quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Correios em Pernambuco entra em greve por tempo indeterminado

Empresa colocou em prática um Plano de Continuidade de Negócios para minimizar os impactos 
à população. De acordo com os Correios, 85% do efetivo está presente e trabalhando. (G1 Pernambuco).

Após assembleia da categoria realizada na noite de ontem, terça-feira (19), trabalhadores dos Correios decidiram entrar em greve por tempo indeterminado e cruzar os braços de imediato. O diretor do Sindicato, Luciano Silva, afirma que a retirada de direitos dos trabalhadores da empresa motivou a paralisação.

“Há um processo de sucateamento da empresa. Desde 2011 não entram trabalhadores concursados e querem tirar direitos nossos do acordo coletivo de trabalho”, afirma. A redução da idade de dependentes – de 18 para seis anos de idade – e o fim da ginástica laboral são algumas das queixas da categoria.

Ainda de acordo com o sindicalista, as entregas de correspondências ficam comprometidas durante o período de suspensão das atividades. Em nota, os Correios afirmaram que a paralisação não afeta os serviços de atendimento e que "todas as agências, inclusive nas regiões que aderiram ao movimento paredista, estão abertas e todos os serviços estão disponíveis".

O documento diz, ainda, que já colocou em prática um Plano de Continuidade de Negócios para minimizar os impactos à população, mas que, em Pernambuco, segundo levantamento dos Correios, 85% do efetivo está presente e trabalhando. O órgão diz estar disposto a "negociar e dialogar com as representações dos trabalhadores na busca de soluções que o momento exige".

Nenhum comentário:

Postar um comentário