sábado, 29 de julho de 2017

Fig na sexta, reuniu e esquentou muita gente nos palcos de música

Entre as atrações presentes na penúltima noite do Festival, Alexandre Revoredo, a Banda Forró
Pesado e Kiara Ribeiro, foram os representantes de Garanhuns. (Por Thayana Chaves / Secom/PMG).

A penúltima noite da 27ª edição do Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), começou quente. Nexta sexta-feira, dia 28 de julho, o primeiro show no Palco Pop a aquecer os garanhuenses e os visitantes, que vieram de todos os cantos do nordeste, além de todo o Brasil, foi o do garanhuense Alexandre Revoredo. Alexandre é músico, compositor e poeta, e já participou de diversos projetos tanto na música quanto no teatro e na literatura.

Acompanhado por sua banda, que conta com cinco músicos, o show contou, também, com a participação de grandes amigos e parceiros do artista. Além de Alexandre, se apresentaram no Palco Pop Marsa, Tibério Azul e Mariana Aydar. Mais tarde, o Palco abriu espaço para o Palco do Forró que recebeu a Banda Forró Pesado, também de Garanhuns, e que não deixou ninguém ficar parado. A banda tocou músicas que passaram pelo autêntico forró até os sucessos do momento, animando o público presente.

No Palco Mestre Dominguinhos, principal polo do evento, instalado na praça de mesmo nome, quem abriu a noite de shows foi cantora Kiara Ribeiro. Com apenas sete anos de carreira, Kiara participou de nove festivais, sendo cinco edições consecutivas do evento. Com o show intitulado: "Essência”, a carismática cantora, conhecida por sua bela voz, fez um show que foi do samba de roda até o samba rock. E não ficou só por aí, o samba foi o ritmo que tomou conta da noite, que também contou com o show do Grupo Terra. 

Em seguida foi a vez da cantora e percussionista Gerlane Lops, da atriz e cantora, Mariene de Castro e, encerrando a noite de shows no Palco Mestre Dominguinhos, a sambista carioca Mart’nália. De acordo com a polícia, aproximadamente, 50 mil pessoas compareceram na Praça Mestre Dominguinhos, na noite desta sexta-feira (28).

Quem abriu a noite na praça Mestre Dominguinhos, foi a cantora Kiara Ribeiro. (Foto: Camila Queiroz)

Forró Pesado, não deixou ninguém ficar parado no Palco Forró. (Foto: Nichole de Andrade).

Circo do Festival de Inverno recebeu quase 7 mil pessoas este ano

Último espetáculo foi realizado hoje (29), com a companhia pernambucana 2 em Cena, com o 
espetáculo: “Do nariz ao vestido”. (Fonte: Daniela Batista / Secom/PMG / Fotos: Nichole de Andrade).

O Festival de Inverno de Garanhuns (FIG) já é conhecido por atrair uma grande quantidade de turistas à cidade durante o mês de julho. Na 27ª edição, não poderia ser diferente. Diversos polos oferecem lazer e cultura para todos os tipos de públicos. Um deles é o circo, localizado no Parque Euclides Dourado. O espaço traz uma grande quantidade de crianças, que vão com suas famílias conferir o picadeiro.

Segundo a produtora executiva da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), Carminha Lins, cerca 7 mil pessoas já passaram pelo local, sendo 60% do público formado por crianças. “O circo tem a capacidade de aglutinação. Ele traz o lúdico com a figura do palhaço. Quem é adulto vira criança e quem é criança tem o acesso a essa emoção do real, principalmente na época da tecnologia, onde isso é raro”, explicou.

O último espetáculo foi realizado hoje (29), com a companhia pernambucana 2 em Cena, com o espetáculo “Do nariz ao vestido”. Eles trabalham a temática do clown, o palhaço tradicional do circo. O espetáculo, gratuíto, aconteceu às 16h.
.

Sábado, foi de 2ª Marcha de Todas as Flores no Festival de Inverno

Evento marcou o último dia da 27ª edição do Festival de Inverno de 
Garanhuns (FIG). (Fonte: Daniela Batista e Gabriela Ramos / Secom/PMG).

Na manhã deste último dia de Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), a II Marcha de Todas as Flores reuniu centenas de pessoas, que saíram do Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcanti, de onde os participantes saíram pelas ruas do Centro, seguindo até o Palco da Cultura Popular, localizado no Espaço Colunata. Na chegada ao Colunata, o objeto do evento foi explicado para o público - que é divulgar e comemorar os diretos que as mulheres vêm conquistando em Garanhuns e cidades da região. No momento, uma homenagem foi prestada, com um minuto de silêncio pela morte de Maria Luiz Ferreira Alves, mãe da secretária da Mulher, Walkíria Alves, que faleceu ontem (28).

Depois, o Maracatu Coração Nazareno, de Nazaré da Mata, fez uma grande apresentação. O grupo é formado apenas por mulheres. A servidora da secretária da Mulher, Ana Lúcia Paes, comentou que o intuito da Marcha é celebrar os avanços e as conquistas das lutas de todas as mulheres. “Temos o objetivo de informar, quanto para os munícipes, quanto para os turistas. Para que todos tenham consciência de que Garanhuns dispõe desse serviço. Trabalhamos na garantia de direito de todas as mulheres, no enfrentamento a violência doméstica e familiar”, finalizou Ana Lúcia.

A engenheira civil Kátia Alexandre, de Maceió (AL), veio passar o final de semana na cidade para conhecer o Festival e curtir o frio. “Gostei desse momento, estão de parabéns pela Marcha. Conscientizar sobre os nossos direitos, e a nossa valorização é sempre necessário”, enfatizou Kátia.
.

.

Armazém da Arte e Negócios do FIG funciona até o domingo (30)

Trabalho de artesãos e pequenos empreendedores pode ser conferido na feira de artesanato do 
FIG, que conta com parceria do Sebrae-PE. (Do Portal Cultura PE / Fotos: Jorge Farias).

Além de música, literatura, teatro, cinema, circo e exposições de artes visuais, quem passar pela 27ª edição do Festival de Inverno de Garanhuns (FIG) também vai poder conferir o Armazém da Arte e Negócios, feira de artesanato e gastronomia localizada no Parque Euclides Dourado. Realizada pela Secretaria de Cultura do Governo de Pernambuco em parceria com o Sebrae e a Prefeitura Municipal de Garanhuns; a feira chega à 9ª edição neste FIG e está recebendo cerca de 1.500 visitantes por dia.

De acordo com o assessor de Artesanato da Secretaria de Cultura de Pernambuco (Secult/PE), Breno Nascimento, o faturamento geral da feira em 2016 foi de R$200 mil. “A expectativa deste ano é que superemos esse valor, a feira é uma oportunidade de renda para os artesãos e é importante ressaltar que, antes de ser um negócio, vemos o artesanato como uma atividade cultural”, explica Breno.

A feira conta com 76 estandes, sendo 56 vinculados ao Sebrae e 20 vinculados à Secult-PE, selecionados pela convocatória pública da Secretaria. “Todos os artesãos que selecionamos estão vindo expor pela primeira vez no FIG e trazem uma diversidade no tipo de material usado: há peças de barro, madeira, tecido e até mesmo sucata, com o trabalho de Luiz Carlos Melo, artesão do Brejo da Madre de Deus, que faz peças únicas em escultura a partir de objetos encontrados no lixo. Já o trabalho do Mestre Saúba remete à memória afetiva das pessoas com seus brinquedos tradicionais em madeira”, esclarece o assessor.

Mestre Saúba e seus manés gostosos no Armazém de Arte e Negócios

Neste ano, estão participando da feira artesãos de seis municípios da Mata Sul (Ribeirão, Amaraji, Rio Formoso, Barreiros, São Benedito do Sul e Palmares) que foram fortemente atingidos pelas chuvas. “Abrimos espaço especial para esses municípios devido ao estado de calamidade causado pelas chuvas. Eles nunca tinham participado da feira que vem como espaço para oportunizar renda”, declara Breno.

Um dos estandes mais visitados pelo público é o do Mestre Saúba, que expõe brinquedos tradicionais da cultura popular. “É a primeira vez que venho ao festival, não conhecia Garanhuns. Estou vendendo bem, em média de 60 a 70 bonecos por dia. As crianças gostam muito dos meus bonecos porque é algo que elas não estão acostumadas a ver. Faço mané gostoso, rói-rói, todos com madeira, com imbaúba. Não só faço como ensino para não deixar essa cultura acabar. Muitas escolas me chamam para dar oficinas e vou com prazer”, diz o mestre, que é da cidade de Jaboatão dos Guararapes e que trabalha com bonecos de madeira há cerca de 44 anos.

Artesã Andrea Neves, está expondo peças em crochê, no Armazém

A artesã Andrea Neves, que trabalha com croché de barbante, veio através do Sebrae e conta que passou por uma série de capacitações antes de chegar à feira. “Nem todos os artesãos participaram das oficinas oferecidas pelo Sebrae de Garanhuns, mas acredito que os que participaram chegam a um evento como esse com mais profissionalismo. Sou do município de São João, mas trabalho em Palmeirina. Reunimos artesãos de Palmerina e montamos esse estande em parceria com o Sebrae. Desde abril que fazemos capacitações, participamos de oficinas de técnicas de vendas, de como formar preços, como atender os clientes, técnicas de negociação, embalagem, etiqueta e de como lançar o produto na internet que tem nos ajudado a lidar melhor com nossos negócios”, conta.

A professora garanhuense Cícera Noronha estava encantada com as esculturas em sucata do artesão Luiz Carlos Melo. “É um trabalho de alta qualidade, não só nas peças como também no significado delas, que retratam o Nordeste. Noto que, a cada ano, a feira está melhor, achei a edição deste ano bem melhor do que a do ano passado, o espaço físico está mais digno para as exposições dos produtos”, declarou. O Armazém de Arte e Negócios funciona até o domingo, com entrada gratuita.

Luiz Carlos Melo e suas peças feitas com sucata, que podem ser vistas no Armazém

SUELLY VAZ EXPÕE NO ARMAZÉM DA ARTE E NEGÓCIOS
.

Dentre os 76 estandes presentes neste ano de 2017 no Armazém, destacamos também, o Vituart Galeria, da artista plástica garanhunense, Suelly Vaz. No Box 10, onde fica o Vituart, Suely expõe seu trabalho, que é pintado em óleo sobre tela. As obras, que vão desde florais; passam por uma série de janelas e chegam até afrescos de lugares deslumbrantes - revelam um trabalho leve, harmônico e sensível. As cores pintadas pelos pinceis da artista, se confundem com avida real, já que na série de janelas, ela busca imprimir a condição de contemplarmos nossas "próprias e inúmeras existências".

        Suely começou a pintar há cerca de vinte anos, motivada pela mãe, a também artista plástica Dora Vaz. Dentre suas apresentações mais importantes, duas foram realizadas na Venezuela; uma na capital Bolivariana, Caracas, e outra na ilha Margarita, lugar paradisíaco daquele país. Também na Venezuela, em uma de suas passagens, Vaz aproveitou para aperfeiçoar sua técnicas de pintura. No coirmão país sul-americano, comandado por Nicolás Maduro, ela foi aluna do curso de Belas Artes, na Universidade de Juan Greco.

Quem for ao Estande Vituart Galeria, vai poder conferir obras contemporâneas, que rebuscam o passado - algo, que somente a arte, através da pintura consegue fazer majestosamente. O novo que sempre vem, tão cantado pelo homenageado do FIG deste ano, Belchior, se eterniza nas obras da artista - Juan Greco, pelo que vimos, fez muito bem as mãos e pinceladas de Suelly.
.

         Serviço:
         Armazém de Arte e Negócios
         Horário: Sábado (29/07), das 10h às 22h e
         Domingo (30/07), das 10h às 16h
         Endereço: Parque Euclides Dourado |
         Av. Júlio Brasileiro, 363-425 – Heliópolis, Garanhuns

AGORA, SÓ ANO QUE VEM: Fernanda Abreu encerra o FIG 2017

Ainda neste sábado (29), Marina Lima se apresenta no Palco Pop, enquanto que o grupo 
Renato Borghetti e quarteto (RS) encerra o Palco Instrumental. (Com informações da Fundarpe).

O Festival de Inverno de Garanhuns se despede neste sábado (29) com um dia repleto de muita música, teatro, dança, circo, cinema e literatura pela cidade toda. No palco principal, na praça Mestre Dominguinhos, a cantora carioca Fernanda Abreu apresenta o show do disco Amor Geral. Presente em diversas listas de melhores álbuns lançados em 2016, a carioca sangue bom chega a Garanhuns celebrando o amor através da música e da dança, como uma mensagem por tolerância e mais respeito. O show começa às 00h30. 

Antes, às 23h30, sobe ao palco o cantor carioca Zé Ricardo, que promete muito groove com o show Segue o Baile, no qual interpreta canções de sua autoria como Beijo do Olhar, Eu não te amo mais e Dançando com a vida, parceria com Sandra de Sá, que faz participação especial no show.

Com direção de Juliano Holanda, o show de lançamento do segundo disco solo de Jr. Black, Vende-se, começa às 21h. Os cantores Clayton Barros e Isadora Melo são convidados da noite. Às 22h, o palco do Mestre Dominguinhos recebe a Spok Frevo Orquestra. A big band de jazz-frevo volta a Garanhuns com participações especiais: o acordeonista Beto Hortis e os sanfoneiros Genaro, Júlio Cezar e Dudu do Acordeon, que participaram do álbum Frevo Sanfonado (2015).  Quem abre o palco principal, às 20h, é cantora Andrea Amorim, natural de Garanhuns.
. 

Palco Pop – Uma das maiores cantoras brasileiras, Marina Lima volta ao FIG para encerrar o Palco Pop acompanhada dos graves da banda paraense Strobo, às 20h20. Ás 19h, a paranaense Simone Mazzer apresenta seu álbum de estreia Férias em videotape, com o qual foi vencedora como revelação do Prêmio da Música Brasileira 2016. A dançarina, cantora e compositora, Flaira Ferro sobe ao palco às 18h com o show de  Cordões Umbilicais, seu primeiro projeto de música autoral. Abrindo o palco, às 17h, o garanhuense Hercinho Gouveia com show de reggae. 

Palco Instrumental – Expoente da sanfona gaúcha, a gaita, o grupo Renato Borghetti e quarteto (RS - última foto) encerra o palco na praça Ruber Van der Liden com repertório de world music e jazz fusion. Com sólida carreira internacional, Borguetti já tocou em festivais na Croácia, República Tcheca, Áustria e Alemanha. Quem abre a noite é o músico e compositor pernambucano Salomão Miranda, com show de cavaquinho. Na sequência, a banda de improvisação Poruu e Cláudio da Rabeca.
. 

Literatura – A praça da Palavra Hermilo Borba Filho recebe, a partir das 10h, o evento Outras Palavrinhas: Conversa com as escritoras infantis Susana Morais e Socorro Lacerda. Logo depois, acontece o  lançamento do Livro Vira-vira Violeta, de Socorro Lacerda, que fala sobre a resistência à opressão. O evento ainda conta com a apresentação do Reisado Infantil Floreando. 

Galeria Galpão – Além das exposições ao longo do dia, a Galeria Galpão recebe a partir das 20h a performance Distopia, Coletivo Espectro. Dividida em três atos, a performance procura abordar os problemas da metrópole através da criação conjunta audiovisual produzida em tempo real. De maneira integrada e simultânea, as artistas Fernanda Fernandes, Carolina Perini e Raquel Abdian fundem objetos, sons, ruídos e música em um processo sinestésico de performance ao vivo.

O Festival de Inverno de Garanhuns é realizado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura e da Fundarpe, e conta também com a parceria da Prefeitura de Garanhuns e apoio da CEPE Editora, Sesc e Sebrae, além do Virtuosi e do Conservatório Pernambucano de Música. 

          Confira a programação completa e 
          atualizada no site oficial: www.cultura.pe.gov.br/fig2017.

.

Jr.Black se apresenta neste sábado, no Palco Mestre Dominguinhos

Natural de Garanhuns, cantor e compositor volta à cidade para mostrar músicas 
do seu próximo disco, "Vende-se".  Show de Júnior começa às 21h.

Jr. Black tem uma forte e bem-humorada veia de cronista urbano. Cantor de versos afiados e voz potente, com timbre inconfundível, imprime seu estilo em qualquer música que interprete, seja samba, soul, funk ou trip hop. Fã da música negra e do samba, o cantor e compositor, de 40 anos, é de Garanhuns, no agreste pernambucano. Começou a carreira, em 2001, como vocalista da banda recifense Negroove, onde permaneceu até 2007. Possui parcerias artísticas com China, Mombojó, DJ Dolores, Bande Dessinée, entre outros.

Enquanto seu primeiro álbum solo, “RGB” (Joinha Records, 2011), que apresentou no Palco Pop do FIF naquele ano, revelou uma paquera com o Miami Bass, mais cerebral, o artista vive um momento de reconciliação com suas origens musicais. Atualmente, está à frente da banda Purassal, que interpreta músicas de Stevie Wonder.

O projeto de segundo disco solo, “Vende-se”, conta com a produção de Juliano Holanda e Yuri Queiroga, e será um álbum confessional, feito de narrativas urbanas, com letras calcadas em paisagens quase cinematográficas que falam “das glórias, epifanias e tragédias de um artista em uma cidade num eterno processo de destruição e reconstrução, guiado por ideais ultrapassados de “progresso” e por relações promíscuas entre o público e o privado - onde tudo parece estar à venda” - que vão de certa forma moldando às experiências de seus habitantes.

Essa discussão, tão forte no Recife e em diversas outras cidades do país, perpassa o projeto, não de forma direta, mas enquanto pano de fundo para as transformações do próprio artista. "Eu entendo a arte como ato político. O meu desejo é somar, engrossar esse cordão dos artistas independentes do Brasil, falar sobre aquilo que ninguém quer falar, fazer as pessoas dançarem e refletirem", afirma Black.

SANDRA DE SÁ NÃO VEM MAIS PARA O FIG 2017
.

Por problemas contratuais, a cantora Sandra Sá não poderá fazer participação especial no show de hoje à noite do cantor Zé Ricardo no palco Mestre Dominguinhos. A cantora Edilza, representante da música black pernambucana, foi convidada e subirá ao palco ao lado do carioca Zé Ricardo. O show acontece a partir das 23h, antes do encerramento com Fernanda Abreu. 

Em Garanhuns, no FIG, Governador fortalece a Cultura de PE

Em sua passagem pela cidade, Paulo assinou um decreto de convocação da 4ª
Conferência Estadual de Cultura. (Imprensa/PE – Fotos: Wagner Ramos).

Para fortalecer e valorizar a cultura pernambucana, o governador Paulo Câmara assinou, nesta sexta-feira (28.07), durante o 27º Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), o decreto que convoca a 4ª Conferência Estadual de Cultura de Pernambuco. A iniciativa visa ampliar e democratizar os processos de participação social nas políticas públicas de cultura, além de consolidar o Sistema Estadual de Cultura de Pernambuco. A memória de Ariano Suassuna também mereceu destaque, com o ato de assinatura do termo que denomina como o palco de Cultura Popular será chamado daqui por diante.

“Esse decreto dará um rumo para o futuro da cultura do nosso Estado. É um passo importante para que ela seja preservada para as futuras gerações. Com isso, temos a certeza de que estamos construindo um Pernambuco melhor para o nosso povo. É com a cultura que vamos continuar a ajudar o povo a se formar melhor e a ficar mais antenado com o futuro que a gente quer para a nossa população”, afirmou o governador Paulo Câmara, acrescentando que a conferencia, que busca ouvir as pessoas e os artistas, terá como tema geral “Um Plano Estadual de Cultura de Pernambuco”.

Nos próximos nove meses, serão realizadas 12 pré-conferências regionais – sendo uma em cada Região de Desenvolvimento do Estado – que irão abranger todos os segmentos culturais. Entre eles: artes visuais, artesanato, audiovisual, cultura popular, literatura, música e teatro.
.

O governador também agradeceu à Secretaria de Cultura e à Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) pela forma como têm tratado a cultura de Pernambuco e feito com que festivais como o FIG se consolidem cada vez mais. “O festival de inverno de Garanhuns tem um clima que mostra como Pernambuco é rico, como o povo pernambucano sabe fazer e curtir e a cultura do Estado. Isso vale para todas as expressões artísticas. Essa foi uma semana de intenso movimento cultural, ao mesmo tempo, de geração de emprego e renda, mostrando a importância desse setor”, frisou.

O secretário de Cultura do Estado, Marcelino Granja, destacou que a assinatura do decreto, que visa fomentar a cultura, ter acontecido durante o Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), mostra o esforço do governador Paulo Câmara em avançar nessa área. “Em um festival de arte para todos os públicos e gostos como o FIG, o governador convoca essa conferência para elaborar o Programa Estadual de Cultura. Num ano difícil para o Brasil como este, precisamos reconhecer o empenho do governador em cumprir, fielmente, o programa de cultura”, afirmou Granja, que acompanhou a visita de Paulo a Garanhuns.
.

Durante passagem pelo município do Agreste Meridional, Paulo visitou o palco de Cultura Popular Ariano Suassuna e assistiu à apresentação do Nação do Maracatu Aurora Africana. Na sequência, o governador seguiu para o Parque Euclides Dourado, visitou os estandes de artesanato e cumprimentou expositores e visitantes, que também estavam prestigiando o Festival de Inverno de Garanhuns (FIG).

O governador Paulo Câmara esteve acompanhado do secretário da Casa Civil do Governo de Pernambuco, Antonio Figueira; do chefe de Gabinete, João Campos; do secretário-executivo Marcelo Canuto (Casa Civil); dos deputados federais Luciana Santos e Fernando Monteiro; do deputado estadual Claudiano Filho, e do Gerente Geral da Casa Civil para o Agreste Meridional, Sivaldo Albino.
.

Em visita ao Festival de Inverno, Governador Assina Decreto para que Pernambuco realize a 4ª Conferência Estadual de Cultura

Paulo: “Estamos hoje iniciando o processo que vai ser um norte importante pro que a gente quer fazer 
na nossa cultura, em todas as expressões artísticas”. (Do Portal Cultura PE / Fotos: Jorge Farias).

Em meio à rica programação do 27º Festival de Inverno de Garanhuns, o povo pernambucano e em especial o movimento cultural do estado, pode celebrar mais uma importante conquista. O governador Paulo Câmara assinou na tarde desta sexta-feira, 28 de julho, o decreto de Convocação da 4ª Conferência Estadual de Cultura, que terá como objetivo elaborar Proposta de Plano Estadual de Cultura para Pernambuco.

“Estamos hoje iniciando o processo que vai ser um norte importante pro que a gente quer fazer na nossa cultura, em todas as expressões artísticas. Como Governador de Pernambuco, tenho responsabilidade de não deixar de olhar para o futuro. É com a cultura que a gente vai ajudar nosso povo a se formar melhor, valorizando aquilo que é bonito e que precisa ser preservado pras futuras gerações”, comentou Paulo Câmara, durante o ato oficial na Praça da Palavra, que nessa edição do FIG homenageia Hermilo Borba Filho.

Destacando avanços recentes como a sanção da Lei 16.113/2017, que fortalece o Funcultura e cria novos mecanismos de fomento à cultura no estado, e ainda a criação de editais como o Funcultura da Música, o Prêmio de Cultura Popular e Dramaturgia Ariano Suassuna e o Prêmio de Preservação do Patrimônio Ayrton de Almeida Carvalho, o Secretário Estadual de Cultura Marcelino Granja destacou que o ato do Governador Paulo Câmara, “é um esforço no sentido de cumprir mais uma meta do Programa de Governo, que é o Plano Estadual de Cultura, demanda histórica dos fazedores de cultura do Estado e que, mesmo no cenário difícil que o País atravessa, podem celebrar essas recentes conquistas aqui no Estado de Pernambuco”.

A Presidente da Fundarpe Márcia Souto também participou da solenidade. O regimento da Conferência, cujo processo é coordenado pela Secretária Executiva Estadual de Cultura, Silvana Meireles, será divulgado em breve, após pactuação com o Conselho Estadual de Políticas Culturais.

VISITA AOS POLOS DO FIG - Ao lado de Márcia Souto, Marcelino Granja e diversas autoridades como a deputada federal Luciana Santos, o governador visitou diversos polos do FIG 2017, como o Palco de Cultura Popular Ariano Suassuna, a lona de Circo e o Armazém das Artes e Negócios, no Parque Euclides Dourado.

“Quero parabenizar a todos da Secult-PE e da Fundarpe que têm tratado a nossa cultura com muita responsabilidade, priorizando de maneira adequada, valorizando a nossa gente e todas as representações artísticas do nosso estado. Um movimento muito importante, que também gera emprego e renda, mostra como Pernambuco é rico, como o povo sabe fazer e curtir cultura”, ressaltou.
.