segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Professora cria projeto que visa contribuir na formação de identidade de crianças quilombolas em Garanhuns

Campanha é feita em site para realização do projeto "Contar Contos Quilombolas: do Livro 
para os Quadrinhos" na Escola Virgília Garcia Bessa, da comunidade Castainho. (G1).

Com o intuito de incentivar crianças quilombolas a conhecerem mais sobre as histórias da comunidade, uma professora de Garanhuns, no Agreste de Pernambuco, criou uma campanha em um site de financiamento em grupo (crowdfunding) para realização do projeto "Contar Contos Quilombolas: do Livro para os Quadrinhos". O projeto prevê a compra de livros infantojuvenis com temática das culturas e histórias afro-brasileiras e africanas para contribuir nas práticas de alfabetização e letramento dos estudantes. Também pretende ajudar na formação da identidade e do reconhecimento como quilombolas.

De acordo com a idealizadora, a professora Laene Vaz, da Escola Virgília Garcia Bessa, da comunidade quilombola Castainho, o projeto foi pensado para trabalhar com alunos dos anos iniciais e finais. "A ideia é trabalhar noções de pertencimento e também práticas de leitura e de escrita. Estamos precisando de livros e de materiais que serão utilizados na produção dos desenhos", destaca a mestre em letras.

"Quando o aluno tem contato com a história, ele ativa o imaginário. Além do contato simbólico, estarão em contato com elementos culturais de matrizes africanas. Os estudantes são coresponsáveis pelo aprendizado através de um livro artesanal. Eles terão um ganho imaterial e um ganho material", reforça a educadora.

As atividades acontecem durante o segundo semestre de 2017 e o primeiro semestre de 2018 com as turmas do 2°, 3°, 7°, 8° e 9° ano do Ensino Fundamental. As ações serão realizadas em dois momentos: o primeiro com atividades de contação dos livros adquiridos, permitindo o acesso a literatura. No segundo, os estudantes receberão oficinas de elaboração de Histórias em Quadrinhos (HQ's), pesquisar histórias da própria comunidade e desenvolver uma HQ com essas narrativas. Além dos livros, são solicitadas também canetas coloridas para serem usadas durante as oficinas.

O valor do projeto é R$ 2,593,98, sendo que até agora, apenas 21% do total foi arrecadado. É possível fazer doações em qualquer valor, até o dia 27 de setembro, através da plataforma de crowdfunding somosprofessores.org. A ONG "Somos Professores" foi criada para que as ideias dos docentes de escolas públicas possam sair do papel.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário