terça-feira, 25 de abril de 2017

Suspenso salários de R$ 12 mil reais de Secretários de Garanhuns

Em caso de descumprimento por parte da Municipalidade, o Juiz Glacidelson Antônio fixou multa diária 
de R$ 1.000,00, nos termos do art. 497 do CPC.  Da decisão cabe recurso. (TV Jornal Notícias).

PE: Secretaria de Educação abre processo seletivo para assistentes

Seleção terá validade de dois anos, prorrogáveis por mais uma vez
de igual período. 369 vagas são oferecidas.(Com informações da SEE).

A Secretaria Estadual de Educação (SEE) inicia, nesta terça-feira, dia 25, o processo seletivo para o cargo de assistente de gestão das Escolas de Referência em Ensino Médio (EREM) e Escolas Técnicas Estaduais (ETE) da Rede. Poderão participar do processo os professores efetivos certificados na avaliação do Programa de Formação de Gestores Educacionais de Pernambuco (Progepe 2017). Estão sendo ofertadas 369 vagas. As inscrições devem ser feitas até o dia 02 de maio deste ano, pelo site da SEE (www.educacao.pe.gov.br).

No ato da inscrição, o candidato deverá optar por uma única EREM ou ETE na qual deseja trabalhar. A seleção acontecerá em duas etapas; a primeira será uma análise de currículo feita por uma Comissão Técnica formada pela SEE; e a segunda será uma entrevista, que terá como foco de análise a comunicação verbal, conhecimento sobre gestão escolar, conhecimento sobre educação integral e defesa do programa de ação.

O processo seletivo terá validade de dois anos, prorrogáveis por mais uma vez de igual período. A relação dos aprovados na primeira etapa sai no dia 08 de maio, e a da segunda etapa será divulgada no dia 24 de maio. A listagem final dos aprovados sairá no dia 29 de maio, no site da Secretaria. Para saber mais, acesse o edital: https://sisacad.educacao.pe.gov.br/sissel/

Senado aprova parecer de Armando sobre acordo com o México

Além do México, foram negociados por Armando, acordos de investimento com o
Chile e Colômbia, que ainda serão examinados pelo Legislativo, e com o Peru. (Assessoria)

O plenário do Senado aprovou, na noite desta terça-feira (18), parecer do senador Armando Monteiro (PTB-PE) favorável a decreto legislativo que ratifica Acordo de Facilitação de Investimentos entre Brasil e México, pelo qual são concedidos segurança jurídica e estímulos aos investimentos privados nos dois países.

O acordo foi negociado pelo próprio Armando Monteiro em 2016, quando era ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Representa um novo modelo de acerto bilateral, que, destaca seu parecer, “incentiva os investimentos recíprocos e a internacionalização das empresas dos dois países, por meio de um ambiente institucional mais favorável e cooperativo, fundamentado na busca de prevenção de controvérsias”.

Lembrou o senador que as exportações brasileiras para o México são compostas em mais de 90% por produtos industrializados, enquanto o México é um dos principais investidores estrangeiros no Brasil, com um estoque de investimentos em torno de US$ 23 bilhões. Além do México, dentro da política de aproximação com os países da bacia do Pacífico, foram negociados por Armando no MDIC acordos de investimento com o Chile e Colômbia, que ainda serão examinados pelo Legislativo, e com o Peru, o maior já firmado com o país andino, promulgado pelo Senado no último dia 23 de março.

De Isaltino para Priscila: “Os dados de Pernambuco são confiáveis”

Com relação as informações sobre segurança, segundo o líder do Governo; a bancada federal 
de Pernambuco está num intenso debate para sistematização nacional desses dados. (Fonte: Alepe).

Em resposta a deputada Priscila Krause, do DEM, que ontem, criticou a forma como o Governo do Estado divulga dados e informações oficiais, o Líder do Governo na Assembleia, Isaltino Nascimento, do PSB, disse que as críticas à falta de transparência nos investimentos estaduais não condizem com a realidade. Segundo Isaltino, detalhes sobre os programas do Governo estão disponíveis em relatórios da Secretaria de Planejamento e nos sites de outras pastas. Durante sua fala na tribuna da Alepe, nesta segunda-feira, Isaltino cravou: “Os dados de Pernambuco são confiáveis e apresentados de forma correta”.

Com relação as resenhas policias, que Priscila defendeu, que a Polícia Militar só estaria transmitindo ocorrências “positivas” à imprensa; Nascimento disse que o documento da Dinter é de duas semanas atrás e que, após sua publicação, a Polícia Militar emitiu nota oficial, assegurando que nenhuma informação deixará de ser repassada para a imprensa. De acordo com ele, a circular foi um ato isolado, “e não uma ação deliberada do Governo, de esconder os números”. Ele também ressaltou, como justificativa, a proteção de acusados, vítimas e testemunhas, e proteção das investigações.

“A bancada federal de Pernambuco está num debate para sistematização nacional das informações de segurança. Os dados de vários Estados são questionáveis, os de Pernambuco, não”, acrescentou Nascimento, mencionando que, além dos Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLIs), hoje os balanços da Secretaria de Defesa Social passaram a incluir outros tipos de ocorrências recentemente.