segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Paulo Câmara promove oficial da PM por ato de extrema bravura

Promoção, ocorreu devido ao tenente-coronel Câmara Júnior ter conseguido enfrentar 
frustrar sozinho, a ação criminosa de 5 bandidos armados. (Fotos: Hélia Scheppa).

O governador Paulo Câmara assinou, na manhã desta segunda-feira (11), no Palácio do Campo das Princesas, um ato de promoção por bravura em homenagem ao tenente-coronel Câmara Júnior. O policial militar, em julho deste ano, atuou contra a ação de criminosos durante a realização de uma reunião espírita, no bairro de Piedade. Na ocasião, Câmara Júnior, enfrentou bandidos armados que tomaram de assalto o Grupo Espírita Amor ao Próximo (Geap), impediu a continuidade do assalto e salvou a população do local.

Para o atual secretário de Defesa Social do Governo do Estado de Pernambuco, o Delegado Federal, Antônio de Pádua, o exemplo de bravura por parte do tenente-coronel é um exemplo não só para a polícia, mas para todo o Estado. “Câmara Júnior atuou com muita certeza e tranquilidade no evento que comoveu Pernambuco em julho de 2017. Realmente é um exemplo para os outros policiais, para a corporação e para Pernambuco ter uma pessoa tão preparada hoje comandando o BOPE. Só tenho elogios e tenho a certeza de que foi muito merecida essa promoção do tenente-coronel Câmara Júnior”, ressaltou.

O policial militar falou sobre a felicidade em receber a homenagem por parte do Governo de Pernambuco. “Esse momento para mim é de agradecer mais uma vez a Deus, de agradecer esse reconhecimento feito pelos homens, e dizer que desde que nós colocamos essa farda de policial militar, nós abraçamos a causa em defesa da sociedade, mesmo com risco da própria vida”, frisou Câmara Júnior. “Fui pego de surpresa, não sabia que ia acontecer isso. Nunca tinha entrado aqui, no gabinete do governador, e para mim foi muito especial. Espero honrar mais ainda essa farda, essa estrela a mais que está chegando e continuar trabalhando para o bem da população”, finalizou.

O comandante-geral da Polícia Militar de Pernambuco, coronel Vanildo Maranhão, destacou que a honraria de uma promoção por bravura só é dada a policiais que exercem uma ação além do dever. “Foi uma situação de extrema dificuldade em que o tenente-coronel Câmara Júnior agiu além do dever. Sozinho, contra cinco elementos armados, no meio de um ambiente confinado com várias pessoas feridas. Então, é uma ação extraordinária. Ele foi submetido a um processo de avaliação, nós investigamos toda essa ocorrência e, por unanimidade, a Comissão de Promoção de Oficiais decidiu homenageá-lo com a promoção por bravura”, assegurou.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário