quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

5ª Geres realiza encontro de Secretários de Saúde em Garanhuns

Objetivo do primeiro encontro foi apresentar as instituições que compõem a Rede SUS,
os serviços, o fluxo e o organograma da SES, Geres e unidades de assistência.

A V Gerência Regional de Saúde (Geres) realizou, na última terça-feira (17), pela manhã, no auditório da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), em Garanhuns, o acolhimento dos secretários de saúde dos 21 municípios da sua área de abrangência. O objetivo deste primeiro encontro foi apresentar as instituições que compõem a Rede SUS, os serviços, o fluxo e o organograma da SES, Geres e unidades de assistência.

A gestora regional de saúde, Catarina Tenório, recepcionou os novos secretários municipais, e aqueles que permanecem à frente de suas pastas para o início das novas gestões. Também participaram do evento gestores de unidades de saúde, a exemplo de Luiz Melo, diretor do Hospital Regional Dom Moura e Gustavo Amorim, coordenador geral da Upae Garanhuns. Ana Paula de Melo, Gerente de Gestão Estratégica e Participativa, apresentou a SES, representando o secretário Iran Costa.

A Secretária de Saúde de Lagoa do Ouro, Nilva Mendes, representou o COSEMS (Conselho dos Secretários de Saúde dos Municípios) no encontro, que teve ainda à mesa de trabalhos a assistente técnica em arboviroses, Daniele Anastácio, da Secretaria Estadual de Saúde e Alfredo Góis, secretário de Garanhuns, município sede da V GERES.

“Esse tipo de encontro é importante para estreitar laços com os secretários e também para mostrar que o Estado, por meio da Geres e da Secretaria Estadual, está disposto a trabalhar em parceria e a proporcionar saúde de qualidade à população”, explica a gestora da V Geres, Catarina Tenório Ferro. Durante o evento, todas as coordenações da Geres fizeram breves apresentações para os secretários, e nesta quarta-feira (18), estiveram reunidos com os coordenadores das secretarias de saúde dos municípios, em um encontro de planejamento no auditório da Universidade de Pernambuco (UPE).
.

PE: Município de Ipojuca terá de realizar nova eleição para Prefeito

Detalhes do novo pleito serão acertados no dia 24 de janeiro, quando o Tribunal Regional Eleitoral 
de Pernambuco realizará a primeira reunião do ano. (Fonte: Ministério Público Federal).

O município de Ipojuca (PE) deverá ter novo pleito para prefeito em abril de 2017, devido ao indeferimento da chapa do candidato eleito Romero Antônio Raposo Sales (PTB - foto acima), que foi considerado ficha suja por conta de sua condenação por improbidade administrativa pela Justiça de Pernambuco. Na eleição de outubro passado, Romero obteve 32.496 votos contra 23.765 de seu oponente, Carlos Santana do PSDB. A Procuradoria Regional Eleitoral em Pernambuco (PRE/PE) atuou para indeferir a sua candidatura, tendo em vista os fatos que levaram à sua condenação. De acordo com a ação de improbidade, Romero Sales, quando era vereador, realizou uma viagem para Foz do Iguaçu (PR) paga com verbas públicas, no intuito de participar de um encontro supostamente de abrangência nacional que nunca aconteceu, o que caracterizou dano ao patrimônio público e enriquecimento ilícito por parte dele, a época.

No total, oito vereadores e oito assessores da Câmara Municipal de Ipojuca viajaram para Foz do Iguaçu (PR) em 2008 para participar do "Encontro Nacional de Agentes Públicos" com despesas de transporte aéreo e diárias pagas com dinheiro público. Entretanto, o encontro nunca aconteceu, causando prejuízo aos cofres do município no valor de R$ 69.657,86. Dessa forma, Romero Sales e todos os envolvidos no caso foram condenados pela fraude, uma vez que o motivo da viagem foi apenas para realizar turismo.

Tendo em vista a sua condenação por improbidade administrativa, a PRE/PE entendeu que Romero Sales não estava apto para assumir um cargo eletivo e pediu o indeferimento da sua chapa ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que concordou com a procuradoria e indeferiu o seu registro de candidatura. Romero Sales, por sua vez, alegou que foi condenado apenas por dano ao patrimônio público, não tendo sido o enriquecimento ilícito mencionado em sua condenação, o que não o tornaria inelegível. 

No entanto, para a PRE/PE, é possível extrair do acórdão condenatório a existência de enriquecimento ilícito nos atos de improbidade que praticou. O Tribunal Superior Eleitoral acatou os argumentos da procuradoria e manteve o indeferimento do registro de candidatura de Romero Sales e de seu vice. A previsão é que detalhes do novo pleito sejam acertados no dia 24 de janeiro, quando o TRE/PE realizará a primeira reunião do ano.

ROMERO IMPEDIDO DE CONCORRER NA NOVA ELEIÇÃO - Com a decisão da Procuradoria Regional Eleitoral de Pernambuco, assim como do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em dezembro, ambas determinando a realização de nova eleição em Ipojuca, Romero Sales fica impedido de disputar o novo pleito. A coligação estuda lançar a esposa dele, Célia Sales, para a nova disputa. Se referindo a decisão do TSE em dezembro, que negou, por 4 votos a 3, recurso apresentado por Romero, o advogado Walter Agra, que defende o petebista disparou: "Decisão judicial não se discute, se cumpre. Mas se estranha o parâmetro de alto nível de moralismo aplicado na decisão".

2º COLOCADO ASSUMINDO O POSTO DE PREFEITO - O Ministério Público de Pernambuco chegou a defender que o segundo colocado nas eleições de outubro em Ipojuca assumisse o cargo; contudo, de acordo com a reforma política aprovada em 2015, no caso onde há o indeferimento da candidatura do candidato mais votado, faz-se necessário a realização de novas eleições.

PT lança candidatura de Lula à Presidência da República em abril

Segundo o Presidente Nacional do PT, Rui Falcão, o partido não tem um plano B para o caso de Lula 
não poder disputar as eleições. Já o PSDB tem em seus quadros, Aécio, Serra e Alckmin.

Não é novidade para ninguém que o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva será o candidato do Partido dos Trabalhadores (PT) nas eleições presidenciais de 2018. Contudo, a dúvida pairava sobre quando ele seria oficialmente lançado ao posto. A espera acabou. Segundo o presidente nacional do PT, Rui Falcão, Lula será lançado como candidato em abril, durante congresso nacional do partido. Desde o ano passado já se sabia que a nomeação ocorreria no primeiro semestre deste ano. Agora, com a data definida, a militância do partido deve fazer uma grande festa para alavancar a candidatura.

PLANO B - Lula é réu em cinco processos na justiça; quatro deles na Operação Lava-Jato. Caso seja condenado em algum, ele se torna ficha suja e não poderá concorrer nas eleições do ano que vem. Segundo Rui Falcão, o PT não tem um plano B para o caso de Lula ficar impedido de disputar a eleição presidencial. Nesse sentido, o PT vive em um mundo totalmente diferente ao do Partido da Social Democracia Brasileira, o PSDB. Enquanto o Partido dos Trabalhadores só tem Lula, o PSDB tem José Serra, Geraldo Alckmin e Aécio Neves – três, inclusive, que já disputaram eleições presidenciais; perdendo para o PT em quatro oportunidades.

PERSEGUIDO - O Partido dos Trabalhadores aposta em Lula, mas acaso ele seja condenado em algum dos processos em que é réu; ficando inelegível, a legenda irá argumentar que o candidato é perseguido por ter trabalhado pelos pobres. Que Lula assusta os adversários, não há dúvida. Em meio a um turbilhão de críticas, o ex-presidente aparece à frente nas últimas pesquisas de intenção de votos divulgada pelo Datafolha, em dezembro. Por outro lado, o que acalma a oposição é saber que Lula também é o mais rejeitado entre os prováveis candidatos às eleições de 2018. Além de um concorrente tucano, ainda não definido, os oponentes do petista devem ser Jair Bolsonaro (PSC), Marina Silva (Rede) e Ciro Gomes, do Partido Democrático Trabalhista (PDT).

Luizinho Roldão deixa coordenação do Programa Bolsa Família

“Saio de cabeça erguida por saber que realmente vesti a camisa do governo Izaías Régis, o qual me 
empenhei de corpo e alma pela sua reeleição”, declarou Luizinho em comunicado à imprensa.

Depois de quatro anos à frente do maior programa social do país aqui em Garanhuns, o Bolsa Família, Luizinho Roldão (a esquerda na foto), foi desligado de suas funções. Em comunicado dirigido à imprensa local, o agora ex-integrante da Secretaria de Assistência Social detalhou que por 13 anos esteve à frente do Cadastro único e do Programa Bolsa Família em várias cidades do Agreste Meridional; período em que enfrentou grandes desafios. A convite, Roldão estará agora à frente da Chefia de Gabinete da vereadora Betânia Monteiro, do PTB. “Recebi o convite da minha amiga Betânia da Ação Social, a fazer parte da sua equipe de trabalho na Câmara de Vereadores e se alguém vir a precisar de mim, é lá que irão me encontrar a partir de agora”, declarou Luizinho no Comunicado. 

Sem um motivo mais aparente, de acordo com o próprio Luizinho, sua saída é motivo de surpresa. Apesar de o Prefeito Izaías ter reiterado em diversas entrevistas que sua segunda gestão seria marcada por mudanças, poucos acreditavam que os cortes chegassem a Luizinho, já que ele desenvolvia um aplicado trabalho em seu posto. Some-se a isso, o fato dele ser um dos mais cotados pelo Prefeito Izaías na disputa por uma vaga na Câmara de Vereadores, algo que acabou não acontecendo ano passado em razão dele apoiar irrestritamente a candidatura de Betânia. “Saio de cabeça erguida por saber que realmente vesti a camisa do governo Izaías Régis, o qual me empenhei de corpo e alma pela sua reeleição, não só eu, mas todos os meus familiares e amigos”, diz trecho do comunicado de Luizinho, que pode ser conferido, abaixo:

COMUNICADO

Venho por meio deste comunicar que desde o início do ano não faço mais parte da Secretaria de Assistência Social do Governo Municipal de Garanhuns. Nesses 13 anos à frente do Cadastro único e do Programa Bolsa Família em várias cidades que trabalhei, tendo passado os últimos 4 anos em Garanhuns, enfrentei grandes desafios, sempre procurando atender da melhor forma possível as necessidades da população carente que vinha até a secretaria em busca de ajuda.

Mas,  infelizmente,  as coisas não acontecem como programamos e nem tudo é como a gente quer; tendo a minha saída sido uma surpresa para todos que me conhecem, como para mim também, mas não dependia apenas da minha vontade, e sim de outros. Com isso, recebi o convite da minha amiga Betânia da Ação Social, a fazer parte da sua equipe de trabalho na Câmara Municipal de Vereadores e se alguém vir a precisar de mim, é lá que irão me encontrar a partir de agora.

Saio de cabeça erguida por saber que realmente vesti a camisa do governo Izaías Régis, o qual me empenhei de corpo e alma pela sua reeleição, não só eu, mas todos os meus familiares e amigos. Deixo aqui meu agradecimento a todos que de certa forma contribuíram para meu crescimento profissional e pessoal, sou grato a Deus por ser a pessoa que sou e a minha família que sempre me deu apoio em todos os momentos de minha vida, agradeço também aos meus amigos de verdade por estarem sempre ao meu lado nos momentos difíceis que enfrentei em minha vida, e não seria agora que eles iriam me abandonar.

Deus abençoe a todos.
          Luizinho Roldão