quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

R$ 83 milhões: Câmara rejeita pedido de empréstimo de Raquel

Em evento no Senac, Prefeita fez um balanço de seu primeiro ano de Governo. Lyra sobre os planos 
para o ano que vem: “Já foram traçados e já sabemos o que tem que ser feito”. (Inaldo Sampaio).

A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, que atualmente integra os quadros do PSDB, do ex-ministro Bruno Araújo, aparentemente não se abalou pelo fato de a Câmara Municipal ter rejeitado, na semana passada, seis projetos enviados por ela àquela Casa, entre eles o que pedia autorização para contrair um empréstimo de R$ 83 milhões à Caixa Econômica para investir em obras de infraestrutura. “Eu fui eleita para fazer a diferença e nada vai me desviar do caminho que o povo escolheu”, desabafou a prefeita caruaruense ao fazer um balanço de sua gestão na sexta-feira passada (22) no auditório do Senac Caruaru.

O evento foi prestigiado por secretários municipais e executivos, o vice-prefeito Rodrigo Pinheiro (PSDB), ocupantes de cargos comissionados, o presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Caruaru, Lula Torres, além de jornalistas. “Os planos já foram traçados e já sabemos o que tem que ser feito. Precisamos agora executá-los. E vamos fazê-lo, apesar de todas as dificuldades”, disse Raquel Lyra.

Presente ao evento, o ex-governador João Lyra Neto proferiu breves palavras sobre o momento político nacional. Segundo ele, “nunca se viu uma crise generalizada como a que o Brasil atravessa hoje. estamos vivendo. Crise financeira, crise política e crise ética”. Por essa razão, acrescentou, é necessário ter coragem para se criar um modelo de gestão diferente, que apresente resultados e atenda ao bem-estar da população.

Nenhum comentário:

Postar um comentário