.

.

sábado, 1 de julho de 2017

Jarbas poderá disputar Senado com o apoio de Paulo Câmara

Governador não esconde que considera o peemedebista "um bom senador"
para a Casa Alta. (Com informações da Folha de Pernambuco).

Renata Melo - Uma vez por mês, ao menos, o deputado federal Jarbas Vasconcelos, do PMDB pernambucano, costuma almoçar no Restaurante Leite, em Recife. Ontem, seguiu o mesmo ritual com um detalhe: contou, para isso, com a companhia do governador Paulo Câmara. À mesa, também estavam o vice-governador Raul Henry, o ex-secretário de Jarbas, Guilherme Robalinho, Arménio Dias e Alberto Ferreira da Costa Júnior.

Uma vez que a política é feita de gestos, o encontro, em local público, não deixa de ser uma sinalização expressa de que o PMDB e o PSB no Estado seguem afinados. Antes de se dirigir ao almoço, Jarbas concedeu entrevista à Rádio Jornal, quando realçou que está decidido a disputar o Senado Federal em 2018. Deixou claro, ao falar a emissora, que está focado nisso. O caminho, agora, segundo ele, será o de viabilizar esse projeto. 

O governador, por sua vez, não esconde que considera o peemedebista "um bom senador" para a Casa Alta. O Palácio das Princesas já deu sinais de que Jarbas, caso queira, terá uma vaga na chapa. Mesmo o fator Temer, que vinha sendo apontado como ponto gerador de discórdia entre socialistas e peemedebistas em Pernambuco, funciona já como ponto de intersecção. Jarbas tem adotado tom bem mais crítico em relação ao Presidente Michel Temer, após os últimos acontecimentos.

Não está convicto de que o presidente tenha resistência para superar três denúncias da PGR. À mesa, ele e Paulo concordaram num ponto: caso haja o mínimo de condição para o presidente terminar o mandato, será menos danoso ao País que ele fique. Acreditam que tirar um presidente é traumático e entendem que, para Temer permanecer, no entanto, precisará reunir o mínimo de governabilidade, mas avaliam que isso vai depender dele.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário