quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Silvio acredita que PT irá se unir ao PTB em PE nas eleições de 18

Além disso, de acordo com deputado, petistas só unificaram uma junção ao PSB, na eleição estadual do 
ano que vem, se forem “forçados”, a partir de uma aliança nacional. (Daniel Leite / Foto: Divulgação).

Após o senador Armando Monteiro, do PTB de Pernambuco, afirmar que busca assumir o protagonismo da oposição ao atual governo Paulo Câmara (PSB) e criticar a aproximação entre PT e PSB, o deputado federal pernambucano, pelo Avante Silvio Costa afirmou que os petistas só irão marchar junto aos socialistas, na eleição estadual do ano que vem, se forem “forçados”, a partir de uma aliança nacional.

Segundo Silvio, “o candidato natural da oposição ao governo de Pernambuco é Armando Monteiro”. “Eu vou defender até o ultimo segundo do ultimo dia da convenção que a gente forme uma frente de esquerda em Pernambuco e que Armando seja o candidato apoiado pelo PT”, afirmou Costa, em entrevista à Rádio Folha 96,7 FM.

“Armando está junto com o PT em Pernambuco desde 2006. No processo de impeachment foi um dos baluartes no Senado, votou contra. Trabalhou diariamente contra isso, ajudou muito Dilma, de quem foi ministro, diferente desses caras do PSB de Pernambuco. Esses caras são uns golpistas”, cravou.

Para Silvio, “é evidente que o PSB de Pernambuco está fazendo acenos ao PT. Mas tenho certeza que o PT de Pernambuco vai continuar na oposição e vai fazer oposição aos socialistas”. “Agora pode ser que o PT-PE seja forçado a votar no PSB”, pontuou.

Essa aliança, segundo o deputado, só será possível acaso seja feito um acordo com o PT nacional. “O PSB tem pesquisa e sabe da força de Lula em Pernambuco. Então estão lutando para ter o apoio do PT no estado. Por outro lado, o PT nacional precisa do tempo de televisão do PSB para ampliar o tempo de Lula. Então, no pragmatismo, pode ser que venha ocorrer um cenário desses. Mas sabendo que majoritariamente o PT-PE, que conheço e converso, não quer marchar com o PSB”, destacou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário