domingo, 3 de setembro de 2017

Joesley Batista sobre Temer: “Ladrão Geral da República”

Declaração do empresário foi em resposta a uma nota divulgada pelo Palácio do Planalto 
nesta sexta-feira (1°), afirmando que ele era o grampeador-geral da República. (Jornal do Brasil).

O empresário Joesley Batista, da JBS, divulgou uma nota na madrugada deste sábado (2), em que classifica Michel Temer como "ladrão geral da República" e diz que o presidente não consegue se defender "dos crimes que comete". "A colaboração premiada é por lei um direito que o senhor presidente da República tem por dever respeitar." 

"Atacar os colaboradores mostra no mínimo a incapacidade do senhor Michel Temer de oferecer defesa dos crimes que comete. Michel, que se torna ladrão geral da República, envergonha todos nós brasileiros", completa na nota.

A declaração de Joesley é uma resposta a uma nota divulgada pelo Palácio do Planalto nesta sexta-feira (1°), afirmando que Joesley era o grampeador-geral da República. O texto, redigido por conta das notícias de que Temer será alvo de uma segunda denúncia, critica o fato de a JBS ter apresentado novos documentos e gravações no acordo de delação feito com o Ministério Público Federal (MPF).
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário