terça-feira, 19 de setembro de 2017

No Ceará, Danilo Cabral classifica de “criminosa” a venda da Chesf

Ao discursar na Alece, deputado ainda frisou: “A sociedade já entendeu que essa privatização
vai representar, inevitavelmente, o aumento da conta de luz.” (Sérgio Montenegro).

Presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Chesf na Câmara, o deputado federal Danilo Cabral (PSB-PE) classificou de “criminoso” o projeto de privatização da Companhia Hidrelétrica do São Francisco. Em audiência pública realizada na Assembleia Legislativa do Ceará (Alece), nesta segunda-feira (18), o socialista afirmou que o evento é mais uma demonstração que a população de todos os estados do Nordeste começa a compreender as consequências da iniciativa do governo federal.

Autor do pedido de audiência pública na Alece, o deputado estadual cearense Elmano Freitas (PT) reiterou a importância de uma mobilização nacional para barrar as privatizações anunciadas pelo governo federal, que classificou como “uma quebra de direitos democráticos”. A fórmula, segundo ele, é debater exaustivamente com a sociedade e buscar soluções que não permitam a venda.

Ao discursar na Alece, nesta segunda, Danilo foi taxativo “A sociedade já entendeu que essa privatização criminosa vai representar, inevitavelmente, o aumento da conta de luz. A participação e mobilização da sociedade é que barrará a venda do São Francisco”, afirmou Danilo, finalizando: “Em defesa do Nordeste e da soberania do nosso País, não podemos permitir esse desmonte do governo federal”, acrescentou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário