COHAB 2

A Autarquia Municipal de Segurança, Trânsito e Transportes (AMSTT) de Garanhuns informa que a partir da próxima segunda-feira (07), o ônibus urbano que faz a linha Cohab 2 deixará de passar na Avenida Sul e passará a transitar pela Rua dos Inconfidentes e Rua Lito de Azevedo, depois seguindo pela Rua São Miguel, sentido Cohab 2.  A mudança é temporária devido ao estado do asfalto no trecho citado.  Qualquer dúvida pode ser esclarecida diretamente com a AMSTT através do telefone (87) 3762-3967.
.

Pagamento da taxa dos bombeiros em Pernambuco é obrigatório

Quem não pagar a taxa pode ser inscrito na dívida ativa do Estado e 
ficar negativado. (Com informações do Jornal do Commercio / Foto/Divulgação).

O Corpo de Bombeiros do Estado emitiu nota informando que é obrigatório o pagamento da Taxa de Prevenção e Extinção de Incêndio (TPEI), popularmente conhecida como taxa dos bombeiros. Os boletos começaram a chegar recentemente nos domicílios do Estado e causou confusão nos contribuintes, por causa de decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), em maio deste ano, que julgou inconstitucional a cobrança de taxa por sinistros da cidade de São Paulo, criada com o objetivo de cobrir custos da manutenção do serviço de combate a incêndios.

A nota dos Bombeiros em Pernambuco afirma que a decisão só se aplica a municípios. Os ministros do STF reconheceram que a segurança pública é um dever do Estado. Por isso, os bombeiros devem fazer o combate ao incêndio. O ministro Marco Aurélio afirmou ainda que estados e municípios não podem instituir taxas que tenham como base de cálculo mesmo elemento que dá base a imposto. Além disso, a súmula 549 do STF reconhece a constitucionalidade da taxa cobrada pelo governo de Pernambuco e revogou a súmula nº 274, também do supremo, que proibia a cobrança desse imposto.

Atualmente, a inadimplência da TPEI gira em torno de 50%, afirma o major do Corpo de Bombeiros Aldo Assis. Em 2017, a corporação espera arrecadar cerca de R$ 90 milhões em Pernambuco. O imposto é atualizado todos os anos pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial. Este ano, o aumento foi de 6,29%.

Quem não pagar a taxa pode ser inscrito na dívida ativa do Estado e ficar negativado. Entre as consequências para os inadimplentes, está o fato de não poder vender o apartamento ou a casa sem quitar as dívidas. Os estabelecimentos comerciais e industriais e condomínios não vão conseguir tirar a escritura de prevenção de incêndio.

Investigação do acidente que matou Eduardo Campos vai continuar

Juíza Alessandra Nuyens Aguiar Aranha, da 4ª Vara Federal de Santos, ampliou o prazo
para que as ações sejam julgadas. (G1 Santos e Região / Foto: Luna Markman).

A juíza Alessandra Nuyens Aguiar Aranha, da 4ª Vara Federal de Santos, no litoral de São Paulo, interrompeu o prazo de prescrição para ações judiciais sobre o acidente que matou o ex-governador por duas ocasiões, de Pernambuco, então candidato à presidência da república Eduardo Campos (PSB), em agosto de 2014.

A decisão foi proferida após a mãe de Eduardo Campos, Ana Lucia Arraes de Alencar, e o irmão do presidenciável, Antonio Ricardo Accioly Campos, não concordarem com os laudos do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa). Na época, o Cenipa apontou quatro motivos para o acidente: Indisciplina de voo, atitude dos pilotos, condições meteorológicas adversas e desorientação.

Com a decisão, a juíza amplia o prazo para que as ações contra União e a Cessna Aircraft Corporation, que fabricou o jato Cessna Citation 560 XL, sejam julgadas. Além do pedido da família para prorrogar o prazo, a juíza ordenou que o Ministério Público Federal (MPF) avaliará a produção de provas antecipadas sobre o acidente. Delas dependerão, segundo a juíza, “as ações cíveis cabíveis” que possam ser impetradas contra a União e a empresa fabricante da aeronave.

Acidente - O acidente que matou o ex-presidenciável e mais seis pessoas aconteceu em agosto de 2014, em Santos, no litoral de São Paulo. Eduardo Campos se dirigia à região para participar de um evento relacionado ao Porto, quando o avião em que viajava caiu em uma área urbana do município.
.