sexta-feira, 23 de junho de 2017

Operação Força no Foco, desencadeada em Garanhuns prende 4 homens e fecha dois bares na cidade, até o momento

Investida ocorre com ações integradas entre Polícia Militar, Vigilância Sanitária, Polícia Rodoviária 
Federal e Bombeiros Militar. Um helicóptero e agentes do Grupo Tático Aéreo também estão em campo.

A Polícia Civil do Estado de Pernambuco cumpriu, nesta sexta (23), mandado de prisão preventiva contra uma quadrilha investigada por prática de associação criminosa e homicídios no Estado, dentro da Operação Força no Foco, desencadeada aqui Garanhuns.

Após cumprir o mandado de prisão preventiva contra Renato Batista da Silva, os policiais da 22ª Delegacia de Polícia de Homicídios (DHP), prenderam em flagrante, Evesson Balbino dos Santos, José Ivan Bezerra da Silva e Alex Júnior de Carvalho.

Com os homens, foram encontrados um rifle (marca Rossi, calibre 38), uma pistola automática (marca Ballester-Molina, calibre 22), uma pistola PT638 (marca Taurus, calibre 380), uma metralhadora (marca Hk636C, calibre 6mm), 13 munições calibre 380, nove munições calibre 22, cinco munições calibre 38, três tocas ninjas e uma máscara.

A Operação Força no Foco, que conta com um grande efetivo policial, diversas viaturas, além de agentes do Detran, bem como dezenas de fiscais da Fazenda Estadual, foi desencadeada desde as primeiras horas de ontem, quinta (23).

A operação, ocore com ações integradas entre PM, Vigilância Sanitária, Polícia Rodoviária Federal e Bombeiros Militar. Um helicóptero e agentes do Grupo Tático Aéreo, vem realizando pontos de bloqueios e fiscalização de bares e restaurantes. Segundo a PM, até o momento, dois bares foram interditados, com a apreensão de bebidas e gêneros alimentícios vencidos, assim como condutores de veículos e motocicletas foram abordados.

O balanço da mega Operação Força no Foco, realizada aqui em Garanhuns, será apresentado na próxima segunda-feira, dia 26, pelo coordenador da Operação, o Delegado, Dr. Luiz Bernardo, titular da 18ª DESEC, durante entrevista Coletiva.
.

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário