terça-feira, 17 de outubro de 2017

Paulo Câmara exonera dois secretários para votarem na Câmara

Felipe Carreras e Kaio Maniçoba passam a semana na capital federal, Brasília, como deputados federais. 
Kaio: "É só questão burocrática das emendas e outras coisas partidárias". (Mariana Araújo).

O governador Paulo Câmara (PSB) exonerou dois secretários que são deputados federais. Os afastamentos foram publicados na edição do Diário Oficial desta segunda-feira (16). Felipe Carreras (PSB), da pasta de Turismo, Esporte e Lazer e Kaio Maniçoaba, que pertence ao PMDB, de Habitação, passam a semana na capital federal, Brasília.

Os afastamentos não estão relacionados com a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB), que ainda está tramitando na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Por mensagem de texto, Kaio Maniçoba informou que irá votar em projetos e emendas de sua autoria.  "É só questão burocrática das emendas e outras coisas partidárias", afirmou ele, sem especificar quais emendas serão colocadas em votação.

Felipe Carreras irá participar, na quarta (18), de um evento com todos os secretários de Turismo do País para pressionar sobre a votação no projeto de lei (PL) que busca regulamentar a atividade de cassinos no Brasil.

TEMER - Tanto Kaio quanto a assessoria de Carreras informaram que ainda não há previsão de uma nova exoneração para a votação na denúncia contra Temer. Kaio Maniçoba é do grupo político do deputado federal Jarbas Vasconcelos (PMDB), que trava uma disputa pela presidência estadual da legenda com o senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB) e que está tentando levar a legenda para a oposição a Paulo Câmara.

O possível retorno de Kaio para a denúncia pode ser, também, uma tentativa de Jarbas se opor a Temer. Jarbas já havia votado contra Temer na primeira denúncia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário