segunda-feira, 17 de abril de 2017

Paulo promete reajustar o Programa Chapéu de Palha em 10%

Compromisso foi anunciado na tarde desta segunda (17), diante do 6º Grito da Terra, que reuniu camponeses
ligados à Fetape e ao MST, numa manifestação contra a Reforma da Previdência. (Jornal do Commercio).

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), vai enviar ainda nesta semana, à Assembleia Legislativa, Projeto de Lei para corrigir em 10% o valor da bolsa concedida a trabalhadores rurais pelo Programa Chapéu de Palha. Essa foi uma das promessas feitas na tarde desta segunda-feira (17/04) diante do 6º Grito da Terra, que reuniu camponeses ligados à Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetape) e ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) numa manifestação contra a Reforma da Previdência e cobranças ao Estado para uma melhor convivência com o sétimo ano consecutivo de estiagem. Câmara listou ainda medidas como perfuração de poços e instalação de cisternas para socorrer os trabalhadores na estiagem, “para que o produtor rural possa produzir mais apesar da seca”.

Dois decretos, criando comissões para desenvolvimento de um plano de reestruturação da Zona da Mata e de produção de orgânicos, também foram assinados. Câmara assumiu o compromisso de lutar contra a Reforma da Previdência numa articulação com governadores do Nordeste. No ato, lembrou o aniversário do Acordo do Campo, assinado pelo ex-governador Miguel Arraes em 1963, que garantiu aos trabalhadores da Zona Rural; direitos equivalentes aos concedidos aos urbanos, e a luta de Eduardo Campos (PSB) em defesa dos camponeses.

Doriel Barros, presidente da Fetape, disse esperar que sejam efetivadas nos próximos dias as ações, não só no Agreste e Sertão, onde a estiagem é mais grave, como também na Zona da Mata, “que convive com a miséria”. Sobre a bolsa do Chapéu de Palha, afirmou que a proposta defendida pela classe é desvincular o Bolsa Família da assistência estadual (quem tem Bolsa Família recebe valor menor do Chapéu de Palha). “O reajuste, que não vinha acontecendo, e a possibilidade de inserir mais de um membro da família são pontos importantes que conseguimos avançar nessa nova negociação com o Estado”, comentou. 

A bolsa do Chapéu de Palha varia de R$ 100 a R$ 246. Quando foi criada por Miguel Arraes, a ajuda chegava a uma salário mínimo, hoje no valor de R$ 937. O Grito da Terra, em Pernambuco, reuniu cerca de seis mil trabalhadores rurais, conforme a Fetape. Um grupo liderado pelo MST acampou na sede local do Incra pela manhã e depois saiu em passeata pelo Recife. Unidos aos liderados pela Fetape, participaram de uma audiência pública na Assembleia Legislativa sobre Reforma da Previdência e, em seguida, em caminhada, deslocaram-se ao Palácio do Campo das Princesas, onde uma comissão reuniu-se por cerca de duas horas com o governador Paulo Câmara.

Enquanto aguardava o resultado do encontro, a multidão gritava “Fora Temer”, “Golpista, a culpa é tua”, fazendo uma crítica ao Projeto de Reforma da Previdência do governo federal, que quer instituir a contribuição individual obrigatória dos trabalhadores rurais para fins de aposentadoria e aumentar a idade mínima, hoje de 55 anos para a mulher e 60 anos para o homem do campo. A lista completa de reivindicações pode ser acessada no site da Fetape, o www.fetape.org.br.
.

Perseguido: Governador reconhece números ruins da violência

Paulo: “Há um planejamento em curso. É a pauta que a gente precisa enfrentar e, com a dedicação 
de todos, daremos as respostas imediatas que a população espera de nós". (Fonte Jornal do Commercio).

"Muito ruins os números. A gente espera uma resposta já em abril", disse na tarde desta segunda-feira (17/04) o governador Paulo Câmara (PSB), ao ser questionado sobre o aumento de 44% no número de assassinatos em Pernambuco no primeiro trimestre de 2017 em relação ao mesmo período do ano anterior. A estatística, que tem como fonte dados da Secretaria de Defesa Social, mostra quase 600 mortes só em março deste ano.

Segundo o governador, a cobrança às equipes da segurança tem sido efetiva e diária. "Há um planejamento em curso, com uma série de ações que anunciamos na semana passada. É a pauta que a gente precisa enfrentar e, com a dedicação de todos, daremos as respostas imediatas que a população espera de nós", reconheceu. As ações anunciadas antes do feriadão de Páscoa incluem maior investimento na Defesa Social, que passaria a representar pouco mais de 14% do orçamento do Estado, concursos, contratação de concursados e aquisição de equipamentos e materiais.

Trabalhadores rurais reivindicam segurança - As declarações sobre os números da violência, nesta segunda, foram após reunião, no Palácio do Campo das Princesas, com lideranças de trabalhadores rurais, do 6º Grito da Terra. Além de cobrar ações para sobrevivência no sétimo ano consecutivo de seca, elas reivindicaram medidas para melhor segurança na Zona Rural. O governador prometeu reforçar o policiamento no interior.
.

Eduardo pode ter recebido propina de R$ 5 milhões da Odebrecht

 Depoimento de João Antônio Pacífico, relata que Campos solicitou e recebeu, a pretexto de campanhas
políticas, vantagem indevida de 3% do contrato para a Odebrecht. (Fonte: G1 Portal de Notícias).

G1 - O ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, morto em um acidente de avião em 2014, é citado em delações premiadas enviadas pela Procuradoria-Geral da República ao ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF). Na petição 6.724, o delator João Antônio Pacífico Ferreira, ex-diretor da Odebrecht, fala sobre um esquema de fixação artificial de preços na obra do Adutor Pirapama, no Grande Recife.

Segundo os relatos, diversas empresas abusaram de seu poder econômico e formaram ajuste para fixar artificialmente preços e controlar o mercado na obra do Adutor Pirapama. Há menção de que Campos tinha ciência do ajuste, consentiu e, possivelmente, agiu para a concretização, segundo os depoimentos. Carlos Fernando do Vale Angeiras, subordinado à época de Pacífico, reforçou os relatos em sua delação premiada.

Pacífico relatou ainda, em seu depoimento, que o então governador do Estado de Pernambuco, Eduardo Campos e seu interlocutor, Aldo Guedes, solicitaram e receberam, a pretexto de campanhas políticas eleitorais, vantagem indevida consistente em 3% do contrato para a Odebrecht, entre os anos de 2007 e 2012. A soma seria de R$ 5 milhões.

Há a menção ainda, na petição, de que outras empresas teriam também pago cotas de propina. Pacífico e Angeiras citam em seus depoimentos os relatos de que as empresas esperavam, com os pagamentos, determinar os agentes públicos à prática ou omissão de atos de ofício, particularmente os que pudessem dificultar a execução do contrato.

A petição foi encaminhada para a Justiça Federal em Pernambuco por causa da ausência de foro dos citados. São as instâncias inferiores que decidirão se as citações merecem ser investigadas, juntadas a alguma investigação já em curso ou, simplesmente, arquivadas por falta de elementos comprobatórios.

Respostas - A assessoria de imprensa do Partido Socialista Brasileiro (PSB) reiterou, nesta segunda, dia 17 de abril, o conteúdo da nota enviada na quarta-feira passada, dia 12. No texto, o partido afirma que apoia a quebra do sigilo das delações dos executivos da Odebrecht e reafirma a confiança em todos os filiados mencionados na lista. O PSB também reafirma sua solidariedade à família do ex-presidente nacional do partido, Eduardo Campos, citado sem condições de se defender. A sigla declara sua decisão de atuar em todas as instancias para que seu nome e sua honra jamais sejam maculados.

O G1 entrou em contato com a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), responsável pela obra do Adutor Pirapama (foto abaixo), e aguarda nota sobre o assunto. A reportagem tentou entrar em contato com o advogado de Aldo Guedes, Ademar Rigueira, mas foi informada de que ele está em reunião e retornará a ligação.
.

Quarta, Oposição desembarca o PE de Verdade em Garanhuns

“Haverá mobilização para mostrar promessas não cumpridas e as muitas falhas do governo Paulo Câmara",
registra o deputado Álvaro Porto; um dos articuladores do Evento. (Fonte: Blog do Carlos Eugênio).

Utilizado como contraponto ao programa de visitas do Governador Paulo Câmara (PSB), denominado de ‘Pernambuco em Ação’, a oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (ALEPE) desembarca nessa quarta-feira, dia 19, aqui em Garanhuns, trazendo o 'Pernambuco de Verdade'. O Evento que deve percorrer todo o estado, assim como o que vem sendo promovido pela gestão estadual, acontece a partir das 19 horas no Plenário da Câmara Municipal de Vereadores de Garanhuns.

Entre outros objetivos do Encontro, a ação busca levar à população a identificar promessas que foram feitas pelo Governador e que não foram cumpridas. Outro tema que certamente integrará as discussões será a insegurança vivida pela população de Garanhuns e dos demais municípios do Agreste Meridional.

Até hoje, dia 17, já foram registrados 25 assassinatos e 11 estupros, além de uma série de furtos, roubos e assaltos na Cidade das Flores. A insegurança é tão grande que até mesmo o Bispo Diocesano de Garanhuns, Dom Paulo Jackson, considerou que o Estado está “entregue as baratas”, em termos de segurança, durante homilia aos cerca de 10 mil católicos que participaram da Via Sacra na última Sexta-feira da Paixão.

“Haverá mobilização para mostrar promessas não cumpridas e as muitas falhas do governo Paulo Câmara", registrou o deputado Álvaro Porto (PSD), um dos articuladores do Evento. O 'Pernambuco de Verdade', aqui em Garanhuns também deve contar com as presenças dos deputados Silvio Costa Filho (PRB) e Priscila Krause (DEM), além do Prefeito de Garanhuns, Izaías Régis (PTB) e de Prefeitos, Vereadores e lideranças dos Municípios que integram a Região Agreste Meridional do Estado de Pernambuco.
.
GLOBO NORDESTE IRÁ TRANSMITIR OS SHOWS
          DA QUINTA E SEXTA DO FESTIVAL VIVA DOMINGUINHOS

          

Só este ano, Pernambuco já registrou mais de 1.600 assassinatos

Silvio Costa: “Entra secretário, sai secretário; entra comandante, sai comandante e
a violência continua aumentando em Pernambuco”. (Com informações do Blog do Inaldo Sampaio).

Pernambuco registrou só este ano 1.650 assassinatos, crescimento de mais de 35% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram contabilizadas 1.181 mortes. A informação foi dada neste domingo (16) pelo líder da Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (ALEPE), deputado Sílvio Costa Filho (PRB), com base em dados oficiais.

Segundo ele, “nos próximos dias a Secretaria de Defesa Social deve apresentar o balanço da criminalidade do mês de março, que, segundo dados disponíveis no próprio site da Secretaria, bateu novo recorde como o mês mais violento de todo o ‘Pacto pela Vida’, com 548 mortes, o que representa uma média de 17,7 crimes por dia.

Dados da Secretaria de Defesa Social do Governo de Pernambuco revelam que entre janeiro e março deste ano foram cometidos 1.522 crimes violentos letais intencionais em Pernambuco – além de 130 nos 10 primeiros dias do mês de abril. Em relação aos crimes contra o patrimônio, que inclui roubos e assaltos, foram registradas 10.321 ocorrências no mês passado, elevando a conta no ano para 31.570. “Os números representam uma média de um caso de roubo ou assalto a cada quatro minutos”, disse o líder da Oposição.

“Entra secretário, sai secretário; entra comandante, sai comandante e a violência continua aumentando no Estado de Pernambuco. Há seis meses no cargo, o secretário Angelo Gioia (Defesa Social) não conseguiu reduzir os índices de criminalidade. Muito pelo contrário, sob o seu comando a SDS registrou mais de 2.900 assassinatos em Pernambuco, uma média de quase 500 mortes por mês”, acrescentou.

Garanhuns: “Minha Vovó é Show” já tem data e local definidos

Artistas que se apresentarão durante o evento, doarão seus cachês para o Abrigo São Vicente de Paulo. 
(Com informações, artes e imagens de Alan Gustavo / Assessoria de Comunicação do evento).

Com o objetivo de angariar fundos para custeio da Instituição de Longa Permanência (ILPI),  o Abrigo São Vicente de Paulo, junto a um grupo de mais de 60 voluntários realizará o show beneficente “Minha Vovó é Show”. O evento, marcado para o dia 10 de maio, trará atrações do município, da região Nordeste e do Brasil, para o palco que será montado no Campo AGA, localizado na Avenida Rui Barbosa, bairro Heliópolis. A expectativa de público, segundo os organizadores, para a primeira edição do evento, é de 10 mil pessoas.

No campo da Aga, os shows começarão às 19 horas e a infraestrutura disponibilizada ao público inclui tendas de alimentação e banheiros. A programação foi montada visando contemplar diversos gêneros musicais. Dessa forma, quem abre a noite de shows é o garanhuense Mourinha do Forró. Ainda se apresentarão Tato (Falamansa), Tribo Cordel, Batista Lima, Felipe Pezonni (Banda Eva) e Marcus Menna (EX LS Jack).

O evento ainda contará com uma atração surpresa. A grade de programação pode ainda sofrer alterações, haja vista a possível vinda e mais uma atração de nível nacional. Todos os artistas que se apresentarão no dia 10 na AGA, doarão seus cachês em para o Abrigo, que recentemente passou por algumas necessidades. O ingresso custará R$ 30,00 reais. Todo o valor será revertido à instituição. Os pontos de venda dos ingressos serão divulgados na página oficial do evento ainda durante esta semana.
.

Chega ao fim, o Espetáculo Jesus, Alegria dos Homens de 2017

Encenação conta anualmente, com o patrocínio e apoio do Governo Municipal de Garanhuns, que desenvolve
ações por meio da AMSTT e duas secretarias. (Aquile Soares – Secom/PMG / Fotos: Hilton Marques).

Muitos fiéis compareceram ao espetáculo “Jesus, Alegria dos Homens”, encenado no Alto do Magano e que chegou ao seu último dia de apresentação no sábado (15). Ao todo, foram três dias de apresentações marcadas pela religiosidade e que atraíram aproximadamente 7 mil pessoas, de acordo com a organização do evento.

A produção que esteve em sua 27ª temporada chegou a encantar pessoas de outros municípios como Jucati, Angelim e Bom Conselho; além de uma caravana de 60 pessoas organizada por hóspedes do Serviço Social do Comércio (Sesc) em Garanhuns. “Este ano concluímos com o sentimento de dever cumprido. Muitos avaliaram o evento positivamente, o que é gratificante, pois estamos trabalhando desde o fim do ano passado. Apesar de algumas dificuldades pontuais tudo transcorreu bem”, declarou o presidente da Associação Teatral Jesus, Alegria dos Homens (ASTEJAH), Jefson Fitipaldi.

Entre os momentos de maior emoção está o da ressurreição de Jesus Cristo, papel interpretado há cinco anos pelo ator Henrique César, e que há 12 já faz parte do espetáculo. “Sem dúvidas é uma satisfação, um papel muito emocionante e que reflete na fé das pessoas. Realmente é de impressionar ver tantos fiéis saindo de suas casas a ponto de encarar por mais de uma hora o frio que faz no Magano”, finalizou.

O espetáculo conta anualmente com o patrocínio e apoio do Governo Municipal que desenvolve ações por meio da Autarquia Municipal de Segurança, Trânsito e Transporte (AMSTT); Secretaria de Turismo e Cultura; e Secretaria de Serviços Públicos e Obras.
.