terça-feira, 14 de novembro de 2017

Porto: “Paulo precisa esclarecer denúncia de milhões para o PSB”

Em discurso na Alepe, Álvaro assegurou que era preciso parabenizar a PF pela atuação que vem fazendo 
em todo o Brasil e acrescentou que mais esclarecimentos eram esperados pelos pernambucanos.

Em aparte proferido nesta segunda-feira, 13 de novembro, durante discurso do líder de oposição, Silvio Costa Filho (PRB), sobre a Operação Torrentes, o deputado Estadual Álvaro Porto, do PSD, destacou que Governador Paulo Câmara precisa esclarecer o saque suspeito de R$ 2 milhões que teria tido como destino a sede do PSB estadual, a dois dias da eleição de 2014. "A Polícia Federal falou, está nos autos. Não é oposição que está dizendo", afirmou. Realizada pela PF na última quinta-feira (09.11), a operação apura o desvio de recursos de recursos federais repassados para o socorro às cidades e população atingidas pelas enchentes de 2010 e 2017 na Mata Sul. A Casa Militar estaria no comando do esquema de desvios, segundo a Polícia Federal.

O saque dos 2 milhões, de acordo com a PF, foi feito das contas de uma das empresas privadas envolvidas nas fraudes. Por rastreamento de ligações telefônicas de acusados, o portador do dinheiro se comunicou com um coronel da PM logo após o saque. Em seguida, o coronel se deslocou para a sede do PSB. A investigação aponta que isso ocorreu no dia 03 de outubro de 2014, dois dias antes do pleito que elegeu o atual governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB).    

Ainda durante seu discurso, Porto assegurou ainda, que era preciso parabenizar a Polícia Federal, pela atuação que vem fazendo em todo o Brasil, acrescentando que mais esclarecimentos são esperados por todos os pernambucanos. "O que foi dito é que desde 2010 (ano das primeiras enchentes) o crime organizado está dentro do Palácio (do Campo das Princesas), na sala ao lado do gabinete do governador. Isso é um absurdo. A gente não pode se calar diante de uma denúncia dessa. Isso tem que ser apurado. Nós da oposição estamos cobrando, mas quem tem que dar uma resposta é o governador. Ele tem que esclarecer o que vem ocorrendo dentro do Palácio", cobrou Álvaro.

O deputado também pediu explicações sobre a nova tragédia que as enchentes causaram este ano na Mata Sul. "De quem é a culpa? É por conta das barragens que não foram concluídas por causa do desvio de verba. Isso tem que ser apurado e os verdadeiros culpados têm que ir pra cadeia", frisou Álvaro, também na Alepe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário