sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Paulo: “O pacto está certo, os resultados não estão favoráveis”

Durante a formatura de novos PM's, na capital, Recife, nesta quinta, governador ainda frisou: “Ninguém está escondendo que nós estamos com muitos desafios na segurança”. (Camila Torres).

O mês de agosto de 2017 teve o maior número de homicídios, na comparação com o mesmo mês, nos últimos sete anos, segundo dados da Secretaria de Defesa Social (SDS). Sobre os índices da criminalidade, nesta quinta-feira (21), o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, reconheceu que o estado está com “muitos desafios na segurança”, mas descartou a necessidade de atuação da Força Nacional, pedida por deputados de oposição.

Durante o evento de formatura de 1,448 novos policias, realizado na capital pernambucana, Recife, nesta quinta, o governador reafirmou a política do Programa de Segurança Pacto pela Vida, apesar dele está sendo contrariado pelos números. “O pacto está certo, os resultados é que não estão favoráveis”, disse Paulo, que finalizou: “Ninguém está escondendo que nós estamos com muitos desafios na segurança, os números mostram isso. Nosso efetivo está sendo recompletado. Não é assim, chamando Força Nacional, que não tem nem esse contingente, que vamos resolver”, disse Paulo Câmara.

De acordo com o governador, os novos PMs vão atuar nas áreas violentas do estado, recompletando o efetivo da polícia para atuar no âmbito do Pacto pela Vida. Segundo a SDS, em agosto, foram registrados 413 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), em todo o estado, 51 a mais do que os 362 casos notificados no mesmo período de 2016.

Nenhum comentário:

Postar um comentário