quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Temer recebe Prefeitos e garante R$ 2 bilhões para os Municípios

Recursos, serão repassados através do Apoio Financeiro aos Municípios (AFM) neste mês de dezembro.
Temer: “Liberação do valor só será possível pois nós conseguimos fazer a economia crescer”.

Em mais uma agenda da mobilização permanente na capital federal, Brasília, o presidente da República, Michel Temer, do PMDB, recebeu cerca de 300 prefeitos. Liderados pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) e pelas entidades estaduais municipalistas, os gestores reforçaram ao governo federal as demandas prioritárias das administrações locais. A audiência ocorreu na manhã desta quarta-feira, 13 de dezembro, no Palácio do Planalto, sede do Governo Brasileiro, e Temer garantiu que os Municípios terão o Apoio Financeiro aos Municípios (AFM) ainda neste mês de dezembro.

Em seu discurso o presidente da Confederação, Paulo Ziulkoski, destacou a disposição do governo de dialogar. “Já estivemos juntos neste ano cerca de oito vezes. O diálogo e a base da federação. Existe um conflito e esse conflito deve ser exteriorizado. A Confederação procura, dentro dos limites, defender os interesses dos Município”, frisou.

“Eu quero reafirmar aqui que os R$ 2 bilhões aos prefeitos serão depositados até o final de dezembro”, destaco o presidente durante sua fala. Ainda durante a recepção aos Prefeitos, o presidente da República justificou que a liberação do valor só será possível, em razão dele e de seu governo terem garantido o crescimento da economia. Temer afirmou também na ocasião, que um novo pacto federativo capaz de redistribuir os recursos entre União, Estados e Municípios, é, de acordo com as palavras de Temer, "urgente".

Para que a Reforma da Previdência seja aprovada, Temer solicitou e enfatizou a importância do apoio dos gestores municipais. “Eu peço que os senhores comecem a manter contato com os parlamentares para que votem a Reforma da Previdência. Na certeza que depois da reforma ainda faremos uma reforma tributária mais justa”, pediu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário