quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Aposentados de Pedra estão recebendo seus benefícios atrasados

Passados 15 dias de novembro, servidores aposentados da Prefeitura 
ainda não receberam seus benefícios referente ao mês de outubro.

O descontrole administrativo na cidade de Pedra, município distante cerca de 80 quilômetros de Garanhuns, ao que tivemos acesso com exclusividade, amplia e segue atingindo quem mais precisa. Após os atrasos no pagamento dos salários dos funcionários contratados e das demissões desses servidores, além do não pagamento aos voluntaristas, agora é a vez dos aposentados e pensionistas pagarem pelo descontrole das finanças municipais. Passados 15 dias de novembro, os servidores aposentados da Prefeitura ainda não receberam seus benefícios referente ao mês de outubro. Cerca de 300 pessoas que dedicaram sua vida ao serviço público municipal, hoje se veem sem perspectiva de quando vão receber, como relata um desses servidores aposentados, a senhora Elza Maria. De acordo com ela, durante a gestão do ex-Prefeito Zeca Vaz (última foto), o pagamento dos aposentados costumava ocorrer no 2º dia útil de cada mês.

    Agora, também de acordo com a servidora, com a nova política de pagamento, empreendida pelo atual governo Osório Filho (PSB - foto ao lado), esses pagamentos passaram a ser efetuados junto ao dia 10 do mês subsequente; o que significa dizer, na prática, que o dinheiro chega ao bolso desses aposentados, pouco mais de um mês após a data antes utilizada para o pagamento. “Passamos uma vida inteira dedicando nossa vida. Trabalhando de sol a chuva, para quando chegar tempo para descansar, saber que tem um salário digno do seu trabalho, porém nossa realidade é outra: ou você morre caduca dentro de uma sala de aula ou passa a sobreviver sem seu salário”, desabafa Dona Elza Maria, professora aposentada da Prefeitura de Pedra.

Segundo o ex-secretário Cláudio Mendonça, esse descontrole administrativo-financeiro do prefeito Osório Filho (PSB), guarda relação com a falta de planejamento. Para o ex-vereador Goeldi Macambira, que não retornou a Câmara este ano, por apenas quatro votos, a situação comove a todos. “É inadmissível que esteja ocorrendo isso com a classe. Atualmente, esses servidores não tem sequer dia correto para receber. Enquanto isso os salários altos dos marajás estão sempre em dia”, critica ele.

Diante do problema que envolve a administração de Pedra, junto aos aposentados da esfera executiva, a diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Pedra – PE (SINSEMPE) entrou nesta terça-feira (14) com uma  representação no Ministério Público de Pernambuco (MPPE). Segundo o Sindicato, e ainda de acordo com o que preconiza Lei vigente, aposentados e servidores devem ser contemplados com seus respectivos vencimentos, no máximo, no quinto dia útil de cada mês.

       O OUTRO LADO; O DO PREFEITO OSÓRIO FILHO - O Blog do Gidi Santos não conseguiu contato com o atual Prefeito da Cidade de Pedra, Osório Filho, do PSB, para que ele apresentasse sua versão dos fatos, com relação a nossa publicação; apesar disso, o Blog segue aberto ao Prefeito, ou a algum representante do Executivo daquela cidade, no caso deles julgarem necessário a veiculação de sua posição oficial.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário