quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Temer promete manter acordo da Hemobrás com PE até 2023

Apesar da proposta apresentada pelo Presidente aos quatro Ministros Pernambucanos, 
Senador Humberto Costa é contra a ida da produção de medicamentos da estatal para o Paraná.

Em reunião com a bancada pernambucana sobre a Hemobrás, o presidente Michel Temer (PMDB) garantiu nessa quarta-feira (27) a permanência da produção aqui no estado, dos dois produtos que a estatal já tem negociados: o fator VIII recombinante, que tem o maior valor agregado, e o fracionamento do plasma.

Atendendo a um pedido dos quatro ministros pernambucanos, a produção do fator VIII não irá, por hora, para o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar). A proposta que buscava um acordo para transferência de tecnologia da Octapharma, vinha sendo defendida pelo atual Ministro da Saúde do Governo Temer, Ricardo Barros.

Apesar de Temer ter parado a negociação pela pasta da Saúde, semana passada, o acerto foi fechado pelo Governador do Estado do Paraná, Beto Richa (PSDB), como denunciou, também na quarta-feira (27), o senador Humberto Costa (PT) (relembre aqui). A partir de agora, o acordo prevê que a transferência de tecnologia aconteça até 2023, sendo que o medicamento passe a ser produzido em Pernambuco.

Humberto não concorda com a posição adotada pelo pelo Presidente Temer. “Na prática, ele retoma o que disse que não ia fazer e inviabiliza a Hemobrás em Pernambuco porque não hå mercado suficiente para duas fábricas dessa natureza no país. É um ato desonesto, canalha, desavergonhado, bem típico desse governo”, critica o petista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário