segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Fóruns discutirão sobre economia solidária em Itaíba e Petrolândia

Entre os principais objetivos do Fórum, estão a discussão das leis referentes ao assunto 
bem como a comercialização de produtos por parte dos grupos e associações. (Foto: City Brasil)

O sucesso da caravana da Comissão Estadual de Cadastro, Informação e Comércio Justo e Solidário (CADSOL) realizada em Petrolândia, Itaíba e Pesqueira no final de outubro já rendeu bons resultados. No dia 12 de dezembro será constituído o Fórum de Economia Solidária na cidade de Itaíba, situada na região Agreste de Pernambuco. O evento acontecerá no Sindicato dos Agricultores, às 14h. Já Petrolândia, no sertão, reativará o Fórum no dia 13 de dezembro, na Câmara de Vereadores, às 9h.

Entre os principais objetivos do Fórum de Economia Solidária estão a discussão das leis referentes ao assunto bem como a comercialização de produtos por parte dos grupos e associações. Em Itaíba, a expectativa é da participação de coletivos nas áreas de artesanato e agricultura familiar. Já em Petrolândia, a maior parte dos empreendedores é de piscicultura, caprinocultura, agricultura familiar e artesanato. O Fórum é constituído por representantes da gestão municipal, empreendedores, entidades de fomento e assistência.

A caravana do CADSOL contou com a participação de representantes da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Trabalho e Qualificação do Governo do Estado de Pernambuco (Sempetq), da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Pernambuco (SRTE/MTE), Universidade Federal de Pernambuco, Campus do Agreste (CAA - UFPE), do Comitê do CADSOL e do Pró-Rural e IPA.

Na ocasião, no município de Petrolândia, foi realizada uma oficina com grupos, associações e cooperativas do sertão pernambucano, sobre as políticas públicas de economia solidária e inclusão no CADSOL. O cadastro tem como objetivo o reconhecimento público dos empreendimentos de modo a permitir o acesso às políticas públicas e programas de crédito e de fomento à economia solidária.

Nenhum comentário:

Postar um comentário