terça-feira, 5 de dezembro de 2017

"Temer ainda quer destruir o Mais Médicos”, alerta Humberto Costa

Para Costa, a estratégia do governo é asfixiar o programa, tomando iniciativas como 
de proibir novos cursos de medicina pelos próximos cinco anos. (Foto: Roberto Stuckert Filho).

Extremamente satisfeito com a validação do Supremo Tribunal Federal (STF) ao Mais Médicos, programa criado por Dilma que revolucionou a área de saúde, principalmente nos rincões do país, e beneficiou mais de 70 milhões de brasileiros, o líder da Oposição no Senado, Humberto Costa, do Partido dos Trabalhadores de Pernambuco, , alertou, nesta segunda-feira (4), que o governo Temer segue determinado a desmontá-lo.

O senador deu como exemplo Mendonça Filho (PE), atual ministro da Educação de Temer, que é do Democratas e foi uma das vozes que queriam destruir o Mais Médicos quando foi lançado, ainda no ano de 2013: “é um ativo agente desse governo nefasto comprometido com o atraso e com o fim dos avanços sociais conquistados”.

Para Humberto, a estratégia do governo é asfixiar o programa, tomando iniciativas como a de proibir novos cursos de medicina pelos próximos cinco anos. “As ações de Mendonça no MEC contra o ProUni, o Fies, o Ciência sem Fronteiras e, mais recentemente, contra o Mais Médicos, demonstram bem isso. É dele a recente portaria que suspende a abertura de novas vagas em medicina no Brasil durante meia década, devolvendo o país à condição de escassez profissional da qual Dilma o tentou retirar”, afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário