terça-feira, 26 de setembro de 2017

Paulo Câmara libera deputados insatisfeitos para saírem do PSB

Após evento no Palácio do Campo das Princesas, Governador estocou: “Cabe a cada parlamentar do 
partido que tenha projetos diferentes, na próxima janela, procurar esses rumos”. (Paulo Veras).

O governador Paulo Câmara, vice-presidente nacional do PSB, deu o aval para que parlamentares satisfeitos com a legenda deixem a sigla na próxima janela partidária. Deputados socialistas têm conversado com outros partidos, como o DEM e PMDB. O exemplo concreto mais recente é a migração do senador Fernando Bezerra para o PMDB, ampliando a oposição ao governo do socialista. O DEM também tenta atrair insatisfeitos.

“Cabe a cada parlamentar do partido que tenha projetos diferentes do que pensa o partido de ter a condição na próxima janela, de procurar esses rumos. A gente vai buscar que o partido fique unido, que o partido tenha a coerência política, que apresente um projeto de 2018”, afirmou Paulo Câmara, na tarde dessa segunda-feira (25), após a solenidade de conclusão dos trabalhos da Comissão da Verdade, no Palácio do Campo das Princesas.

O mal-estar no partido vem desde que o atual presidente Michel Temer, do PMDB paulista, chegou ao poder e o PSB assumiu uma postura oposicionista, com a Executiva orientando votos contrários a questões como as reformas trabalhista e da Previdência. Alguns nomes da bancada votaram favoráveis às alterações nas leis trabalhistas, o que gerou a abertura de processos no conselho de ética da legenda.

“Para apresentar esses projetos (para 2018), precisa ter nos seus quadros pessoas comprometidas com ele. A gente não vai perseguir o crescer por crescer. A gente quer crescer com qualidade, programaticamente, e buscando o ideal que é um Brasil melhor”, acrescentou Paulo, ainda nesta segunda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário