sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Governador inicia renegociação da dívida de PE com a Caixa

Paulo, saiu otimista da conversa que manteve com o presidente da instituição, Gilberto Occhi. 
Audiência na Caixa, contou com a presença do deputado federal Fernando Monteiro.

O governador Paulo Câmara se reuniu ontem, (14) com o presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Gilberto Occhi, para discutir projetos em andamento que têm parceria com a instituição financeira federal. Em destaque, Paulo pediu ao presidente "atenção especial" com a renegociação autorizada pela Lei Complementar 156/16, que permite o alongamento da dívida dos Estados com as instituições financeiras oficiais. 

Em 2016, foi viabilizada a renegociação da dívida dos Estados com instituições financeiras, que beneficiou, à epoca, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, em detrimento ao Nordeste. Como contrapartida, Estados que tinham feito seu dever de casa e não estavam superendividados, como Pernambuco, solicitaram a renegociação dos financiamentos tomados com os bancos federais. 

O secretário de Planejamento e Gestão, Márcio Stefanni, presente na reunião, destaca que já se passaram 18 meses e não se efetivou a renegociação para Pernambuco. "Hoje, o governador deu mais um passo para efetivar o alongamento da dívida. É o alívio que Estados do Nordeste precisam e fizeram o dever de casa para isso", registrou. 

O total repactuado pela União para os Estados foi de R$ 18,8 bilhões, em 2016.  "Para se ter uma ideia, São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Minas Gerais ficaram com R$ 15,6 bilhões daquele montante", frisou Stefanni. A audiência  na Caixa Econômica teve a presença também do vice-presidente da Caixa, Roberto Derziê, e do deputado federal pernambucano pelo Partido Progressista (PP), Fernando Monteiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário