segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Caravana Cremepe/Simepe chega a Garanhuns nesta quarta (29)

Aqui na cidade, caravana promoverá uma plenária, para discutir, dentre outros assuntos, 
casos de crianças desaparecidas, bem como o combate à violência contra a mulher.

O Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe) e o Conselho Regional de Medicina (Cremepe) realizarão a Caravana Cremepe/Simepe 2017 nos dias 28/11 (terça-feira, Serra Talhada); 29/11 (quarta-feira, Garanhuns) e 30/11 (quinta-feira, em Caruaru), com a promoção de uma plenária geral sobre crianças desaparecidas, combate à violência contra a mulher e o acolhimento às mulheres vítimas de agressão na emergência. No primeiro momento, as entidades médicas apresentarão o Movimento Afetivo de Resgate à Criança Desaparecida, uma campanha do Conselho Federal de Medicina (CFM) que tem o objetivo de alertar a população para as 35 mil crianças que desaparecem por ano no Brasil.

De acordo com especialistas no tema, 70% dos desaparecidos fogem de casa por problemas domésticos e cerca de 15% nunca mais reencontrarão suas famílias. “O número de crianças desaparecidas é muito maior do que as pessoas imaginam. No Brasil há uma estimativa de que sumam 50 mil por ano. Por isso é tão importante que os profissionais notifiquem qualquer tipo de violência que podem indicar uma situação irregular. Defendemos o lugar dos médicos junto à população”, ressalta Ricardo Paiva, membro da Comissão de Ações Sociais do CFM e conselheiro do Cremepe.
.
Na sequência, aqui em Garanhuns, assim como nas outras cidades que irão receber a caravana, será discutida na plenária, a violência contra a mulher que vem crescendo gradativamente no Estado de Pernambuco. Para isso, representantes da Diretoria Geral de Enfrentamento da Violência de Gênero da Secretaria da Mulher do Estado participarão da discussão junto com profissionais de saúde que abordarão o protocolo de assistência à mulher vítima de violência e aborto previsto em lei.

NÚMEROS – De acordo com os dados da Secretaria de Defesa Social do Governo do Estado de Pernambuco, aqui em Garanhuns, somente em agosto; 53 mulheres foram vítimas de algum tipo de violência doméstica. Os números mostram um crescimento de 70% em relação a julho, que contabilizou 30 casos. De janeiro a agosto foram registrados 366 casos de violência doméstica. Num relação com o tempo, é como se a cada 16 horas, uma mulher fosse vítima de agressão na Suíça Pernambucana.

A Caravana Crempe/Simepe, realizará Plenária aqui na cidade de Garanhuns, entre as 10 e 12 horas da manhã desta quarta, nas instalações do Fórum Ministro Eraldo Gueiros Leite - Av. Rui Barbosa, 479 – bairro, Heliópolis.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário