domingo, 17 de setembro de 2017

Antônio Campos quer impedir que PSB use imagem de Arraes

Pra isso, o presidente do Instituto Miguel Arraes, que é irmão do ex-governador 
Eduardo Campos, impetrou ação ordinária no TRE. (Inaldo Sampaio).

Em nome do Instituto Miguel Arraes, do qual é presidente, o advogado Antonio Campos, irmão do ex-governador Eduardo Campos, ajuizou na última quarta-feira, dia 13, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) uma ação ordinária de preservação da imagem do ex-governador em relação ao PSB de Pernambuco e ao governador Paulo Câmara. Campos quer que a justiça proíba seu ex-partido de fazer uso da imagem do ex-governador em seu programa partidário, bem como nas inserções do rádio e da TV.

Na ação, ele aponta como precedente o mandado de segurança ajuizado pela viúva Renata Campos e filhos na eleição de Paulo Câmara. O processo foi originalmente distribuído para o desembargador eleitoral Vladimir Carvalho, que remeteu os autos para o corregedor eleitoral, Henrique Coelho, para decidir quanto ao pedido da liminar.

No programa partidário anterior, o Instituto notificou o PSB sobre a “indevida utilização da imagem” do ex-governador, o que justificou, ante a reincidência, o ajuizamento desta ação. Na última quarta, foi anexado aos autos para reiterar o pedido o apoio oficial do PSB de Olinda ao prefeito Lupércio e cópia de uma entrevista do presidente do PSB estadual, Sileno Guedes, sobre a família “Coelho”, de Petrolina, “para demonstrar como o PSB trata os que não rezam na cartilha deles”.

“Deparando-se com tais questionamentos e ponderando-se os interesses em conflito, reputa-se sensato a proteção da imagem do ex-governador Miguel Arraes na propaganda citada e a sua memória”, diz o irmão de Eduardo Campos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário