terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Silvio: “Atraso no término de barragens traz risco à população”

Segundo deputado, nos últimos três anos, Governo do Estado gastou cerca de R$ 300 milhões em
investimentos de segunda necessidade, ao invés de concluir as barragens na Mata Sul do Estado. (Alepe).

As obras inacabadas de barragens para contenção de enchentes na Mata Sul foram destacadas pelo deputado Estadual pernambucano, líder da Oposição, Sílvio Costa Filho (PRB), no Grande Expediente desta segunda (4), da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). Segundo o parlamentar, a falta de conclusão das construções pode colocar a população da região em risco, caso hajam novas cheias.

Após as enchentes de 2010, foram projetadas para a Mata Sul as barragens de Serro Azul, em Palmares; Panelas, em Cupira; Gatos, em Lagoa dos Gatos; Guabiraba, em Barra de Guabiraba; e Igarapeba, em São Benedito do Sul. Dessas, apenas a primeira foi concluída. “Visitamos vários municípios da região na última quinta (30), e as pessoas pediram medidas emergenciais para tirar esses projetos do papel. Faltam R$ 534 milhões para terminar essas obras, mas só há R$ 30 milhões disponíveis no orçamento do Estado para o próximo ano”, alertou Costa Filho.

“Nos últimos três anos, entretanto, o Governo gastou R$ 120 milhões na Arena de Pernambuco, R$ 120 milhões em propaganda e R$ 60 milhões em consultorias, o que, somando, dá R$ 300 milhões. Isso mostra a falta de prioridade e a desatenção da gestão com a região”, criticou o parlamentar oposicionista. “Mesmo os governos petistas da Bahia e do Ceará conseguiram ampliar suas operações de crédito junto ao Governo Federal. A gestão do PSB aqui em Pernambuco é que não dá sinais de que vai buscar recursos para entregar aquilo que prometeu”, cravou Silvio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário