quinta-feira, 13 de julho de 2017

Perícia em local do desabamento é realizada aqui em Garanhuns

Delegado Patrick Dias, também acompanhou todo o processo, que contou com informações de 
vizinhos do residencial. "É muito cedo para se fazer qualquer conclusão”, disse ele. (Fonte: Portal G1).

Peritos do Instituto de Criminalística realizaram na tarde desta quarta-feira (12) a perícia no local do desabamento de um prédio de três andares que matou duas pessoas em Garanhuns, no Agreste de Pernambuco. O acidente aconteceu na segunda-feira (10) e uma das vítimas era pai da criança que foi resgatada junto com a mãe.

O delegado da Polícia Civil Patrick Dias também acompanhou todo o processo, que contou com informações de vizinhos do residencial. Os peritos inspecionaram os outros prédios do residencial que estão interditados por medida de segurança.

"É muito cedo para se fazer qualquer conclusão. Preliminarmente pode ter sido diversos fatores que levaram ao desabamento do prédio. Esse foi o início dos trabalhos da perícia, é um trabalho de conhecimento técnico. Estamos em busca de mais informações do prédio", disse o delegado, que atua na 18ª Delegacia Regional de Garanhuns.

Ainda segundo Patrick Dias, os peritos encontraram falhas na execução dos outros prédios do residencial. "O que se pode verificar é que as estruturas de concreto armado apresenta problemas de execução. A emenda das colunas são curtas, mas tudo isso é informação preliminar", completou o delegado, que é o responsável pelas investigações.

De acordo com informações colhidas  pelo G1 Portal de Notícias para Caruaru e Região, o laudo pode demorar até 30 dias para ficar pronto. Também serão feitos estudos nos escombros do prédio que desabou. Dependo do resultado, os responsabilizados podem ser denunciados por homicídio culposo (quando não há intenção de matar).
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário