quarta-feira, 19 de julho de 2017

Programação do Teatro do FIG acontecerá entre os dias 21 e 29

Ao total, serão 27 ações teatrais que convidam o público ao debate sobre temas como 
preconceito e violência de gênero. (Do Portal Cultura PE / Fotos: Flávia Charcha e Adriana Mura).

A programação de Teatro do 27º Festival de Inverno de Garanhuns (FIG) é um levante contra o preconceito e a intolerância. Violência contra a mulher, identidade de gênero e a livre vivência da sexualidade são algumas das temáticas que serão abordadas nas 27 ações teatrais que, entre espetáculos e bate-papos, acontecem entre os dias 21 e 29 de julho.

Uma das novidades deste ano é a presença de grupos do interior do Estado na 2ª Mostra de Teatro Alternativo; e também a primeira edição do projeto Literatura na cena. Sessenta por cento das ações são protagonizadas por artistas pernambucanos. Um dos destaques vai para o ator Alexandre Guimarães, que se apresentará na segunda-feira, dia 24 de julho, às 18h, com o monólogo O Açougueiro.

Entre as atrações nacionais, está o paulista Rodolfo Lima, que abre o projeto Literatura na Cena com os espetáculos Réquiem para um rapaz triste, inspirado em um conto de Caio Fernando de Abreu, e Bicha Oca, inspirado em quatro textos do escritor pernambucano Marcelino Freire. O Literatura na Cena foi projetado pelas coordenações de Literatura, Artes Cênicas, Teatro e Ópera. É o primeiro ano do projeto no FIG e foi criado para ser um espaço de diálogo entre a Literatura e o Teatro.

A 2ª Mostra de Teatro Alternativo desta 27ª edição do Festival de Inverno de Garanhuns tem a proposta de expor e debater o conceito de Teatro Alternativo em Pernambuco. Com uma programação inteiramente composta por espetáculos pernambucanos, vai acontecer na Galeria Galpão, assim como as apresentações do Literatura em Cena. Outros dois espetáculos irão acontecer em ações descentralizadas por praças e bairros da cidade de Garanhuns. São eles: As Bodas de Umbigolina Goiabenta, no Projeto Som na Rural e Esquetes de Teatro de Rua, do Movimento de Teatro Popular.

Clicando AQUI, você confere a programação completa da 
2ª Mostra de Teatro do Festival de Inverno de Garanhuns 2017
.

Pernambuco tem o primeiro semestre mais violento em dez anos

Taxa de homicídios por 100 mil pessoas é a maior desde o início do Pacto pela Vida. Primeiro semestre 
de 2017 representou um aumento de 39,4% em relação ao do ano passado. (Fonte: JC Online).

Nem mesmo a redução, por três meses consecutivos, no número de homicídios (entre março e junho deste ano) evitou que Pernambuco tivesse o primeiro semestre mais violento desde a criação do Pacto pela Vida (PPV), em 2007. No índice de homicídios por grupos de 100 mil habitantes, a taxa de 30,6 nos primeiros seis meses deste ano é a maior no comparativo com os mesmos períodos entre 2007 e 2016. Em número absolutos, foram 2.876 assassinatos no estado comandado pelo Governador Paulo Câmara, enquanto a segunda maior marca foi precisamente no primeiro ano do PPV, com 2.423 ocorrências.

Também em números absolutos, o primeiro semestre de 2017 representou um aumento de 39,4% em relação ao do ano passado. Já na relação entre as taxas por grupo de 100 mil pessoas, mais aumento: 37,8% no comparativo entre 2017 e 2016. No balanço geral dos anos entre 2007 e 2016, a maior taxa de assassinatos por 100 mil pessoas ainda é a do primeiro ano do Pacto, com 54. 

Após cinco anos de redução, 2013 fechou com o menor índice já registrado em Pernambuco desde a concepção da política pública: 33,7. Desde então, no vácuo da saída de Eduardo Campos do poder, em 2014, e na esteira da crise econômica que tomou de assalto o País, os números aumentaram até 2016 fechar com uma taxa de 48,2 homicídios para cada grupo de 100 mil habitantes.

Ao contrário do que vinha fazendo desde o início do ano, o governo do Estado não realizou qualquer anúncio dos dados relativos ao mês de junho, quando foi confirmada a tendência de queda no número absoluto de mortes violentas intencionais. O pico absoluto de todo o período de dez anos do Pacto pela Vida foi atingido em março deste ano, quando 551 pessoas foram assassinadas em Pernambuco. Junho terminou com 380 homicídios.

GOVERNO - O secretário de Planejamento e Gestão do Estado, Márcio Stefanni, coordenador do PPV (foto abaixo), garante: “O Pacto continua vivo e vai conseguir reverter os números e dar maior sensação de segurança à população.” Na avaliação do gestor, a redução de assassinatos nos últimos três meses é indicador disso.

“Não estou fugindo dos números, mas o crescimento da violência é um problema nacional. A redução dos últimos três meses já é resultado da política adotada pelo governo (um investimento de R$ 290 milhões em frota, pessoal e criação de batalhões). A gente acredita que tenha encontrado o caminho. O próximo semestre vai ser melhor do que esse”, afirmou o secretário ao falar ao Jornal do Comércio.
.

TJD mantém Sport como campeão pernambucano de 2017

Decisão do Tribunal de Justiça Desportiva indeferiu pedido de Luciano, Goleiro do Salgueiro, que pedia 
a anulação do segundo jogo da final do Estadual. (Com informações do Jornal do Commercio).

O Campeonato Pernambucano enfim teve um desfecho. Nesta terça-feira (18), o Tribunal de Justiça Desportiva de Pernambuco (TJD-PE) decidiu indeferir o pedido do goleiro do Salgueiro Luciano, que pedia a anulação do segundo jogo da final do Estadual. Por unanimidade, o TJD-PE manteve o resultado final do Estadual, com o Sport sendo considerado vencedor do Pernambucano de 2017.

O relator do caso, Felipe Tadeu, indeferiu o pedido por rejeitar as quatro questões preliminares apresentadas. Os outros seis magistrados acompanharam o seu voto. A decisão de rejeitar se manteve no julgamento do mérito. Felipe entendeu que o árbitro não cometeu erro de direito e que, por isso, decidiu pela improcedência da ação.

O advogado do arqueiro, Mariano Sá, ainda tentou o adiamento do julgamento. Na tarde desta terça, o representante do jogador protocolou nos autos do processo uma declaração de Salmo Valentim, ex-presidente da Comissão de Arbitragem de Futebol (CEAF), em que ele afirma que o árbitro de vídeo, Péricles Bassols, comunicou ao árbitro de campo, Wilton Pereira Sampaio, que a bola não saiu. O TJD-PE aceitou a nova prova no processo, mas indeferiu o pedido de adiamento.

A defesa do Sport alegou um possível conflito de interesses no processo. Segundo Geraldo Fonseca, advogado do Leão, o Salgueiro acatou a decisão do campeonato, enquanto que o goleiro não. Alegou que o erro do árbitro não foi de direito (quando infringe as regras do jogo) e nem de fato (quando o árbitro erra na interpretação). A Federação Pernambucana de Futebol (FPF) não apresentou nenhum representante no julgamento.
.

.

Situação de emergência é reconhecida na cidade de Canhotinho

Portaria foi publicada no Diário Oficial da União, tendo vigência por 180 dias e seguindo 
critérios fixados que definem procedimentos da Defesa Civil Nacional. (G1 Caruaru e Região).

O Ministério da Integração Nacional reconheceu nesta terça-feira (18) a situação de emergência em mais dez municípios brasileiros. A cidade de Canhotinho, no Agreste de Pernambuco, foi incluída na lista. A medida vai permitir que as prefeituras tenham acesso às ações de apoio emergencial da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) para socorro, assistência, restabelecimento de serviços essenciais e recuperação das áreas danificadas por desastres naturais.

A portaria foi publicada no Diário Oficial da União e tem vigência por 180 dias e segue critérios fixados pela Instrução Normativa nº 2, que define procedimentos da Defesa Civil Nacional para o reconhecimento de situação de emergência ou de estado de calamidade pública decretada por municípios, estados e Distrito Federal.

Para obter apoio material e financeiro do Ministério da Integração Nacional para ações emergenciais, os municípios devem apresentar um relatório com diagnóstico dos danos e o Plano Detalhado de Resposta (PDR), por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2ID). Após análise da Sedec, o Ministério da Integração define o valor do recurso a ser disponibilizado. 

Temer adia vinda a cidade de Caruaru que ocorreria nesta quarta

Justificativa oficial é que o Gabinete de Segurança Institucional não conseguiu viabilizar 
a logística a tempo da solenidade nesta quarta. (Fonte: Blog do Diário / Foto: Beto Barreto/PR).

Marcelo Montanini - O presidente Michel Temer (PMDB) adiou a agenda em Caruaru, no Agreste Pernambucano com o ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), nesta quarta-feira (19). O ato será, agora, no próximo dia 25 de julho, às 10 horas da manhã. O peemedebista vai realizar a entrega simbólica do primeiro Cartão Reforma do país, no principal reduto eleitoral do PSDB no estado de Pernambuco, comandada pela prefeita tucana Raquel Lyra, fazendo assim um afago a Araújo e aos tucanos.

A justificativa oficial é que o Gabinete de Segurança Institucional não conseguiu viabilizar a logística a tempo da solenidade nesta quarta. Mas, nos bastidores, comenta-se que a visita de Temer a líder do PSB na Câmara, Teresa Cristina (MS), ampliou o “mal-estar” com a cúpula nacional do PSB e inviabilizou momentaneamente a viagem do presidente.

Contatado, o Palácio do Planalto disse, no início da tarde desta terça, que, como a agenda não havia sido confirmada, não poderia ser cancelada e, portanto, a informação era que não havia previsão de programação. Contudo, lideranças tucanas no Estado já haviam sido avisadas de que Temer estaria em Caruaru nesta quarta-feira.

A visita é um gesto ao PSDB que vive um racha interno entre os que apoiam a manutenção do apoio a Temer e os que desejam desembarcar do seu governo. A pasta de Cidades é uma das mais visadas pelos partidos do “Centrão”. Mas, apesar disso, Pernambuco é o principal reduto do PSB e sua relação com o governador Paulo Câmara (PSB) neste momento é uma incógnita. Câmara tem feito um discurso alinhado com o do Planalto, porém tem mantido certa distância do presidente. O Palácio do Campo das Princesas disse que em momento algum foi contatado pelo Planalto.